#JOGAJUNTO

Mais basquete / NBB CAIXA

Ele estáde volta

09-08-2019 | 03:36
Por Liga Nacional de Basquete

Em ação depois de um longo período lesionado, Fischer fala sobre recuperação, expectativas para temporada e felicidade de voltar a atuar: "parecia uma criança"

Não é só de conquistas e comemorações que vive o atleta, existe a parte difícil das derrotas e, também, das lesões. Ficar sem fazer o que você mais gosta por um longo tempo é algo doloroso e exige muita paciência. Foi isso que aconteceu com o armador Ricardo Fischer, do Corinthians.

Logo na sexta partida do último NBB CAIXA, contra o Flamengo, no dia 04 de novembro de 2018, Fischer sofreu uma lesão no LCA (Ligamento Cruzado Anterior) do joelho direito e não pôde mais atuar na competição, devido ao período de recuperação – sete a nove meses.

“Foi muito duro e dolorido. Primeiro por estar fora e não poder ajudar o Corinthians a chegar mais longe no NBB. E depois, pela própria dor da cirurgia mesmo. Foi a segunda no mesmo joelho, então sofri bastante”, afirmou Ricardo Fischer.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Bem vindo de volta, @ricardofischer! 🙋‍♂️ . Depois de quase nove meses longe das quadras, nosso camisa 1 retornou com vitoria em casa.

Uma publicação compartilhada por Corinthians Basquete (@sccorinthians.basquete) em

Para ele, ter o apoio das pessoas próximas e dos fãs foi um combustível extra para voltar a atuar logo, além dos grandes profissionais responsáveis pelo processo de recuperação.

“O que mais me motivou nesse tempo foi o carinho das pessoas, com mensagens diárias me dando força e dizendo que sentiam minha falta dentro quadra. Os profissionais ao meu redor também me deixaram bem seguro, pois eu sentia que eles estavam fazendo de tudo para ajudar na minha recuperação o mais rápido possível”, completou o jogador.

Depois de tanto tempo se recuperando, o armador, enfim, retornou às quadras na última quarta-feira (07/08), no confronto contra o Sendi/Bauru Basket, que terminou com a vitória do Timão por 80 a 66.

Em atuação discreta, Fischer atuou por mais de dez minutos e contribuiu com dois rebotes, duas assistências e um roubo de bola. Uma dessas servidas ainda resultou em uma linda enterrada do pivô Anthony Johnson, olha só!

 

Ver essa foto no Instagram

 

💣 Fischer deixando o caminho livre entre Anthony Johnson e o aro. #Dunks #Mosqueteiros

Uma publicação compartilhada por Corinthians Basquete (@sccorinthians.basquete) em

Mesmo o pouco tempo de quadra já foi suficiente para deixar o jogador satisfeito, que estava se sentindo como uma criança brincando com o que gosta. Ele ainda falou sobre a falta de ritmo de jogo e algumas leves dores que são normais depois de tanto tempo sem jogar.

“Quando entrei em quadra foi uma sensação muito boa. Estava muito feliz, parecia uma criança lá dentro. Com certeza senti um pouco a falta de ritmo de jogo, além de uma certa dor, já que é complicado aquecer e esfriar, o joelho sente um pouco”, contou o camisa 1 do Timão.

Elenco versátil e boas expectativas para a temporada

A temporada 2019/2020 promete ser diferente para o torcedor do Corinthians, isso porque a equipe investiu forte em grandes nomes para o elenco da equipe, como o armador Arthur Pecos, o ala Felipe Vezaro e os alas/pivôs Wesley e David Nesbitt.

Além de contar com a manutenção de Kyle Fuller, Humberto e Teichmann, entre outros, e a chegada de dois norte-americanos, Tracy Robinson e Anthony Johnson. Com tudo isso, o Timão entra nas competições com um status maior e impõe mais respeito dos adversários.

Para Ricardo Fischer, as novas peças somadas aos remanescentes da última temporada ampliam o leque de opções da equipe comandada pelo treinador Bruno Savignani.

“Montamos um elenco muito bom, com jogadores versáteis e muito físicos. É um time que dá para jogar de diversas maneiras. No geral, fiquei bem contente com esse novo elenco”, avaliou Fischer.

A boa campanha no último NBB CAIXA, parando nas quartas de finais para o Flamengo, garantiu o sexto lugar da competição. Esse resultado deu ao Corinthians também uma vaga na Liga Sul-Americana 2019, além de disputar o Campeonato Paulista e o NBB CAIXA.

Para o armador, a expectativa para os compromissos da temporada 2019/2020 é boa e o espírito dos jogadores ajuda nessa confiança.

“Nossa expectativa é muito boa e alta. O Corinthians nunca entra nos campeonatos apenas para competir, entra para disputar títulos. É nisso que temos que mirar. Todos nós jogadores sabemos desse espírito e dessa responsabilidade. Temos esse perfil que é a cara do Corinthians e estamos trabalhando duro para alcançar nossas metas”, finalizou Fischer.