#JOGAJUNTO

NBB

Ótimo início

02-03-2018 | 09:34
Por Liga Nacional de Basquete

Mogi segura pressão do Ferro Carril (ARG) e estreia com vitória na 2ª fase da Liga das Américas; equipe enfrenta San Lorenzo (ARG), neste sábado

O Mogi das Cruzes/Helbor abriu sua caminhada na segunda fase da Liga das Américas 2018 com um grande resultado positivo. Na noite desta sexta-feira (02/03), em Buenos Aires, o time brasileiro venceu o Ferro Carril (ARG), por 74 a 68, e largou na frente na briga por uma das duas vagas no Final Four.

E agora? Na segunda rodada do Grupo E, o Mogi duelará com o anfitrião San Lorenzo (ARG), às 21h30 (de Brasília). As duas equipes já se enfrentaram na primeira fase e os argentinos levaram a melhor, por 101 a 96. Já no domingo, a equipe encerrará sua participação na chave diante do Fuerza Regia (MEX), às 19h15. Os dois melhores colocados avançam à fase final do torneio continental.

Sempre decisivos: O “Big 3” mogiano foi fundamental para a vitória nesta sexta. Recuperado de lesão no braço, Shamell foi o cestinha da equipe, com 18 pontos, seguido por Larry Taylor, que cresceu de produção no segundo tempo e marcou 17. Já Tyrone deixou a quadra com 13 pontos, nove rebotes e quatro assistências na conta.

— Liga de las Américas (@Ligamericas) March 2, 2018

Na hora certa: Outro personagem crucual para o êxito dos brasileiros foi o ala Jimmy, autor de 12 pontos. Além de sua costumeira energia na defesa, o jogador foi responsável por uma cesta que praticamente selou o triunfo do Mogi. Com 14 segundos para o fim, o camisa 18 fez linda infiltração e colocou a vantagem da equipe em quatro pontos (72 a 68).

+ Confira as estatísticas completas do duelo entre Mogi e Ferro Carril (ARG)

Sempre à frente: Mogi passou praticamente toda a partida na liderança. Com grande final de segundo quarto, a equipe chegou ao intervalo com oito de frente (41 a 33). Depois, no terceiro quarto, os brasileiros chegaram a abrir 13 pontos de frente.

Dalhe, Larry! Com grande atuação do armador Balbi, o Ferro Carril subiu de produção no último quarto e o jogo pegou fogo no fim. Depois de os argentinos virarem o jogo (66 a 64), Larry Taylor converteu duas bolas de 3 seguidas e deixou Mogi em vantagem para os dois minutos finais (70 a 68). Depois, com quase dois minutos sem cesta, Jimmy praticamente definiu o jogo com linda bandeja.

Fala aí: ““Fizemos um plano de jogo e conseguimos executá-lo. A única coisa que não estava prevista era, no último quarto, perder uma diferença de 10 pontos que não eram para perder dessa forma, que vem sendo uma tendência em todos os jogos. Mas nós tivemos muita força, muita inspiração, principalmente do Larry, para por o time de volta no jogo depois de estar a 10 pontos na frente, ficar com três e conseguir fechar o jogo”, disse o comandante Guerrinha.

“Eu achei a equipe sólida, muito solidária, que errou, mas que acertou muito mais e teve muito mais jogadores participando do jogo. Está muito quente aqui e jogamos diante de uma equipe que também precisava da vitória, que tem condições, venceu a primeira fase com três vitórias e jogou muito bem hoje também”, completou.

Só no banco: Com uma lesão no tornozelo, sofrida na partida do NBB CAIXA diante do Solar Cearense, o armador Vithinho Lersch desfalcou o Mogi. Em recuperação, o jogador viajou com a equipe sua participação nos dois próximos jogos ainda é incerta.

Bem que tentaram: Sexto colocado da última Liga Argentina, o Ferro contou com grandes atuações de Franco Balbi e Cosolito. O armador, recentemente convocado para a seleção argentina, marcou 19 pontos – mesma marca de seu companheiro – e ainda distribuiu quatro assistências. A equipe venceu suas três partidas na primeira fase e sofreu sua primeira derrota na Liga das Américas 2018.