#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Cravada na certa!

20-10-2014 | 04:46
Por Liga Nacional de Basquete

Paulistano anuncia contratação do pivô norte-americano DeVon Hardin, ex-Basquete Cearense e dono do título do último Torneio de Enterradas do NBB

DeVon foi autor de diversas jogadas marcantes no NBB 6 (Fla Imagem/Divulgação)

DeVon foi autor de diversas jogadas marcantes no NBB 6 (Fla Imagem/Divulgação)

O Paulistano/Unimed, com certeza, terá mais enterradas durante o NBB 7. Nesta segunda-feira, os atuais vice-campeões do maior campeonato de basquete do país anunciaram a contratação do pivô norte-americano Devon Hardin, que disputou a edição passada da competição pelo Basquete Cearense e foi o vencedor do último Torneio de Enterradas.

Em sua primeira temporada no Brasil, DeVon teve boas atuações durante o NBB 6 e o que mais chamou a atenção foi seu poder nas enterradas. O norte-americano, de de 28 anos e 2,10m de altura, protagonizou belos lances e foi o segundo com mais cravadas ao longo da competição (48 no total, média de 1,4 por jogo) atrás apenas do também pivô Cipolini, ex-Unitri/Pilhas Energizer e atualmente no UniCEUB/BRB/Brasília.

+ Confira todas as movimentações do mercado de transferências do basquete brasileiro

Além disso, DeVon ganhou ainda mais notoriedade ainda em solo brasileiro ao se sagrar campeão do Torneio de Enterradas durante o Jogo das Estrelas 2014. Com jogadas acrobáticas e até mesmo uma fantasia inusitada, o norte-americano levantou o público cearense no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza, e se tornou o primeiro estrangeiro a vencer a competição que faz parte do calendário do evento festivo do NBB.

Explosão física e criatividade: DeVon ficou com o troféu de campeão do último Torneio de Enterradas do NBB (Luiz Pires/LNB)

Explosão física e criatividade: DeVon ficou com o troféu de campeão do último Torneio de Enterradas do NBB (Luiz Pires/LNB)

Durante sua participação na temporada 2013/2014 do NBB, DeVon disputou 35 partidas pelo Basquete Cearense e registrou médias de 9,9 pontos e 5,4 rebotes em 24,1 minutos por jogo. Além disso, o novo reforço do Paulistano foi o terceiro atleta com mais tocos de todo o campeonato – 39 no total, média de 1,1 por partidal.

“Trata-se de um jogador versátil e intenso. Além disso, ele tem como forte característica os rebotes e o trabalho defensivo e isso é muito importante para um pivô. Creio que se encaixaria muito bem em nossa equipe e espero que ele possa nos ajudar muito durante a temporada”, analisou Gustavo De Conti, técnico do Paulistano.

O novo reforço do Paulistano possui um currículo extenso. DeVon atuou por quatro temporadas na Universidade da Califórnia, entre os anos de 2004 e 2008, e após fechar seu ciclo no basquete universitário norte-americano foi selecionado na 50ª posição do Draft da NBA de 2008, pelo Seattle Supersonics (hoje Oklahoma City Thunder). Porém uma fratura por stress na tíbia esquerda impediu que o jogador iniciasse os treinamentos com a equipe.

Sem chances de atuar na NBA, Hardin partiu para a Europa. No velho continente, o norte-americano jogou no Egaleo AO (Grécia), Elitzur Yavne (Israel), Gaziantep BB (Turquia) e BC-Minsk (Bielorrússia). Depois, o pivô ainda atuou no Ciclista Olimpico (Argentina), no Marinos de Anzoátegui (Venezuela), no Al Rayyan (Catar) e Hong Kong Bulls (China), além de passagens por equipes que disputam a NBDL (Liga de Desenvolvimento da NBA). Agora, depois de atuar pelo Basquete Cearense, o jogador viverá sua segunda experiência no Brasil.

Com suas três vagas de estrangeiro ocupadas – DeVon atuará ao lado dos compatriotas Kenny Dawkins e Desmond Holloway, o Paulistano iniciará sua caminhada no NBB 7 diante do Flamengo, no dia 31/10, às 19h30 (de Brasília), em casa, na partida que marcará a reedição da última final da competição. Além do campeonato nacional,, o clube da capital paulista também disputará a Liga das Américas durante a temporada 2014/2015.