Na noite desta quarta-feira, o Tijuca/Rio de Janeiro deu um importante passo para permanecer na elite do basquete brasileiro. Em seus domínios, o clube da capital carioca contou com uma atuação inspirada do ala/armador Arnaldinho, que anotou 32 pontos, e venceu o Macaé, pelo placar de 83 a 80, na abertura do triangular de acesso para a temporada 2013/2014 do NBB

Agora, o esquadrão tijucano pode garantir a vaga na próxima edição do maior campeonato de basquete do país sem mesmo entrar em quadra. Caso o Fluminense vença o Macaé, no duelo que será disputado nesta quinta-feira, às 19 horas (de Brasília), novamente no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, a equipe comandada pelo técnico Éldio Leal assegurará o direito de seguir na competição nacional. Porém, caso a agremiação do interior carioca saia vencedora, o Tijuca terá que vencer o Fluminense, na última partida do triangular, para continuar no NBB.

Grande destaque da partida desta quarta-feira, Arnaldinho construiu sua pontuação com uma ótima pontaria da linha de três pontos: o jogador acertou oito tiros de longa distância em 12 tentativas (68,1% de aproveitamento). Ao lado do camisa 32, o ala-pivô César também teve uma boa atuação e deixou a quadra com 14 pontos e oito rebotes. Pelo lado macaense, os destaques ficaram por conta do pivô Atílio e do armador norte-americano Jamaal Smith, que anotaram 24 e 17 pontos, respectivamente.

“Nesse um mês e meio que ficamos treinando falei para os meus companheiros que eu daria meu máximo para ter boas atuações nesse triangular. Fiquei muito feliz por ter conseguido me destacar nesse jogo, já que sofri com uma lesão no quadríceps durante praticamente toda a temporada do NBB. Entramos em quadra focados em conseguir sair com a vitória e deu tudo certo. Mas ainda não acabou e temos que seguir concentrados para a última partida contra o forte time do Fluminense”, disse Arnaldinho.

O grande nome do começo da partida foi o ala/armador Arnaldinho. Em menos de três minutos jogados, o experiente jogador, de 34 anos, converteu duas bolas de três pontos, ainda deu uma assistência para César e foi fundamental para que os donos da casa colocassem 8 a 2 de frente no placar. Porém, do outro lado, o Macaé também contou com um atleta inspirado nos minutos iniciais do duelo. Dominando completamente as ações no garrafão, o pivô Atílio converteu os seis primeiros pontos da equipe visitante no jogo e liderou uma pequena reação dos comandados do técnico Léo Costa. Mas, o esquadrão tijucano seguiu contando com boas jogadas de Arnaldinho, que marcou 11 pontos no primeiro quarto, e encerrou a parcial inicial com o placar a seu favor: 19 a 13.

Logo no início do segundo período, Macaé tratou de equilibrar as ações, graças a boas jogadas do norte-americano Jamaal. Até então zerado no confronto, o armador anotou oito pontos praticamente consecutivos e seus companheiros aproveitaram a deixa para elevarem seus desempenhos. Mais solta, a equipe do interior do Estado do Rio de Janeiro demorou apenas três minutos para não só virar o placar, como colocar quatro pontos de frente (27 a 23). Enquanto isso, do outro lado da quadra, o Tijuca passou a ter dificuldades para atacar e as jogadas ficaram exclusivamente nas mãos do inspirado Arnaldinho.

Empurrado por seu camisa 32, o clube da capital carioca até chegou a empatar a partida em 29 a 29, mas foi o esquadrão macaense que terminou a primeira metade do jogo em vantagem. Com uma defesa pressionada e bons aproveitamentos ofensivos da dupla Léo Crucillo e Pablo Espinoza, os vice-campeões da Super Copa Brasil 2013 levaram uma diferença de cinco pontos para os vestiários: 40 a 35.

Na volta do intervalo, o Tijuca conquistou uma rápida sequência de cinco pontos, contra nenhum dos rivais, e empatou o duelo em 40 a 40. A partir deste momento, a partida subiu de produção e as duas equipes passaram a atuar em ótimo nível em solo carioca. Arnaldinho, pelo time anfitrião, e a dupla de armadores do Macaé, composta por Jamaal e Rafinha, trataram de fazer boas jogadas e lideraram as ações ofensivas de seus times no terceiro quarto. Depois de uma vitória tijuca por 26 a 23 na parcial, o jogo chegou para seu último e decisivo período com os visitantes ainda na frente, mas por apenas dois pontos: 63 a 61.

O começo da quarta parcial foi movimentado. Os visitantes chegaram a ampliar sua vantagem para quatro pontos (67 a 63), obrigando o técnico tijucano Éldio Leal parar o jogo. As instruções do comandante fizeram bem e o Tijuca virou a partida (68 a 67) em um “piscar de olhos”. Com a proximidade para o final do jogo, as duas equipes passaram a valorizar mais cada posse de bola e a partida ganhou ares dramáticos para seu final. Porém, a experiência do time da casa, principalmente sob o comando de Fred e Arnaldinho, fez a diferença e o time chegou aos últimos instantes do jogo com uma vantagem de cinco pontos (81 a 76), com 1min35 para o término do duelo. Sem dar chances aos macaenses, o Tijuca confirmou a vitória e ficou muito próximo de permanecer na elite do basquete brasileiro.

Confira a tabela completa do triangular de acesso para o NBB 2013/2014:

15/05 (quarta-feira)
19 horas – Tijuca/Rio de Janeiro 83 x 78 Macaé

16/05 (quinta-feira)
19 horas – Fluminense x Macaé

17/05 (sexta-feira)
18 horas – Tijuca/Rio de Janeiro x Fluminense