#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Voz daexperiência

20-04-2017 | 11:46
Por Liga Nacional de Basquete

Fúlvio e Giovannoni são peças chave no segundo tempo e prorrogação, e Brasília sai do Panela de Pressão com 1 a 0 na série

Em uma partida que teve de tudo, Fúlvio e Guilherme Giovannoni, dois pilares do elenco do UniCEUB/BRBCARD/Brasília, demonstraram todo o poder da experiência. Os dois atletas combinaram para 54 pontos e 14 rebotes no Jogo 1 da série quartas de final e levaram o time candango à vitória, por 88 a 87, na prorrogação, diante do Gocil/Bauru Basket, em pleno Ginásio Panela de Pressão.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.

Com 20 segundos para o fim do quarto período, Fúlvio converteu a bola de 3 pontos que levou o jogo à prorrogação (Caio Casagrande/Bauru Basket)

O jogo mudou completamente para o armador e o ala/pivô da equipe candanga a partir do terceiro quarto. Com quatro desperdícios de posse até então, Fúlvio passou o conduzir o ataque do Brasília com maestria, não cometeu mais nenhum turnover ao longo da parcial final e converteu a bola 3 pontos que levou o confronto à prorrogação.

“Os erros são normais, fico muito tempo com a bola nas mãos e da mesma forma que os erros acontecem eu causo desequilíbrio na defesa adversária. O que importa é a força que demonstramos ao longo do jogo e a vitória do Brasília”, declarou Fúlvio, armador do Brasília.

Guilherme Giovannoni por sua vez teve performance tão ou até mais incrível que seu companheiro. Com oito pontos até o intervalo, o experiente ala/pivô anotou mais 26 tentos e só errou três arremessos de quadra até o fim do jogo. Só no quarto período foram 11 pontos em 13 tentados para o camisa 12 do Brasília.

“Continuamos com nosso plano de jogo após a pausa. Normal não fazer um primeiro tempo no mesmo ritmo e depois ir entrando na partida. A gente vai ganhando confiança e acaba correndo mais também. Acho que foi todo um trabalho da equipe que fez com que saíssemos daqui com a vitória”, disse Guilherme Giovannoni, ala/pivô da equipe candanga.

Os dois experientes jogadores foram os cestinhas do Brasília nesta noite. Fúlvio deixou a quadra com cinco bolas de 3 pontos convertidas em sete tentadas e 22 pontos, além de pegar sete rebotes e distribuir seis assistências. Já Giovannoni foi responsável por 32 pontos e sete rebotes, que lhe renderam 34 de eficiência, líder da partida no quesito.

Com a vitória fora de casa, o time candango terá dois jogos seguidos em casa e pode fechar a série ao lado de sua torcida. A próxima partida acontecerá neste domingo, às 18 horas. O Jogo 3 acontecerá dois dias depois, às 21h30. Ambos os jogos terão transmissão ao vivo do SporTV.

“A equipe deles tem muita qualidade e esse jogo decidido na prorrogação por um ponto mostra o que será essa série. Vamos voltar para a Brasília com a vitória bagagem, mas isso não quer dizer nada. Ganhamos apenas um dos três que precisamos”, disse Giovannoni.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.