#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Fechamento perfeito

09-06-2015 | 12:34
Por Liga Nacional de Basquete

Evento de gala, destaques premiados e atrações musicais: temporada 2014/2015 do NBB teve seu encerramento nesta segunda-feira com chave de ouro

Acabou o mistério. Nesta segunda-feira (09/06), na cidade de São Paulo (SP), aconteceu a Festa de Premiação dos Melhores do NBB 7 e os destaques individuais da temporada 2014/2015 do maior campeonato de basquete do país foram anunciados e premiados.

Apresentado pelo narrador do SporTV, Odinei Robeiro, os troféus entregues foram Destaque Jovem (Melhor Atleta Sub-22), Melhor Defensor, Melhor Sexto Homem, Melhor Atleta Estrangeiro, Jogador que Mais Evoluiu, Melhor Quinteto (Armador, Ala, Ala, Pivô e Pivô), MVP (Jogador Mais Valioso e Melhor Técnico (Troféu Ary Vidal). Além disso, também foram condecorados o Cestinha, os líderes em assistência e rebotes e também as equipes com melhor ataque e melhor defesa do NBB 7.

O destaque da noite ficou por conta de Alex Garcia, que ficou com três troféus. O experiente ala do Paschoalotto/Bauru manteve a hegemonia de ser o único vencedor da categoria Melhor Defensor – sete conquistas em sete anos -, foi eleito um dos melhores alas e ainda faturou o inédito troféu de MVP da competição nacional.

“Eu sempre almejo ser campeão. Já fui duas vezes indicado a MVP, mas é a primeira vez que ganho. Apesar de ser um reconhecimento do grupo, esse prêmio mostra que me dediquei, tentei fazer de tudo para o time vencer e acabei ajudando nessa temporada maravilhosa que o Bauru fez”, disse Alex.

Outro nome de destaque do evento festivo foi Dedé Barbosa. Depois de levar a Winner/Limeira pela primeira vez às semifinais na história, o jovem treinador ficou com o Troféu Ary Vidal (Melhor Técnico), logo em sua primeira temporada na função.

“Nosso time encrontou uma maneira bem sólida de jogar. Jamais vou mudar minha filosofia coletiva de jogo, maneira que o grupo abraçou e fomos felizes jogando assim. O pensamento da nossa comissão técnica foi sempre por aí”, disse Dedé.

“Se aprende muito mais como assistente do que como técnico, pois o assistente assiste a partida de uma maneira mais sólida e mais fria. Quando eu recebi o convite de assumir esse time eu pude contar com um grupo muito especial, que comprou a minha ideia de jogar coletivo, jogar com raça e ser um grupo muito unido”, concluiu o comandante do Limeira.

Além da premiação, a festa também contou com apresentações musicais de Larry Taylor, agora armador do Mogi das Cruzes/Helbor, e de Márcio Cipriano, ex-jogador e tricampeão do NBB pelo UniCEUB/BRB/Brasília.

A votação que elegeu os melhores do ano contou com a participação de técnicos, assistentes e capitão das 16 equipes que disputaram a sétima edição do NBB, além da imprensa especializada, personalidades do basquete brasileiro, comissários e árbitros.

Confira todos os vencedores dos prêmios individuais do NBB 7:

Destaque Jovem: Deryk Ramos (Winner/Limeira)
Melhor Sexto Homem: Vitor Benite (Flamengo)
Jogador que Mais Evoluiu: Davi Rossetto (Basquete Cearense)
Melhor Defensor: Alex Garcia (Paschoalotto/Bauru)
Melhor Estrangeiro: David Jackson (Winner/Limeira)
Melhor Armador: Ricardo Fischer (Paschoalotto/Bauru)
Melhores Alas: Alex Garcia (Paschoalotto/Bauru) e Marquinhos (Flamengo)
Melhores Pivôs: Giovannonni (UniCEUB/BRB/Brasília) e Hettsheimeir (Paschoalotto/Bauru)
Melhor Técnico (Troféu Ary Vidal): Dedé Barbosa (Winner/Limeira)
MVP (Jogador Mais Valioso): Alex Garcia (Paschoalotto/Bauru)

Líder em assistências: Ricardo Fischer (Paschoalotto/Bauru)
Líder em rebotes: Caio Torres (São José/Unimed)
Cestinha (Troféu Oscar Schimdt): Shamell (Mogi das Cruzes/Helbor)

Melhor ataque: Flamengo
Melhor defesa: Minas Tênis Clube
Equipe Fair Play: Minas Tênis Clube

Personalidade do Ano da LNB: Arnon de Mello – vice-presidente da NBA no Brasil

Árbitro Revelação: Fabiano Huber
Melhor trio de arbitragem: Cristiano Maranho, Fabiano Huber e Guilherme Locatelli
Árbitro Destaque: Cristiano Maranho