#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

#10Fatos – 08/02

08-02-2018 | 12:08
Por Liga Nacional de Basquete

Herois da última rodada, destaques individuais e marcas significativas; confira os 10 fatos da rodada desta quinta

O NBB CAIXA 17/18 segue em ritmo acelerado às vésperas do carnaval. Nesta quinta-feira (07/02), serão quatro partidas pela principal competição do basquete nacional, com direito a transmissão ao vivo via Facebook, para duelo entre Banrisul/Caxias do Sul e Flamengo, às 20h05 (de Brasília). Com isso, reunimos os 10 principais fatos da rodada. Confira:

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike, Penalty e Wewi e os apoios do Açúcar Guarani e do Ministério do Esporte.

Após cinco derrotas seguidas, Minas voltou a vencer no NBB CAIXA, diante do Caxias, fora de casa (Matheus Magnani/Caxias Basquete)

Adeus jejum

Após uma sequência extremamente amarga, com cinco derrotas consecutivas, o Minas Tênis Clube enfim conseguiu voltar a vencer. Na última terça (06), a equipe comandada por Flávio Espiga foi até a casa do Caxias e, com uma atuação coletiva incrível, venceu, por 91 a 71, com seis atletas deixando a quadra com pelo menos 15 de eficiência: Audrei (19), Roquemore (18), Wesley (16), J. Campos (15), Rush (15) e Gegê (15).

Eletrizante

Donos de um jogo comandado pelas defesas no primeiro turno, Minas e Joinville/AABJ se enfrentaram em Belo Horizonte e os donos da casa ficaram com a vitória, por 69 a 52. Porém, os grandes destaques da partida foram individuais. Pelo lado mineiro, Gegê somou incríveis 12 assistências, segunda melhor marca desta temporada, enquanto que na equipe catarinense, Felipe Vezaro foi o grande líder, com 20 pontos anotados em 25 tentados (80,0% de aprov.).

Foi heroi!

O Botafogo chegou a sua segunda vitória consecutiva pela primeira vez nesta temporada, na última terça, com vitória sobre o Solar Cearense, por 70 a 68. O grande heroi alvinegro na partida foi Jamaal Smith. Ao todo, foram 18 pontos, seis rebotes e cinco assistências para ele, que liderou o time carioca em todos estes aspectos. Nas últimas três partidas, o armador norte-americano tem eficiência média de 23,0.

Cestinha do Vitória, Okorie tem pelo menos 10 pontos nos últimos 13 jogos do NBB CAIXA, e em 16 das 18 partidas desta edição (Thiago Moreira/Vasco da Gama)

Que fase é essa?

Em sua primeira temporada no basquetebol brasileiro, Nick Okorie não demorou nem um pouco para se adaptar e vem mostrando todo seu arsenal ofensivo. Principal cestinha do Universo/Vitória no NBB CAIXA 17/18, o norte-americano anotou pelo menos 10 pontos nos últimos 13 jogos da competição, com média de 15,6 pontos por partida no período.

Chamou a responsa

Na última terça, Dawkins foi o grande nome do triunfo baiano sobre o Vasco da Gama. Após ter até 14 pontos de desvantagem, o Vitória iniciou grande reação na parte final do terceiro quarto e a estendeu ao longo de toda parcial final. O armador do rubro-negro anotou 13 pontos nos dez minutos finais, sendo o grande líder da vitória por 30 a 18 de seu time no período, e comandando o resultado positivo, por 89 a 85, dentro de casa.

Carrascos antigos

Hoje atletas do Vasco, tanto Nezinho quanto Lucas Mariano possuem recordes pessoais em confrontos contra o rival desta quinta, Basquete Cearense, quando defendiam outros times. O armador, anotou seu maior número de pontos no NBB CAIXA (40), na vitória de sua ex-equipe Brasília, por 104 a 100, na primeira temporada da equipe nordestina na competição (12/13). Já o pivô anotou 29 pontos e registrou seu recorde de rebotes que perdura até hoje, com 14 sobras, também no triunfo de seu ex-time, o Sesi/Franca Basquete, por 91 a 78, no NBB CAIXA 14/15.

Em uma atuação incrível, Paulinho Boracini liderou Basquete Cearense à vitória no primeiro turno, com 27 pontos (Stephan Eilert/Solar Cearense)

Sobrou

No duelo entre Basquete Cearense e Vasco pelo primeiro turno, um nome se sobressaiu e foi o grande destaque do jogo. Com a mão calibrada, Paulinho Boracini liderou a equipe nordestina à vitória, por 85 a 76. Ao todo, foram 27 pontos, cinco rebotes e cinco assistências para o armador, que registrou 29 de eficiência, sua melhor marca nesta temporada.

Voltou a brilhar

Um dos grandes destaques deste NBB CAIXA, Cauê Borges não vivia em seu melhor momento recentemente. Até esta terça, o atleta vinha com uma média de 7,2 pontos e 4,8 de eficiência em suas últimas quatro atuações. Contra o Minas, apesar da dura derrota de seu time (91 a 71), o ala/armador foi um dos principais destaques em quadra, com 17 pontos anotados em 26 tentados (65,4% de aprov.), seis rebotes alcançados e cinco assistências distribuídas, registrando 23 de eficiência.

Em sua terceira partida pelo Fla, Varejão anotou 15 pontos e teve 21 de eficiência, sua melhores marcas até o momento (Staff Images/Flamengo)

Pegando ritmo

Se adaptando mais e mais ao NBB CAIXA a cada jogo, Anderson Varejão fez sua melhor atuação dentro da competição na última terça. Vindo novamente do banco de reservas, o pivô ficou em quadra por 27 minutos, para anotar 15 pontos, pegar seis rebotes e deixar a quadra como atleta mais eficiente da partida, com 21 no quesito.

Marcas significativas

A rodada desta quinta também marcará algumas marcas importantes na carreira de três atletas de equipes diferentes. Enquanto Murilo, do Vitória, e Renato Carbonari, do Vasco, atingirão seus jogos de número 300 no NBB CAIXA, o capitão do Basquete Cearense, Davi Rossetto, fará sua 200ª partida pela competição.