#JOGAJUNTO

LNB / NBB

Obrigado,Leandrinho

14-09-2020 | 09:07
Por Liga Nacional de Basquete

Uma carta dos fãs de basquete a uma das maiores lendas do basquete brasileiro

Leandro Mateus Barbosa, mais conhecido como Leandrinho, nasceu em 28 de novembro de 1982, em meio à selva de pedra da cidade de São Paulo. É, Leandrinho, o tempo passou. Você cresceu, conheceu o mundo da bola laranja, se apaixonou à primeira vista, chorou, caiu, se levantou, sorriu e hoje, após mais de 20 anos dedicados ao esporte que tanto amamos, se retirou oficialmente das quadras, pelo menos atuando dentro dela.

Agora seu desafio será outro, e à beira da quadra. Um começo melhor que esse neste novo desafio não poderia ter uma companhia diferente se não a do técnico Steve Kerr, do Golden State Warriors, com quem você se consagrou campeão da maior liga de basquete do planeta, dando orgulho para cada brasileiro que um dia já sonhou em jogar na NBA.

Agora que a cortina se fecha e o show termina, você pode olhar para trás e se orgulhar de todo o caminho percorrido. Caminho esse que te transformou, sem sombra de dúvidas, em um dos maiores jogadores da história do basquete brasileiro. Ninguém pode dizer o contrário.

Foram 850 jogos na NBA, mais de 100 representando o seu país, quatro Copas do Mundo, duas Olimpíadas, título de NBA, conquistas individuais, como o posto de Sexto Homem do Ano da NBA (2006/2007) e o de Cestinha do NBB (2019/20). Tudo isso fala por si só o quanto você representou, representa e ainda representará para o nosso basquete brasileiro.

Sua trajetória, bonita e construída em muito suor e trabalho, te permitiu chegar onde você sempre quis, tendo sucesso em tudo.

Aqui no Brasil, alguns dos clubes mais tradicionais e vitoriosos do país tiveram a oportunidade de ver você vestindo a camisa deles.  Nesse processo, você vestiu as cores do Flamengo, do Pinheiros, voltou para NBA para ser campeão, retornou mais uma vez para sua terra natal e escolheu defender o clube da Capital do Basquete, o Franca, antes de ir para o Minas, onde encerrou sua trajetória e realizou seu último ato.

Quis o destino que fosse em casa, no Brasil, o lugar que você “penduraria as chuteiras”. A nós fica o sentimento de extrema gratidão. Gratidão pelo legado, pelo aprendizado, pelo exemplo que fica.

Uma geração cresceu te vendo, te tendo como exemplo de sucesso e superação. Afinal, a sua história, de um menino negro que saiu das periferias de São Paulo e conquistou tudo isso que falamos acima, mesmo com as adversidades, é inspiradora. Representa muito.

Obrigado, Leandrinho. O seu legado jamais será apagado e, com toda certeza, por sua causa teremos no futuro outros Leandrinhos no basquete brasileiro. Você mostrou que é possível.

O NBB é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), com chancela da Confederação Brasileira de Basketball (CBB) e em parceria com a NBA e o CBC, e conta com os patrocínios oficiais da Budweiser, Unisal, Nike, Penalty, Plastubos, EY, VivaGol, IMG Arena e Genius Sports.