#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Novo começo

08-01-2019 | 02:03
Por Rodrigo Bussula

Treinadores de Corinthians e Minas projetam segundo turno do NBB CAIXA e analisam maneiras para alcançar a vitória no confronto entre os times, nesta terça-feira, na ESPN

Nesta terça-feira, Corinthians e Life Fitness/Minas estarão frente a frente, no Ginásio Antônio Prado Jr, em São Paulo (SP), às 20 horas, com transmissão ao vivo na ESPN, em um duelo quente e com promessa de bom jogo.

Com mando de quadra do Corinthians, o confronto não será realizado na casa do alvinegro, o Ginásio Wlamir Marques, por estar interditado para reformas.

Para falarmos melhor sobre o confronto, nada melhor do que ouvir os comandantes de ambas equipes: Bruno Savignani, do Corinthians, e Flávio Espiga, do Minas.

Até aqui, após os 13 primeiros jogos do primeiro turno do NBB CAIXA, o Minas ocupa a sexta colocação, com campanha de seis vitórias em 13 jogos – 46,2% de aproveitamento. Para Flávio Espiga, treinador da equipe mineira, o panorama para o segundo turno da competição é positivo.

“A projeção para essa segunda etapa da competição é de crescimento. Com a sequência de jogos e esse período para treinamentos, esperamos ter um crescimento. Estamos na sexta colocação, e a nossa expectativa é de atuações melhores nessa segunda etapa, com um jogo mais consistente e equilibrado para, assim, melhorarmos na tabela de classificação”, afirmou o treinador.

Para alcançar seus objetivos nessa segunda etapa da competição, o clube mineiro contará com uma nova arma: o ala/armador Leandrinho. O jogador, com vasta experiência após anos no basquete norte-americano, fará sua estreia com as cores do Minas no NBB CAIXA no duelo com o Corinthians.

Leandrinho foi anunciado pelo Minas com status de reforço de peso (Minas Tênis Clube/Divulgação)

“O Leandrinho é um jogador de nível internacional, com anos na NBA. Ele trará muitos benefícios para nossa equipe, tanto defensivamente, como ofensivamente. Temos percebido, após o primeiro jogo dele pela Copa Super 8 e também nos treinamentos, uma evolução da equipe em geral. Ele é um jogador que estimula o melhor de seus companheiros de equipe”, disse o comandante do time mineiro

Mesmo com a projeção de um nível melhor do que o apresentado no primeiro turno, Espiga ressalta os cuidados que devem tomar para sair com uma vitória importante fora de casa, especialmente contra um forte rival.

“O jogo será importantíssimo. Apesar de termos vencido no primeiro turno, agora, com a chegado do armador uruguaio (Parodi), o cenário será outro. Devemos redobrar a atenção. O Fuller, por exemplo, é um jogador que ofensivamente têm feito um bom trabalho, os pivôs que sabem jogar com inteligência, além do Parodi, que qualificou ainda mais esse elenco. Temos que tomar bastante cuidado para, assim, sair com a vitória”, finalizou.

Parodi, recém contratado pelo Corinthians, anotou, em três jogos pelo NBB, médias de 17,0 pontos, 5,3 rebotes, 7,7 assistências e 21,7 de eficiência (Wilian Oliveira/Divulgação)

Enquanto isso, o Corinthians, após 14 jogos, ocupa a décima colocação, com apenas cinco triunfos em 14 oportunidades – 35,7% de aproveitamento.

A equipe alvinegra abriu o segundo turno no último sábado (05/01), com uma derrota diante do Paulistano/Corpore. Para o técnico alvinegro, Bruno Savignani, a expectativa é de evolução na segunda parte da fase de classificação do NBB CAIXA.

“Já nas últimas duas partidas do primeiro turno a equipe demonstrou uma boa evolução. Contra o Paulistano, mesmo com a derrota, não foi diferente. Temos mais consistência nos dois lados da quadra, principalmente ofensivamente. Projetamos um segundo turno melhor e, se mantivermos essa ascensão, encerraremos essa segunda etapa do NBB com mais vitórias”, frisou o treinador do alvinegro paulista.

Um dos fatores que contribuiu para um primeiro turno abaixo do esperado no clube do Parque São Jorge, foi a lesão, ainda nas primeiras rodadas, do armador Ricardo Fischer. Com médias de 14,3 pontos, 2,0 rebotes e 4,7 assistências em seis jogos, o armador alvinegro, em sua primeira temporada no Timão, se firmava como uma peça importante do elenco comandado por Bruno Savignani.

Fischer se contundiu em sua sexta partida pela atual edição do NBB CAIXA, no clássico das multidões entre Corinthians e Flamengo (Staff Images/Flamengo)

“A lesão do Fischer afetou o equilíbrio do nosso time. A posição que ele ocupava era importante, mas felizmente conseguimos preencher essa lacuna com a chegada do Parodi, que acompanhávamos a um tempo. É um cara muito inteligente, profissional e trabalha duro todos os dias, além de ter uma boa leitura de jogo e uma grande capacidade para criar jogadas”, disse o comandante do Corinthians.

Agora pelo segundo turno, o time alvinegro enfrentará novamente o Minas. No último encontro, ainda no primeiro turno, quem se deu melhor foram os mineiros, que venceram a partida em seus domínios por 72 a 69.

“Sabemos do poder do Minas, principalmente defensivamente. Fizemos um bom jogo no primeiro turno, mas no final do jogo não conseguimos ser efetivos e saímos com a derrota. Estamos cientes que com a chegada do Leandrinho a equipe ficou ainda mais perigosa. Ele é um jogador que dispensa comentários, mas treinamos forte nos últimos dias para, desta forma, realizarmos um bom jogo e sair com a vitória”, finalizou.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.