#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Sábado derecordes

15-04-2019 | 04:58
Por Liga Nacional de Basquete

Basquete Cearense e Corinthians registram recordes de público na temporada em suas estreias nas quartas de final do NBB CAIXA

Dois recordes em um só dia. No último sábado, as partidas que abriram as séries de quartas de final entre Basquete Cearense x Mogi das Cruzes/Helbor e Corinthians x Flamengo tiveram casa cheia e registraram as maiores marcas de público da atual temporada do campeonato nacional.

Na Arena CFO, em Fortaleza (CE), foram 9.234 torcedores presentes para empurrar o Carcará no Jogo 1 contra o Mogi, número que representou o recorde deste NBB CAIXA.

Curiosamente, o recorde anterior também era do time nordestino, na partida do primeiro turno contra o Flamengo, também na Arena CFO, com 5.734 presentes.

+Estatísticas completas de Basquete Cearense 69 x 77 Mogi

“Nossa torcida já havia dado mostras da sua grandeza em edições anteriores do NBB, quando chegamos a receber perto de 10.000 pessoas em um jogo no Paulo Sarasate. Nesta edição, contando com o indispensável apoio do Governo do Estado do Ceará, conseguimos utilizar a Arena CFO como palco principal dos jogos do Carcará desde a fase de classificação. E o povo cearense, mais uma vez, não nos decepcionou. O que vimos no sábado foi de arrepiar”, disse o presidente do Basquete Cearense, Thális Braga.

“Sempre defendi a ideia de que nosso torcedor merecia o que houvesse de melhor em termos de experiência e entretenimento esportivo, e o CFO é, sem sobra de dúvidas, uma arena que propicia tudo isso em altíssimo nível. Nossa trajetória não foi e não tem sido fácil, especialmente nessa temporada, mas nada paga a sensação de ver, ouvir e sentir tanta gente nos apoiando e vibrando junto com nossa equipe. É o que, no fim do dia, faz tudo valer a pena. Criamos uma identidade única entre time e torcida. O que era uma namoro tímido lá atrás, hoje, é um casamento feliz e de muita confiança”, completou o presidente do Carcará.

Já o Ginásio Wlamir Marques, em São Paulo (SP), 5.368 torcedores corintianos compareceram ao Clássico das Multidões contra o Flamengo e estabeleceram o recorde do basquete do Timão desde o retorno da modalidade.

Torcida do Corinthians compareceu em número recorde para apoiar o time no clássico contra o Flamengo (João Pires/LNB)

A marca superou as registradas no duelo da fase de classificação contra o próprio Flamengo (4.170 torcedores), além de ter sido a terceira maior marca da atual temporada do NBB CAIXA. No duelo decisivo da série de oitavas contra o Universo/Brasília, foram 3.655 presentes.

+Os pilares da vitória do Flamengo sobre o Corinthians

“Foi um orgulho muito grande ver o ginásio daquele jeito. Estou no Corinthians desde a Liga Ouro e sempre sonhei em jogar com casa cheia, com 5, 6, 7 mil pessoas nas arquibancadas. Está chegando, contra Brasília foram 3.600 pessoas, agora contra o Flamengo foram 5.300. É bom ver que o torcedor está pegando gosto pelo time e pelo basquete. Agora precisamos seguir nos doando ao máximo, pois é isso que o torcedor quer ver. É claro que, assim como nós, eles querem ver o time vencer, mas acima de tudo temos que suar a camisa e deixar tudo em quadra”, falou o técnico do Corinthians, Bruno Savignani.

Ginásio Wlamir Marques recebeu o maior número de pessoas em um jogo da “nova era” do basquete do Timão (João Pires/LNB)

Tanto Basquete Cearense quanto Corinthians foram derrotados nas respectivas partidas. Agora, ambos terão que vencer pelo menos um duelo fora de casa para seguirem vivos no NBB CAIXA e forçarem a realização do Jogo 4 em seus ginásios.

O Carcará enfrentará o Mogi no Ginásio Hugo Ramos nos dias 19 e 21 (sexta-feira e domingo), com transmissão ao vivo do Fox Sports e do Facebook do NBB, respectivamente. Já o Timão medirá forças com o Flamengo no Ginásio do Tijuca Tênis Clube nesta quarta-feira (17/04), ao vivo no Fox Sports, e no sábado (20/04), ao vivo na Band.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios da Budweiser, INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.