#JOGAJUNTO

NBB

Pinheiros versão 2.0

16-08-2012 | 04:39
Por Liga Nacional de Basquete

Tradicional clube paulista revela suas novidades para a próxima temporada, mesclando experiência com a juventude das promessas das categorias de base

Pinheiros apresenta seu elenco para a temporada 2012/2013 do basquete nacional (João Pires/Divulgação)

Um dos destaques do basquete nacional nas duas últimas temporadas, o Pinheiros/SKY vem com um elenco bastante reformulado para as próximas competições, como o NBB, o Campeonato Paulista e a Liga Sul-Americana. Sem o ala Marquinhos, o ala/pivô Olivinha (ambos agora no Flamengo) e o armador Figueroa (foi para o Franca), mas com cinco reforços e atletas criados nas categorias de base, o terceiro colocado no NBB 2011/2012 e atual campeão paulista parte para um novo ciclo acreditando que pode continuar no topo.

“É uma equipe em formação e que necessitava de mudanças para conquistar títulos e continuar fazendo história. Temos a base do ano passado aliada à experiência dos que chegaram. Um dos objetivos é aproveitar essa experiência, mesclada à juventude dos garotos que também querem um lugar na equipe, para ganhar entrosamento. Fizemos alguns jogos amistosos muito bons e certamente teremos uma equipe fortalecida para a temporada”, disse Claudio Mortari, que segue como técnico do tradicional clube paulista.

Quando Mortari fala em base, quer dizer nas permanências do ala Shamell, do armador Paulinho, dos pivôs Bruno Fiorotto, Morro e Rafael Mineiro e do ala Bruno Mortari. Da equipe da temporada passada, também saíram o armador Davi (foi para o novo time de Fortaleza) e o ala Renato. Os remanescentes ganharam o reforço de cinco jogadores: o ala Márcio Dornelles (ex-Franca), o armador Fernando Penna (ex-Franca), o ala/pivô André Bambu (ex-Limeira), o pivô Araújo (ex-Paulistano) e o armador norte-americano Joe Smith, que vem da Argentina, após passagem por La Unión de Formosa.

Os contratados chegaram ao Pinheiros compartilhando o discurso otimista de Mortari, demonstrando que é possível manter o mesmo nível do time que ainda chegou em duas finais de Torneio Interligas e uma final de Liga Sul-Americana nos últimos dois anos. “Minha motivação é a maior possível. Estou muito feliz com esse novo desafio e completamente adaptado a São Paulo, pois já morei aqui há alguns anos. A equipe vem forte para continuar brigando por títulos, como nas temporadas anteriores”, afirmou Fernando Penna.

Os reforços Fernando Penna, André Bambu, Araújo e Márcio Dornelles. Só falta Joe Smith (João Pires/Divulgação)

“Estou bastante ansioso com esse novo trabalho aqui no Pinheiros. Eu já havia trabalhado com o Mortari e acho que esse time tem tudo para dar certo. Fomos muito bem recebidos aqui no clube. No Pinheiros, temos toda a estrutura necessária para conseguirmos fazer uma ótima temporada. Com certeza brigaremos por títulos em todas as competições”, completou André Bambu.

Com a base da temporada passada e os reforços, ainda se juntam as promessas das categorias de base do Pinheiros: os alas Lucas Dias, Pedro Henrique e Humberto, os armadores Lucas Duso, Nicolas e Pedrinho e o pivô Daniel. Apontado como uma das maiores revelações do basquete brasileiro nos últimos anos, Lucas Dias, aos 17 anos, se diz preparado para integrar o elenco do adulto.

“A experiência no ano passado me deixa mais confiante para iniciar a temporada com a equipe adulta. Além disso, jogar ao lado de caras experientes como o Marcio Dornelles e o Fernando Penna deixa tudo mais fácil”, comentou o jovem, que em abril deste ano participou do Jordan Brand Classic, evento comandado por Michael Jordan, que conta com dois dias de treinamento e uma partida ao final dos treinos. O brasileiro fez uma apresentação muito destacada, com 18 pontos, 12 rebotes e quatro tocos, sendo eleito o MVP do evento.

“Acredito que não só o Lucas, mas toda a garotada do Pinheiros/SKY está participando bem dos treinamentos. Com certeza serão úteis para ajudar a equipe nesta temporada. O início da temporada será complicado, mas os jogadores que chegaram são bastante experientes e vieram para somar”, concluiu Rafael Mineiro.

O NBB é um campeonato organizado pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a Rede Globo e com patrocínio Eletrobras, Caixa, Penalty e Netshoes.