#JOGAJUNTO

LNB / NBB

O modelomultiplataforma

18-07-2020 | 02:16
Por Liga Nacional de Basquete

Guilherme Buso, Diretor de comunicação do NBB, traçou o trajeto que a comunicação do NBB passou para atingir o modelo atual, multiplataforma e disruptivo

Guilherme Buso, Diretor de Comunicação do NBB, comandou o Webinar (Divulgação/LNB)

Nesta sexta-feira (17/07), no círculo de Webinars que o NBB vem promovendo, o tema abordado foi um dos assuntos mais discutidos nos últimos tempos: Distribuição de Conteúdo Multiplataforma.

Sob o comando de Guilherme Buso, Diretor de Comunicação do NBB, o webinar abordou desde o início da Liga Nacional de Basquete, ainda em meados de 2008 e 2009, até o modelo atual de comunicação que a entidade adotou, extremamente disruptivo e, principalmente, multiplataforma. Confira:

Um movimento disruptivo no basquete brasileiro

Ainda no início da história da LNB, a entidade enfrentou e venceu, como podemos ver hoje, o grande desafio que lhe demandou muito esforço: reerguer o basquete masculino brasileiro com uma liga forte e competitiva. Para isso, um novo conceito de campeonato e de gestão foi instituído.

Dessa forma, hoje a entidade é regida pelos clubes, que tomam as decisões importantes em conjunto – vide a decisão do cancelamento da temporada 2019/2020. Com isso, o campeonato, ao longo dos seus 12 anos de história, cresceu, se estruturou e, especialmente, ganhou notoriedade e confiança dentro do cenário esportivo brasileiro, com jogadores voltando a atuar em solo nacional e com parcerias importantes firmadas – como a com a NBA, firmada em 2014, por exemplo.

Desta maneira, o NBB, ano após ano, foi se firmando como um movimento de renovação no esporte brasileiro. Isso, vale ressaltar, em um período muito curto, alcançando um modelo multiplataforma de divulgação de seu produto, seja ele em meios de transmissão ou nas mais diversas redes sociais. Isto vamos tratar um pouco melhor abaixo.

Mais que uma assessoria de imprensa

Com um campeonato forte e com a marca NBB valorizada, a forma que a LNB pensou e trabalhou a produção e a disseminação do seu conteúdo/marca hoje são vistos como exemplo para muitos – até por isso a competição leva o Slogan #VcNuncaViuNadaIgual.

Mas nem sempre o modelo multiplataforma, visto com bons olhos atualmente, esteve presente no NBB. Ainda em seu início, o setor de comunicação da entidade trabalhava como uma velha, boa e tradicional assessoria de imprensa. Afinal de contas, ainda em meados de 2008, 2009 e até 2010 ainda não existiam os adventos tecnológicos vistos hoje, bem como redes sociais e serviços de streaming.

Com o crescimento da competição, foi uma questão de tempo para que a parte comunicacional da entidade também evoluísse. A equipe, antes com o pensamento de uma simples assessoria de imprensa, começou a mudar a mentalidade e trabalhar como um time de comunicação ativa que produz e reverbera conteúdos de qualidade sobre o produto que eles trabalham: o NBB.

Nesse tempo, entramos nas mais diversas conversas que nasceram na internet. Twitter? Temos! Instagram? Temos! Facebook? Temos? Youtube? Temos! TikTok? Temos! Google? Estamos lá também!

Trabalhando nestes espaços, além de alterarmos a forma que vimos a divulgação da marca em multiplataformas, também mudamos a maneira de atuação dos nossos profissionais de comunicação. Agora, assim como a competição, o produtor de conteúdo também se tornou versátil, sabendo trabalhar o nosso principal produto (competição) em diversos espaços. Espaços esses, claro, com públicos, linguagens muitas vezes distintas.

Esse processo não se limitou apenas as redes sociais, mas também chegou nas transmissões. Em resumo, a ideia multiplataforma posta em prática nas redes sociais carrega grande consonância com o modelo multiplataforma de transmissões adotado, já de forma definitiva na temporada 2018/2019.

Tendo os direitos de transmissão ligados ao Grupo Globo até a edição 2017/2018, a competição adotou de vez o modelo após um teste que começou ainda em 2014, com a primeira transmissão online da competição – São José x Palmeiras transmitido no Twitter.

Agora, seis anos depois, a temporada 2019/2020 do NBB, cancelada devido a pandemia da Covid-19, contou com transmissões em sete canais distintos, sendo quatro deles via streaming – Facebook, Twitter, Twitch (plataforma de streaming), Band (TV Aberta), ESPN, Fox Sports(TV Fechada), além do DAZN (streaming fechado/OTT).

Tecnologia como um facilitador

Dentro de todo esse processo de produção e disseminação de conteúdo, os avanços da tecnologia permitiram uma evolução na ideia do modelo de distribuição multiplataforma. As transmissões, antes limitadas ao ambiente televiso, conseguiram desbravar o cenário online graças a evolução da internet como um todo, que permitiu o streaming – transmissões online, como as feitas no Facebook, Twitter, Twitch e DAZN.

Bem como nas transmissões, a tecnologia também contribuiu muito para a distribuição em multiplataforma nas redes sociais, com uma ferramenta que revolucionou a divulgação de highlights das partidas: o WSC Sports.

A ferramenta, em resumo, funciona com uma inteligência artificial que analisa e recorta de forma automática cada ação nas partidas. Desta maneira, a cobertura “minuto a minuto” no Twitter, por exemplo, cresceu de forma absurda. Além disso, em outras frentes, como no Facebook e no Instagram, as possibilidades de se trabalhar conteúdos dos jogos de forma prática e rápida se expandiram.

Nisso, outra possibilidade se abriu: a de se produzir conteúdos direcionados para os clubes. A um clique, vídeos de melhores momentos de jogadores, ou de um clube em toda a temporada estavam prontos em questão de minutos. As possibilidades quase que se tornaram infinitas, mas claro, isso dentro do que se pode recolher de highlights dos jogos, o principal produto da competição.

Alguns exemplos disso são os Top 10 jogadas, dunks, tocos, etc, montados mês a mês; os Top 5, Seleção da Semana, Melhores Jogadas de jogadores e etc, são outros exemplos práticos. Os resultados todos podem ver: um modelo de produção e distribuição de conteúdo que, cada vez mais, tem melhorado e se firmado como um case de sucesso!

Confira o webinar na íntegra:

Conexão NBB | Distribuição de Conteúdo Multiplataforma no Esporte

Um dos cases mais emblemáticos do esporte brasileiro na última década, o NBB se destaca não só dentro, mas também fora das quadras com inúmeras iniciativas de gestão, marketing e comunicação. Uma delas é a estratégia de comunicação multiplataforma, que representa a distribuição de conteúdo em diversos veículos de mídia para públicos distintos. Na última temporada, o NBB foi exibido em sete plataformas diferentes: na TV aberta (Band), na TV fechada (Fox Sports e ESPN), em OTT fechado (DAZN) e nas mídias sociais (Facebook, Twitter e Twitch).Palestrante: Guilherme Buso – diretor de comunicação do NBB#NBBNuncaPara

Posted by NBB on Friday, July 17, 2020

Programação da 2ª Semana do Conexão NBB:

Mensuração de Patrocínio

Área: Marketing
Data: 2007 (Segunda-feira)
Horário: 16h
Plataforma: YouTube (link fechado)

Participantes:
– Álvaro Cotta (Diretor de Marketing do NBB)
– José Colagrossi (Diretor Executivo do Ibope Repucom)
– Rafael Plastina (Sócio-Diretor da Sportrack)

Descrição: A proposta deste painel é discutir a importância da mensuração dos investimentos de patrocínio e destacar algumas ferramentas existentes. Além disso, vamos refletir sobre a análise no mundo digital, o formato de apresentação de relatórios de pós-venda, o trabalho das entidades esportivas quanto ao investimento em dados analíticos de performance das marcas. Quais são as necessidades do mercado corporativo e dos gestores de marketing dos patrocinadores? Vamos ainda fazer uma reflexão sobre o alinhamento das expectativas entre entidade e marca.

Inscrições: clique aqui

Inteligência e Leitura de Jogo

Área: Técnica
Data: 22/07 (Quarta-feira)
Horário: 16h
Plataforma: YouTube (link fechado)

Palestrante: Hermes Ferreira Balbino, educador físico, psicólogo e doutor em Ciências do Esporte

Descrição: Um painel com um profissional com ampla experiência na modalidade e que desenvolverá os seguintes temas: inteligência, leitura de jogo, compreensão e situação problema.

Inscrições: clique aqui

Branded Content no Esporte

Área: Comunicação/Marketing
Data: 24/07 (Sexta-feira)
Horário: 16h
Plataforma: YouTube (link fechado)

Palestrantes: Guilherme Buso, Diretor de Comunicação do NBB, e Álvaro Cotta, Diretor de Marketing do NBB

Inscrições: clique aqui

Descrição: Apresentaremos a estratégia de comunicação e marketing do NBB na abordagem ao mercado. Mostraremos cases de produção de conteúdo patrocinado no NBB, como da Avianca, Budweiser, Ford e McDonald’s).

A cada semana, novos temas serão anunciados e disponibilizados para cadastros através do site da LNB

O Conexão NBB

O Conexão NBB tem como objetivo de compartilhar conhecimento e agregar conteúdo a todo ecossistema do NBB (atletas, comissões técnicas, dirigentes, parceiros de mídia, patrocinadores e fãs), além de toda a esfera esportiva brasileira.

Os debates e palestras serão relacionados às áreas de atuação dos profissionais da entidade (Gestão, Comunicação, Marketing, Depto. Técnico-Operacional e Administrativo). A cada semana, novos temas serão anunciados e disponibilizados para cadastros.

Os encontros acontecerão às segundas, quartas e sextas-feiras de forma aberta ao público, mediante a inscrições na página do Conexão NBB. Já às terças e quintas, os webinars serão dedicados exclusivamente aos times e parceiros da Liga.

O NBB é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), com chancela da Confederação Brasileira de Basketball (CBB) e em parceria com a NBA, e conta com os patrocínios oficiais da Budweiser, Unisal, Nike, Penalty, Plastubos e VivaGol.