#JOGAJUNTO

Mais basquete / NBB CAIXA

Nada de festa

08-11-2017 | 09:28
Por Liga Nacional de Basquete

Pinheiros repete história do último NBB CAIXA e elimina Flamengo em pleno Tijuca, mas vitória do Estudiantes (ARG) sobre Olímpia (PAR) também tira chances pinheirenses na Sul-Americana

Foi como um filme repetido. Assim como aconteceu nas quartas de final do último NBB CAIXA, o EC Pinheiros foi ao Rio de Janeiro, venceu o Flamengo e decretou a eliminação da equipe rubro-negra em pleno Tijuca Tênis Clube. Nesta quarta-feira (08/11), a história aconteceu na Liga Sul-Americana 2017, com a dramática vitória pinheirense por 80 a 74, em duelo brasileiro de vida ou morte pela fase semifinal do torneio. No entanto, o clube paulista também acabou eliminado graças ao triunfo do Estudiantes de Concórdia (ARG) sobre o Olímpia (PAR) na segunda partida do dia.

Nada de festa: Depois de vencer o Flamengo e eliminá-lo com o resultado, Pinheiros ainda permaneceu vivo na briga por uma vaga na final, mas para isso dependia de uma vitória do Olímpia (PAR) sobre o Estudiantes de Concórdia (ARG) no segundo duelo do dia. E não foi o que aconteceu. Os argentinos viraram no último quarto, levaram a melhor por 72 a 66 e garantiram vaga na grande decisão.

Double trouble: Eleito MVP do último NBB CAIXA, Desmond Holloway foi o grande nome da partida. Com 25 pontos e seis assistências, o ala norte-americano teve papel fundamental para o clube paulista, principalmente no período final, em que fez uma foul e cesta de 3 pontos mais do que crucial para os pinheirenses. Seu compatriota Corderro Bennett também se sobressaiu ao registrar 13 pontos.

+Confira as estatísticas completas da partida entre Flamengo e Pinheiros

Ralfi gigante: Uma das peças mais importantes da vitória pinheirense, o pivô Ralfi Ansaloni teve atuação de gala na noite desta quarta-feira no Tijuca Tênis Clube. Com duplo-duplo de 17 pontos e 11 rebotes, o camisa 10 do time paulista ainda deu três assistências e foi responsável pelo lance mais bonito da partida, um enérgico rebodunk após bandeja errada de Felipe Ruivo em pleno último quarto.

Bem que tentou: Pelo lado do Flamengo, o grande destaque ficou por conta do ala Marquinhos, cestinha da equipe, com 20 pontos, sendo 11 deles no último quarto vindos de três bolas de 3 pontos consecutivas e um chute longo de 2 pontos no fim – pisou na linha ao tentar o chute de 3. Além disso, o camisa 11 rubro-negro ainda pegou seis rebotes e deu seis assistências e deixou a quadra como jogador mais eficiente do jogo, com 27 de valorização – mesma marca do pinheirense Holloway.

Força interna: Os homens de garrafão do Flamengo também tiveram papel de destaque na partida. Com 16 pontos e cinco rebotes, o pivô JP Batista concentrou a maioria de seus pontos no primeiro tempo, mas não deixou de ser um dos destaques do time. Já o ala/pivô Olivinha esbanjou sua costumeira dedicação e foi autor de 15 pontos.

Um para cada: O primeiro tempo teve dois momentos bastante distintos. No período inicial, o Pinheiros foi superior nos cinco minutos finais e venceu a parcial por 22 a 15. Depois, o Flamengo acordou e reverteu uma desvantagem que chegou a ser de nove pontos (24 a 15) ao ganhar o segundo quarto por 24 a 15, o que deixou o placar favorável aos cariocas em 40 a 36 antes do intervalo.

Chuva de arremessos: Depois de ir para o último quarto perdendo por 57 a 56 após bola de 3 pontos de Bennett quase no estouro do terceiro período, o Flamengo tratou de recuperar a vantagem na mesma moeda. Com três bolas de 3 pontos seguidas de Marquinhos, o time da casa não só virou o jogo como ainda abriu quatro pontos (65 a 61). No entanto, os paulistas emplacaram uma corrida de 8 a 0 que os devolveu a ponta do placar, com direito a foul e cesta de 3 pontos decisiva de Desmond Holloway (69 a 65) a pouco mais de seis minutos do fim.

Segurou: Com a vantagem nas mãos, o Pinheiros seguiu na frente e levou um verdadeiro sufoco do Flamengo nos minutos finais, mas conseguiu se segurar e garantir a vitória em pleno Tijuca. Com menos de um minuto para o fim, dois lances livres certeiros de Holloway colocaram a diferença em quatro pontos (73 a 69). Na saída de bola, Marquinhos perdeu a bola e deu a posse ao time pinheirense. Com Ansaloni converteu mais dois tiros livres abriu seis pontos (75 a 69) para os paulistas, que ali praticamente asseguraram seu grande triunfo.

Fechamento: Já eliminados, Flamengo e Pinheiros entrarão em quadra nesta quinta-feira (09/11) somente para cumprir tabela na Liga Sul-Americana. O time rubro-negro medirá forças com o Estudiantes (ARG), às 20h30, com transmissão ao vivo dos canais SporTV. Mais cedo, às 18h15, o EC Pinheiros também cumprirá tabela diante do Olímpia (PAR) para buscar a classificação para a grande final.