#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Curiosidades da rodada 25 – Parte 1

25-02-2015 | 09:34
Por Liga Nacional de Basquete

Paulistano chega para clássico da capital paulista defendendo tabu de não perder para o Pinheiros desde o NBB 5; veja tudo sobre os jogos desta quinta-feira

Paulistano/Unimed x Pinheiros/SKY – Ginásio Antonio Prado Jr, em São Paulo (SP) – Quinta-feira – dia 26 de fevereiro, às 19h30

Vantagem pinheirense
Paulistano e Pinheiros já protagonizaram por 16 vezes o clássico paulista no NBB, sendo que dez deles o Pinheiros saiu de quadra com vitória.

Desde o NBB 5
O Paulistano saiu de quadra com a vitória nos últimos três clássicos da capital paulista em partidas válidas pelo campeonato nacional. A última vitória do Pinheiros aconteceu ainda no segundo turno do NBB 5.

O Paulistano venceu os últimos três clássicos contra o Pinheiros no NBB (Ricardo Bufolin/ECP)

O Paulistano saiu de quadra com vitória nos últimos três clássicos que disputou contra o Pinheiros no NBB (Ricardo Bufolin/ECP)

Sempre a dupla
Com 30 pontos do ala Holloway e 22 do armador Dawkins, o Paulistano venceu o Pinheiros por 93 a 89 no primeiro turno do NBB 7.

Melhor da carreira #1
A melhor marca da trajetória do ala/pivô Renato Carbonari, do Paulistano, no fundamento pontos foi em uma partida contra o Pinheiros, no NBB 5, ao anotar 26 pontos.

Melhor da carreira #2
A melhor atuação do ala/pivô César na categoria rebotes também foi em uma partida contra a equipe do Pinheiros, 14 sobras recuperadas.

Já estiveram do outro lado #1
Três atletas do atual elenco do Pinheiros já defenderam as cores do Paulistano no NBB, são eles os alas/pivôs André Bambu (NBB 2) e Felipe Ribeiro (NBB 2, NBB 3 e NBB 4), e o armador Jefferson Campos (NBB 1, NBB 2 e NBB 3).

Já estiveram do outro lado #2
No Paulistano, dois jogadores já atuaram com a camisa do Pinheiros no NBB, são eles o armador Fernando Penna (NBB 5) e o ala/pivô César (NBB 2).

Duas seguidas
As duas equipes venceram as duas últimas partidas que realizaram no NBB 7. O Paulistano triunfou sobre o Rio Claro e o Palmeiras e o Pinheiros passou pelo Macaé e a Liga Sorocabana.

Pedro_PAU

Na vitória sobre o Palmeiras, Pedro teve a melhor sua melhor atuação na temporada, com 27 pontos (Ale da Costa/Divulgação)

Se destacou
Na vitória contra o Palmeiras, o ala/armador Pedro foi o grande destaque do Paulistano, ao fechar a partida com 27 pontos, sua melhor atuação na temporada.

Próximos na tabela
Com campanha de 13 vitórias em 24 jogos, o Paulistano está na sexta colocação da tabela do NBB 7. Já o Pinheiros é o oitavo colocado, com campanha de 12 triunfos em 24 jogos.

Estrelas alvirrubras
Os norte-americanos Desmond Holloway e Kenny Dawkins, do Paulistano, foram convocados para o Jogo das Estrelas 2015 do NBB e defenderão a camisa do NBB Mundo.

Felipe Ribeiro foi uma das peças fundamentais para a vitória do Pinheiros na última rodada do NBB (Ricardo Bufolin/ECP)

Felipe Ribeiro foi uma das peças fundamentais para a vitória do Pinheiros na última rodada do NBB (Ricardo Bufolin/ECP)

Desempenho muito bom
Na vitória sobre a Liga Sorocabana na última rodada do NBB 7, o Pinheiros acertou um total de 15 arremessos para 3 pontos.

Muito bem
Além do alto número de arremessos para 3 pontos, o duplo-duplo de 21 pontos e 11 rebotes do ala/pivô Felipe Ribeiro também fui crucial para a vitória do Pinheiros sobre a Liga Sorocabana.

Sempre bem
Falando neles, Holloway é o segundo jogador com a maior média de arremessos para 2 pontos, com 5,0 por partida, e Dawkins o terceiro melhor nos triplos, com média de 2,6 arremessos para 3 convertidos.

Ataques parecidos
O Pinheiros marca em média 82,4 pontos por partida, quinto melhor ataque do NBB 7. Já o Paulistano é dono do sétimo melhor ataque, com 81,8 pontos de média.

Contrário
Dono de um dos melhores ataques do NBB 7, o Pinheiros possui a pior defesa do campeonato, com média de 83,6 pontos sofridos por jogo.

Liga Sorocabana x Palmeiras/Meltex – Ginásio Gualberto Moreira, em Sorocaba (SP) – Quinta-feira – dia 26 de fevereiro, às 20 horas

Acirrado
Liga Sorocabana e Palmeiras se enfrentaram em cinco partidas válidas pelo NBB, e a equipe alviverde possui vantagem mínima no confronto, com três triunfos contra dois da equipe de Sorocaba.

Stanic_PAL

Ídolo da torcida palmeirense, Stanic é líder em assistências no NBB e foi selecionado para o Jogo das Estrelas (Bruno Ulivieri/Divulgação)

Garçom
O armador argentino Maxi Stanic, do Palmeiras, é o líder do NBB 7 no fundamento assistência, com 6,1 passes resultantes em cestas por partida.

Três estrelas
O Palmeiras terá três jogadores de seu elenco no Jogo das Estrelas deste ano. O ala/armador Neto, defenderá o NBB Brasil. Já na seleção dos estrangeiros, o armador argentino Maxi Stanic e o pivô norte-americano Steven Toyloy representarão a equipe alviverde.

Líder
O armador norte-americano Worrell Clahar, do Liga Sorocabana, é dono da melhor média de roubos de bola do NBB 7, com 2,6 por partida.

Deu Palmeiras
Com 28 pontos do ala Neto, o Palmeiras bateu a Liga Sorocabana por 83 a 78 no primeiro turno do NBB 7.

Duas seguidas
O Palmeiras saiu de quadra com derrota nas duas últimas partidas que fez no NBB 7, resultados negativos contra Flamengo e Paulistano.

Muito baixo
O Palmeiras venceu apenas duas das 12 partidas que atuou como visitante na sétima edição do NBB.

Paschoalotto/Bauru x Unitri/Pilhas Energizer – Ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP) – Quinta-feira – dia 26 de fevereiro, às 20 horas (ao vivo no site da LNB)

Muito especial
O ala norte-americano Robert Day, do Bauru, fará o primeiro duelo de sua carreira contra o Uberlândia, equipe em que atuou por quatro edições do NBB, foi eleito para quatro Jogos das Estrelas e conquistou o vice-campeonato do NBB 5.

Robert Day_BAU (3)

Hoje no Bauru, Robert Day fará a primeira partida contra a sua ex-equipe Uberlândia no NBB (Newton Nogueira/Divulgação)

Uberlândia na frente
Bauru e Uberlândia já se enfrentaram 14 partidas válidas pelo NBB, e a equipe do Estado de Minas Gerais tem vantagem no confronto, com oito vitórias.

Só da Uberlândia
O Uberlândia venceu os últimos quatro jogos que realizou contra o Bauru no Ginásio Panela de Pressão. A última e única vitória do Bauru como mandante contra a equipe mineira aconteceu no NBB 2, no dia 25 de fevereiro de 2011.

Deu Bauru
Apesar do retrospecto negativo, o Bauru venceu o Uberlândia no primeiro turno por 88 a 76, contando com grande desempenho de Jefferson, Fischer, Hettsheimeir e Alex, que somaram 68 pontos.

Melhor da carreira
A melhor marca da trajetória de Larry Taylor no NBB no fundamento assistências foi em uma partida contra o Uberlândia, no NBB 4, quando o ídolo bauruense deu 13 passes resultantes em cestas.

17 e contando…
O Bauru venceu as últimas 17 partidas que realizou na temporada 2014/2015 do NBB, a maior sequência positiva da atual temporada.

Na verdade são 23!
Somadas as 17 vitórias no NBB  mais os seis triunfos na Liga das Américas 2015, o Bauru não sabe o que é sair de quadra com derrota há 23 jogos seguidos.

Pressão na Panela
Atuando como mandante no NBB 7, o Bauru possui campanha de nove vitórias em dez partidas. A única derrota bauruense como mandante aconteceu ainda na primeira rodada do NBB 7, para o Brasília.

Rivais nos playoffs
O confronto entre Uberlândia e Bauru marcou uma das séries semifinais do NBB 5. Com três vitórias nos três primeiros jogos do confronto, o Uberlândia avançou para a grande Final daquela edição do NBB.

O Uberlândia se deu melhor no duelo contra o Bauru na fase semifinal do NBB 5 (Leandro Mello/Divulgação)

O Uberlândia se deu melhor no duelo contra o Bauru na fase semifinal do NBB 5 (Leandro Mello/Divulgação)

Classificados
Com três vitórias em três partidas, o Bauru terminou a segunda fase da Liga das Américas em primeiro de seu grupo e se classificou para o Final Four.

Sequência negativa
O Uberlândia saiu de quadra com derrota nas últimas cinco partidas que realizou na sétima edição do NBB.

Líder #1
O ala/pivô Jefferson William é dono da melhor média de arremessos convertidos para 3 pontos do NBB 7, com 3,3 por partida. O jogador do Bauru será um dos participantes do Torneio de 3 pontos do Jogo das Estrelas do NBB.

Líder #2
Além de possuir o melhor jogador na categoria, o Bauru, como equipe, também lidera o NBB 7 em arremessos para 3 pontos, com média de 11,8 triplos por jogo.

Grande destaque do Uberlândia no NBB 7, Audrei vive grande fase na competição (João Pires/LNB)

Grande destaque do Uberlândia no NBB 7, Audrei vive grande fase na competição (João Pires/LNB)

Protagonista
O ala Gruber está vivendo grande fase na temporada. Em seis dos últimos nove jogos o atleta do Uberlândia anotou mais de 15 pontos.

Faz tempo
Dono de campanha de apenas duas vitórias em 12 jogos fora de casa, o Uberlândia não vence uma partida longe de seu torcedor há sete rodadas do NBB 7.

Opostos
O Bauru é dono do melhor ataque do NBB 7, com média de 90,3 pontos por partida. Já o Uberlândia marca apenas 75,3 pontos por jogo, pior ataque de todo campeonato.

Muito bem
Além de possui o melhor ataque do NBB 7, o Bauru sofre apenas 76,4 pontos por partida, segunda melhor defesa da competição.

Quatro estrelas
O armador Ricardo Fischer, o ala Alex Garcia, o ala/pivô Jefferson William e o pivô Rafael Hettsheimeir representarão o Bauru no Jogo das Estrelas 2015 do NBB, todos com a camisa do NBB Brasil.

Franca Basquete x Minas Tênis Clube – Ginásio Pedrocão, em Franca (SP) – Quinta-feira – dia 26 de fevereiro, às 20 horas

Ferrolho
O Minas é dono da melhor defesa do NBB 7, com média de 73,7 pontos sofridos por partida. Já o Franca sofre em média 76,5 pontos por jogo, terceira melhor defesa do campeonato.

Joias francanas
Destaques da campanha do Franca no NBB 7, os jovens ala Léo Meindl e pivô Lucas Mariano representarão a equipe francana no Jogo das Estrelas 2015 do NBB.

Atuação chave
Na última rodada, o jovem ala Léo Meindl foi peça fundamental para a vitória do Franca, ao anotar 24 pontos e recuperar sete rebotes.

Entre os grandes
O ala argentino Marcos Mata, do Franca, é dono quinta média geral do NBB 7, 6,3 rebotes por partida. Além disso, Mata é dono da melhor média de rebotes entre os atletas que não atuam no garrafão.

Também foi convocado
Em sua primeira temporada no NBB, o ala argentino Marcos Mata coleciona boas atuações com a camisa do Franca e também foi convocado para o Jogo das Estrelas, para defender a equipe do NBB Mundo.

Ainda na sua primeira temporada no Brasil, o argentino Marcos Mata é um dos principais jogadores do Franca no NBB (Newton Nogueira/Divulgação)

Ainda na sua primeira temporada no Brasil, o argentino Marcos Mata é um dos principais jogadores do Franca no NBB (Newton Nogueira/Divulgação)

Boas sequências
O Minas venceu as últimas três partidas que realizou na sétima edição do NBB, vitórias sobre Macaé, Liga Sorocabana e Paulistano. Já o Franca venceu seus dois últimos jogos no NBB 7, contra Rio Claro e Uberlândia.

Visitante perigoso
Atuando como visitante no NBB 7, o Minas possui boa campanha de seis vitórias em dez partidas.

Vantagem francana
O Franca venceu nove dos 13 confrontos diretos contra o Minas na história do NBB.

Bom retrospecto
O Franca saiu de quadra com vitória em cinco dos seis duelos como mandante contra o Minas no NBB.

Melhor da carreira
No NBB 6, quando defendia a camisa do Goiânia, o pivô André Coimbra, do Franca, bateu seu recorde pessoal em pontos, ao terminar uma partida contra o Minas com 23 pontos anotados.

Quase idêntico
As duas equipes possuem desempenhos no ataques praticamente idênticos no NBB 7. O Franca marca em média 76,9 pontos por jogo, já o Minas é dono da média de 76,8 pontos por partida.

Também parecido
O Minas é o terceiro time que mais rouba bolas no NBB 7, com média de 10,3 por jogo. Já o Franca vem logo atrás, com média de 10,1 roubadas de bola por partida.

Terceira vez?
Líder de rebotes do NBB 1 e do NBB 3, o pivô Shilton é dono da melhor média de sobras da atual temporada do NBB, com média de 8,9 por partida.

Destaque do Minas no NBB 7, o pivô Shilton lidera o campeonato no fundamento rebote (Orlando Bento/Minas TC)

Destaque do Minas no NBB 7, o pivô Shilton lidera o campeonato no fundamento rebote
(Orlando Bento/Minas TC)