#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Gosto especial

20-04-2017 | 06:29
Por Douglas Carraretto

Maior cestinha da história do Paulistano no NBB CAIXA, Pedro relembra playoff contra Franca e projeta série dura contra seu ex-clube

Pedro passou 6 anos no Paulistano e tem mais de 1.600 pontos pelo clube no NBB CAIXA (Luiz Pires/LNB)

Um reencontro um tanto quanto especial. Assim pode ser definido o playoff quartas de final entre Franca Basquete e Paulistano/Corpore nos olhos de Pedro Teruel. Um dos grandes destaques da equipe francana na temporada, o ala/armador de 29 anos reencontrará o clube que o projetou para o cenário nacional justamente na fase mais decisiva do NBB CAIXA.

Ao todo foram seis anos defendendo as cores do Paulistano, dois na categoria juvenil, com direito a título Estadual em 2006, e mais quatro como adulto. Neste período de profissional, Pedro se consolidou como maior cestinha da história do clube no NBB CAIXA, com 1616 pontos. De quebra, conquistou os vice-campeonatos do Campeonato Paulista 2013 e do NBB CAIXA 2013/2014, no maior momento da história do basquete do clube.

“O Paulistano é um clube que tenho muito carinho. Todos lá ajudaram muito na minha carreira, tanto a diretoria como a comissão técnica. Fiz muitos amigos por lá, fiquei muito tempo, fui campeão juvenil. É um clube muito especial, mas não posso ficar pensando muito nisso agora. Só penso no Franca. Fizemos uma bela fase de classificação e estamos motivados. Será um reencontro especial, mas estou muito feliz em Franca e espero fazer uma grande série contra o Paulistano”, comentou Pedro.

A temporada 2013/2014, por sua vez, fez com que o reencontro entre Paulistano e Franca nos playoffs se tornasse ainda mais especial no presente momento. As duas equipes se enfrentaram justamente nas quartas de final daquele ano, mas com mando do clube alvirrubro, vice-líder da fase de classificação – os francanos terminaram em décimo.

Pelo Paulistano, Pedro eliminou Franca nas quartas de final de 13/14 por 3 a 2 (Allan Conti/Divulgação)

De um lado, Pedro dividia quadra com atletas como Holloway, Dawkins, Pilar e César, este seu companheiro de Franca atualmente. Do outro lado, os francanos tinham nomes como os promissores Léo Meindl e Lucas Mariano, além do argentino Figueroa, Paulão Prestes e o ala Jhonatan, este que hoje atua pelo Paulistano.

Em série de arrepiar, o clube da capital paulista levou a melhor por 3 a 2, foi à semifinal e abriu caminho para a melhor campanha de sua história do NBB CAIXA, finalizada com a ida à grande decisão.

Naquela série, o time do técnico Gustavo De Conti tinha o mando de quadra, fator decisivo no final da série, já que o Jogo 5 foi realizado no Ginásio Antonio Prado Jr, em São Paulo (SP).  86 a 77. No entanto, o que deixou Pedro impressionado mesmo foi a torcida do Franca no Ginásio Pedrocão.

“Aquela série foi muito especial. Foi a primeira vez em que joguei contra Franca com ginásio lotado. Descobri a força que a torcida daqui tem. Foi especial também pois eu nunca havia chegado tão longe no NBB. Nos classificamos para a semifinal. Lembro que o Franca tinha jogadores de muita qualidade, como Figueroa, Léo Meindl, Lucas Mariano, mas conseguimos vencê-los e demos um grande passo rumo à Final”, contou o camisa 12.

“Creio que hoje o mando de quadra fará mais diferente do que naquela época. Hoje conseguimos acender a chama de Franca de novo e trazer o torcedor de volta para o Pedrocão, coisa que há alguns anos não estava acontecendo. Portanto, será muito importante esse mando de quadra. Para mim a força da torcida de Franca é maior e, por eles (Paulistano) serem um time mais jovem, podem sentir a pressão aqui”, completou.

Pedro é um dos destaques do Franca nesta temporada (Newton Nogueira/Franca Basquete)

Terceiro colocado na fase de classificação, o Franca fez sua melhor campanha no NBB CAIXA desde 2010/2011 e avançou direto às quartas de final. Do outro lado, o Paulistano terminou a primeira fase em sexto e encontrou pela frente o Solar Cearense, 11º. Depois de muita emoção, 3 a 2 para o time de Gustavo De Conti, que fará um novo encontro com os francanos nos playoffs.

Pedro teve papel essencial na fase de classificação do Franca, com atuações decisivas como na vitória sobre o Flamengo, quando acertou a bola de 3 que decretou o triunfo nos últimos segundos da prorrogação. Ao todo, o atleta tem média de 11,0 pontos e é uma das grandes armas do técnico Helinho Garcia para esse playoff.

O Jogo 1 da série será neste sábado (22/04), no Ginásio Antonio Prado Jr, em São Paulo (SP), às 14 horas, com transmissão ao vivo da Band. Depois, os Jogos 2 e 3 serão no Ginásio Pedrocão, em Franca (SP), nos dias 25 (terça-feira) e 28 de abril (sexta-feira).

“Espero uma série muito dura. O Paulistano é um time muito bem treinado e de jovens muito talentosos. Mas a experiência de alguns atletas nossos pode fazer a diferença. Também temos vários jogadores novos no elenco, mas acredito que nossa rotação é mais efetiva e como equipe somos superiores. Tudo isso será provado dentro de quadra. Vai ganhar quem entrar mais firme e focado”, finalizou Pedro Teruel.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.