#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Ele está de volta

03-12-2018 | 06:19
Por Liga Nacional de Basquete

Dedé Stefanelli acerta retorno ao São José após 3 anos; jogador chega para o lugar do norte-americano Que Johnson

O São José Basketball reforçou sua equipe com um velho conhecido: o ala Dedé Stefanelli. Aos 34 anos, o jogador acertou seu retorno à equipe que defendeu durante quatro temporadas e conquistou os principais títulos de sua carreira.

Dedé foi apresentado no último sábado e inclusive já se juntou aos companheiros nos treinamentos. Sua estreia pode acontecer já nesta quarta-feira (05/12), contra o Corinthians, no Ginásio Wlamir Marques.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Dedé está de volta ao São José Basketball Após 3 anos, o ala Dedé Stefanelli volta a vestir a camisa do São José. Dedé jogou por 4 temporadas na equipe joseense, e após passagens por Rio Claro, Franca e Vasco vem para reforçar o SJB na sequência do NBB 11. O ala de 1,98, disputou todas as 11 edições do NBB. Foi vice-campeão do NBB 2011/2012 e conquistou o campeonato paulista 2012 de pelo São José. Dedé estava disputando a Liga ANB (Associação Nacional de Basquete 3×3), o Brasileiro e Etapa do Mundial FIBA de basquete 3×3. O camisa 8 já se apresentou e treinou com toda a equipe neste sábado. A diretoria corre com a regularização do atleta para que esteja à disposição de Jaú já para a próxima partida, nesta quarta-feira (5), contra o Corinthians, na sequência do NBB. Já o ala Que Jonhson deixou a equipe joseense neste sábado, em comum acordo com a diretoria. Boa Sorte Johnson e bem-vindo de volta Dedé! #NadaVaiNosSeparar #VamosAguia #SaoJoseBasketball #NbbCaixa #VcNuncaViuNadaIgual

Uma publicação compartilhada por São José Basketball (@saojosebasketball) em

“Estou muito feliz com a minha volta para São José. Sempre deixei claro que foi um dos lugares em que mais fui feliz na minha vida. Respeito muito a torcida daqui e o carinho deles por mim. É uma cidade onde tive muitos bons momentos, somente recordações boas. Tenho que agradecer pela oportunidade de estar de volta, estou muito feliz em poder ajudar o São José em mais um NBB”, declarou o ala Dedé.

O jogador chegou para substituir o ala norte-americano Que Johnson, um dos reforços do time para a atual temporada do NBB CAIXA, que acertou sua saída da equipe em comum acordo com a diretoria.

Nascido em São Paulo (SP), Dedé iniciou sua trajetória no basquete pelas categorias de base do Banespa (SP). Em seguida, passou por Araraquara (SP) antes de disputar seu primeiro NBB CAIXA pelo Paulistano/Corpore.

Depois de dois anos pelo CAP, o jogador se transferiu para o São José na temporada 2010/2011 e deu início a uma linda jornada. Por lá, ele ficou por quatro anos e conquistou o título do Campeonato Paulista 2011 e o vice-campeonato do NBB CAIXA 2011/2012.

Ala Dedé foi peça chave na equipe de São José vice-campeã do NBB CAIXA 2011/2012 (Luiz Pires/LNB)

Em seguida, ao final de sua trajetória pelo São José, Dedé migrou para o Rio Claro Basquete e também passou por Franca Basquete e Vasco da Gama, este que defendeu na temporada passada, em que conquistou o título da Copa Avianca na pré-temporada.

Dedé faz parte de um seleto hall de apenas nove atletas que já registraram 40 ou mais pontos em uma partida de NBB CAIXA na história. Pelo Paulistano, ele fez 42 jogos em uma partida contra o Araraquara na edição 2008/2009 da competição.

+Estatísticas completas da carreira de Dedé Stefanelli

Com isso, Dedé está ao lado de Marcelinho Machado, Marquinhos, Manny Quezada (ex-São José), Riddick (ex-Vila Velha), Paulinho Boracini, Nezinho, Guillermo Araujo (ex-Paulistano) e Shamell na lista de atletas com partidas de 40 pontos ou mais no NBB CAIXA.

Antes de acertar com o São José, Dedé estava dedicado ao basquete 3×3, em que chegou a disputar a Liga ANB (Associação Nacional de Basquete 3×3), o Brasileiro e a Etapa Mundial da FIBA da modalidade.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.