#JOGAJUNTO

Mais basquete / NBB CAIXA

Lutou até o fim!

12-03-2016 | 11:58
Por Liga Nacional de Basquete

Com desfalques importantes, Bauru faz jogo duro contra anfitrião Guaros de Lara, mas é derrotado e fica com o vice-campeonato da Liga das Américas

Bauru lutou até o fim, mas acabou derrotado e ficou com o vice da Liga das Américas (Caio Casagrande/Bauru Basket)

Bauru lutou até o fim, mas acabou derrotado e ficou com o vice da Liga das Américas (Caio Casagrande/Bauru Basket)

O Paschoalotto/Bauru lutou e se entregou de corpo e alma, mas não conseguiu trazer o quarto troféu seguido da Liga das Américas para o Brasil. Diante de mais de dez mil pessoas que lotaram completamente o Domo Bolivariano, em Barquisimeto, na Venezuela, o time brasileiro fez um jogo duro contra o Guaros de Lara, mas acabou derrotado por 84 a e 79 na grande decisão do torneio, neste sábado (12/03) e viu os venezuelanos ficarem com o título continental.

Desfalques importantes: Além de não poder contar com Hettsheimeir e Paulinho Boracini, que estão lesionado e sequer viajaram para a Venezuela, o Bauru também não contou com os serviços do armador titular Ricardo Fischer, que sofreu uma contusão no joelho direito na partida anterior contra o Flamengo.

Fala aí: “O time jogou no limite e mesmo assim não deixou de acreditar nenhum minuto. Isso mostra o comprometimento de cada um aqui dentro. Deixamos corpo e alma na quadra, tivemos muitos obstáculos para chegar até aqui, mas chegamos. Tivemos a chance de ganhar e são coisas de momentos de jogo. Temos que enaltecer a dedicação e esforço de cada um. Não desistimos em nenhum momento. Isso mostrou o coração que temos. Hoje jogamos com o coração”, disse Demétrius, técnico do Bauru.

+ Clique aqui e confira as estatísticas completas do duelo entre Bauru e Guaros de Lara (VEN)

Esforço dobrado: Diante dos desfalques bauruenses, o restante do elenco teve que se esforçar  como nunca na partida e quatro atletas atingiram dígitos duplos na pontuação – Murilo (19), Alex (18), Léo Meindl (15) e Jefferson (12), sendo que todos eles atuaram por mais de 27 minutos. Outro jogador que começou como titular, o ala Robert Day permaneceu em quadra por mais de 39 minutos.

Fala aí: “O nosso time está de parabéns, lutamos até o final, cada jogador se doou até o último minuto. Não contamos com três jogadores muito importantes e os obstáculos foram aparecendo durante a partida. O time jogou no limite, lutamos até o fim chegamos muito longe. Isso só fortalece a equipe para o resto da temporada. Tenho muito orgulho em fazer parte dessa família”, disse o bauruense Jefferson.

Lesionado, Ricardo Fischer ficou apenas no banco de reservas incentivando seus companheiros (José Jimenez Tirado/FIBA Américas)

Lesionado, Ricardo Fischer ficou apenas no banco de reservas incentivando seus companheiros (José Jimenez Tirado/FIBA Américas)

Deu as caras: Apontado como uma das grandes promessas do basquete brasileiro, o garoto Gui Santos teve uma chance de ouro neste sábado e não fez feio. Com os desfalques de Fischer e Paulinho, o jovem jogador, de apenas 19 anos, ficou 15 minutos em quadra e teve uma atuação segura.

Chamaram a responsa: Os três norte-americanos do Guaros de Lara foram fundamentais para a vitória da equipe. O ala Damien Wilkins foi o cestinha do jogo, seguido por seus compatriotas Zach Graham e Tyshawn Taylor, que marcaram 19 e 18 pontos, respectivamente. Ao todo, o trio marcou 55 dos 84 pontos marcado pelo time venezuelano (65,4%).

Bauru chegou a liderar o confronto durante o primeiro tempo (José Jimenez Tirado/FIBA Américas)

Bauru chegou a liderar o confronto durante o primeiro tempo (José Jimenez Tirado/FIBA Américas)

Primeiro quarto impecável: Com destaque para os grandes desempenhos de Alex e Murilo, o Bauru começou a partida muito bem e liderou o placar de ponta a ponta no primeiro quarto. Logo nos minutos iniciais, os brasileiros abriram 9 a 2 de frente e fecharam a parcial com sete pontos de vantagem (23 a 16).

Reação venezuelana: Embalado pelo ótimo desempenho de Zach Graham, que marcou 13 pontos no segundo quarto, o Guaros de Lara reagiu e chegou a virar o jogo. No entanto, a partida chegou ao intervalo com a igualdade no placar (33 a 33).

Virada do Guaros: Logo no começo do terceiro quarto, o Guaros assumiu a liderança e não permitiu que os brasileiros virassem novamente o jogo. No entanto, Bauru permaneceu na cola dos rivais e a decisão se deu apenas nos minutos finais do jogo.

Fim da linha: Com o título do Guaros, o basquete brasileiro viu sua hegemonia recente na Liga das Américas ser quebrada. Antes da conquista dos venezuelanos, o Brasil vinha de três títulos seguidos no torneio, com Pinheiros (2013), Flamengo (2014) e Bauru (2015).

E agora? Depois de ficar com o vice-campeonato da Liga das Américas, o Bauru voltará suas atenções ao NBB e terá um confronto importante na próxima quinta-feira (17/03), fora de casa, contra o Solar Cearense. Até o momento, o time do técnico Demétrius está na segunda posição na competição nacional, com um total de 18 vitórias em 24 jogos.