O SKY/Basquete Cearense segue invicto na LDB 2013. No início da tarde desta quarta-feira, na Arena Olímpica, em São Sebastião do Paraíso (MG), a equipe nordestina superou o São José/Unimed, em partida equilibrada, pelo placar de 76 a 68, e acumulou sua terceira vitória em três partidas realizadas na competição nacional Sub-22.

Para sair vitorioso, o time de Fortaleza contou com uma ótima atuação do ala/armador Victor Gusmão. Com a mão calibrada, o camisa 55 cearense converteu cinco tiros de três pontos em sete tentativas (71,4% de aproveitamento) e cravou a marca de 32 pontos. Além dele, o pivô Rômulo, dono de um duplo-duplo, com 13 pontos e 12 rebotes, e o armador Davi, autor de 13 pontos e sete assistências, também foram cruciais para o triunfo cearense.

“A gente sabe que o time do São José é qualificado, tanto ofensivamente quanto defensivamente. Mas, a gente soube ganhar o jogo. Tivemos competência e matamos as bolas nas horas certas para sair com a vitória”, disse o cestinha Victor.

Pelo lado do São José, o destaque ficou por conta do ala/armador Victor Correia, que anotou 27 pontos, além de roubar quatro bolas e distribuir quatro assistências. Agora, as duas equipes voltam à quadra apenas na próxima sexta-feira. O São José medirá forçar com o Pinheiros/SKY, às 11 horas (de Brasília), enquanto que o Basquete Cearense enfrentará o Uniceub/BRB/Brasília, às 16 horas (de Brasília).

A Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB) é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB) em parceria com o Ministério do Esporte e tem a chancela da Confederação Brasileira de Basketball (CBB).

A equipe do São José começou melhor o jogo. Com a mão calibrada, Victor, Gabriel e Chandler acertaram tiros de três pontos e a equipe colocou 15 a 9 de frente nos minutos iniciais. Do outro lado da quadra, os cearenses não conseguiram encaixar sua melhor forma de atuar diante da defesa por zona dos joseenses. No último lance do primeiro quarto, Victor “tirou da cartola” um belo arremesso de longa distância e o esquadrão paulista fechou o período inicial na frente, por 18 a 12.

A pausa entre os quartos fez bem ao Basquete Cearense e a equipe dominou completamente as ações na segunda parcial. Tudo começou com sete pontos seguidos do ala Victor Gusmão, que colocaram a equipe em vantagem (26 a 22). Depois disso, a equipe do Nordeste do país não diminuiu o ritmo e conseguiu construir uma bela vantagem no placar durante o segundo período. Ao todo, foram quatro arremessos certeiros da linha de três pontos, além de boas jogadas no garrafão.

Enquanto isso, os representantes do interior paulista passaram a encontrar dificuldades para atacar, já que Victor, o principal jogador da equipe, sofria marcação cerrada dos adversários. Então, após uma vitória por elásticos 31 a 11 no quarto, a agremiação de Fortaleza fechou o primeiro tempo com 14 pontos de vantagem: 43 a 29.

Se o segundo quarto foi completamente dominado pelo Basquete Cearense, o terceiro período foi totalmente favorável ao São José. Em menos de dois minutos, a equipe encaixou uma sequência de 7 a 0 e diminuiu a desvantagem no placar para 43 a 36. Novamente apático contra a defesa por zona dos joeseenses, os nordestinos não conseguiram controlar a reação dos rivais. Ainda na terceira parcial, os paulistas conseguiram assumir a liderança. Gabriel acertou dois tiros seguidos da linha de três pontos, Chandler converteu outra bola de longa distância e a equipe do Vale do Paraíba chegou para os dez minutos finais do confronto na frente: 56 a 54.

O último período foi de tirar o fôlego. As duas equipes se revezaram na liderança do placar durante boa parte da parcial final. Porém, nos momentos decisivos, o Basquete Cearense contou com a maestria do armador Davi e a pontaria certeira do cestinha Victor Gusmão, que anotou 12 dos 22 pontos da equipe no período decisivo, e ficou com a vitória em solo mineiro.