#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Tem favorito?

06-06-2019 | 04:06
Por Liga Nacional de Basquete

De olho no Jogo 5, comentaristas do NBB CAIXA analisam os principais fatores da série até aqui e projetam decisão equilibrada

Nada melhor do que a opinião de especialistas para ficar por dentro de um determinado assunto.

Pensando nisso, os comentaristas do NBB CAIXA deram suas opiniões e os pitacos sobre a série Final entre Sesi Franca Basquete (1º) e Flamengo (2º).

Olha só esse time de analistas: Danilo Castro (Band), Eduardo Agra e Wlamir Marques (ESPN), Fernando Medeiros e Cláudio Mortari (Fox Sports), Ricardo Bulgarelli, Bruno Laurence e Fábio Balassiano (NBB na Web).

Quer saber a opinião de cada um sobre as Finais? Então confere aí!

(João Pires/LNB)

Danilo Castro – Band

–  Fatores decisivos até aqui:

“Acredito em dois fatores decisivos até aqui: o mando de quadra e a equipe que conseguiu manter a intensidade por maior parte do tempo. Em um confronto tão equilibrado, com equipes que se equivalem tanto, ter três, quatro ou cinco minutos jogados de forma errada pode significar uma desvantagem muito difícil de ser revertida depois”.

– Destaques individuais da série:

“Pelo Franca, o Alexey que vem entrando bem todo jogo, dando um ritmo muito bom para a equipe, pontuando e tendo um papel fundamental na defesa dos armadores adversários. Já pelo Flamengo o destaque, para mim, é o Olivinha. Atleta com uma entrega fantástica, que contagia todos os membros do time. Além disso, vive um ótimo momento ofensivo, o que faz dele peça fundamental no sistema do Flamengo”.

O  que decide um Jogo 5?

“É claro que todos os fatores contribuem para decidir um jogo como esse. Os técnicos vêm travando um duelo tático muito interessante e da alta qualidade, fazendo ajustes a cada jogo, cada quarto. Mas em um Jogo 5, o talento e a inspiração dos atletas podem fazer a diferença no Jogo 5”.

Quem é o favorito?

“É um jogo sem favorito. As equipes se equivalem muito e qualquer uma pode sair vencedora. Claro que o fator casa não pode ser desprezado, mas de qualquer forma, pelo talento e experiência das equipes, além de ser um jogo decisivo, acredito na igualdade nas condições de vencer o jogo e consequentemente o campeonato”.

(João Pires/LNB)

Eduardo Agra – ESPN

– Fatores decisivos até aqui:

“Primeiro quem jogou em casa acabou vencendo, então o fator casa, torcida, vem sendo decisivo na minha opinião. Os rebotes também têm sido importantes. Em jogo nenhum o Flamengo foi inferior nos rebotes, até mesmo nos jogos que perdeu em Franca. Mas no geral, as defesas, quando conseguiram se impor em determinados períodos, levou vantagem sobre os ataques. Esses são os fatores decisivos na série ao meu ver”.

– Destaques individuais da série:

“Temos alguns destaques individuais, não só um. O Lucas Dias, o David Jackson e o Alexey estão muito bem pelo Franca, e pelo Flamengo o Olivinha, o Varejão e o Marquinhos são os grandes destaques individuais até aqui. Sem dúvidas o Jogo 5 será importantíssimo para definir quem será o MVP das Finais”.

– O que decide um Jogo 5?

“Você precisa de um pouco de tudo: equilíbrio psicológico, aplicação tática, disposição e intensidade. É um conjunto de fatores que fazem com que um time vença uma partida decisiva. Mas principalmente para o time que joga fora de casa, como é o caso do Flamengo, o foco e a concentração são muito importantes”.

– Quem é o favorito?

“Os times que jogaram em casa até agora venceram duas partidas. São os dois times muito iguais, as melhores defesas, os melhores ataques, então há um equilíbrio muito grande. Mas um leve favoritismo, pela lógica e por tudo que aconteceu na série até aqui, você tem que dar para o time que joga em casa, que é o Franca. Leve, muito leve, pois são dois times muito iguais”.

Wlamir Marques – ESPN

Fatores decisivos até aqui?

“Podemos ver que o fator casa está fazendo a diferença, não tivemos nenhuma vitória de visitantes. Mas acho que as duas equipes estão irregulares na série, em um jogo vão muito bem, no outro caem um pouco de produção, assim como os jogadores, que estão alternando suas atuações individuais”.

Destaques individuais da série?

“Pelo lado de Franca, os destaques da série estão sendo o Lucas Dias e o David Jackson. Mas a produção da equipe passa por quase todos os jogadores, com um elenco muito forte. Isso faz com que os jovens jogadores também entrem bem, como é o caso do Alexey e do Didi. O Flamengo também possui grandes jogadores que estão se destacando, como Marquinhos, Olivinha e o Balbi, além do Varejão”.

O que decide um Jogo 5?

“Em um jogo decisivo, diversos aspectos pesam: o lado emocional, o tático, o físico e o psicológico. Acredito que o fator psicológico tenha mais influência, devido ao equilíbrio dos dois times nos outros fatores. Espero que as equipes façam um grande jogo e que seja decidido nos minutos finais”.

Quem é o favorito?

“Quem decide em casa tem um favoritismo. As equipes lutam durante todo o campeonato para poderem decidir dentro do seu ginásio, com o apoio da torcida. Como não existe muita diferença técnica e tática entre os times, o fator psicológico de jogar no alçapão que é em Franca acaba dando um pequeno favoritismo ao time da casa. Mas é claro que o Flamengo também tem condições de ganhar lá, como já fizeram na temporada”.

Fernando Medeiros – Fox Sports

– Fatores decisivos na série:

“Está sendo uma série muito disputada. Desde o começo da competição todos sabiam que eram os times que mais investiram, com um plantel recheado de boas opções. O Jogo 5 não é surpresa para ninguém, sabendo da competitividade dos dois times. O Flamengo tem uma defesa muito forte, a melhor da competição, mas encontrou algumas dificuldades com o forte ataque de Franca, que explorou muito o David Jackson e o Lucas Dias de costas para a cesta, mais as jogadas de pick’n roll. Para mim, um ponto decisivo aconteceu no Jogo 4, quando o Flamengo ajustou a defesa nessas jogadas, evitando as trocas e levando vantagem na partida que era de vida ou morte. Pelo Franca, a parte ofensiva vem sendo o ponto principal. É um time que tem rodado bem a bola e tem conseguido variar bastante as opções ofensivas”.

– Destaque individual na série:

“Existem alguns jogadores fazendo a diferença na série. Pelo Franca, o Alexey vem atuando com muita personalidade e responsabilidade desde o primeiro jogo. Mas também tem o David Jackson e o Lucas Dias, com destaque para o Lucas porque ele dificulta mais ainda a defesa do Flamengo, por jogar em múltiplas posições. Pelo Flamengo, tem o Marquinhos e o Varejão, que estão fazendo um grande trabalho, e o Olivinha. Mas destaco o Varejão, porque além de pontuar bem, ele está com um espírito de garra impressionante, disputando todas as bolas até o final e brigando por todos os rebotes”.

– O que pode decidir um Jogo 5?

“Para decidir um Jogo 5, vários fatores implicam no resultado. Claro que Franca tem uma leve vantagem, por jogar em casa, mas a aplicação tática é fundamental. A gente viu no Jogo 4 a postura defensiva da Flamengo, que conseguiu anular o time de Franca. Isso foi uma disciplina tática, o Gustavinho falou desde o início nas entrevistas que a defesa seria o ponto chave do jogo. Eles fizeram algumas mudanças, colocaram o Crescenzi em quadra, que fez uma grande partida defensiva, conseguiu frear o David Jackson. Emocionalmente, são jogadores de alto calibre e não vão sentir muito a partida. O principal é a disciplina tática, por terem dois técnicos muito sábios na quadra, que enxergam bem o jogo e armam suas equipes para a vitória”.

– Favoritismo?

“Esse jogo não tem favorito. Vimos um equilíbrio total entre as equipes na temporada. O Flamengo conseguiu uma vitória importante na decisão da Copa Super 8, mas acho que Franca tem um ligeiro favoritismo por jogar no Pedrocão, local em que é praticamente inquestionável.  Será uma tarefa complicada para o Flamengo, a torcida francana vai lotar o ginásio, os jogadores em quadra vão querer vencer dentro de casa. Por esses fatores, Franca tem mais chances de criar dificuldades para o Flamengo”.

Cláudio Mortari – Fox Sports

– Fatores decisivos na série:

“A série até aqui vem alternando atuações , o que é muito comum quando se fala de playoffs. Ainda mais em uma série longa, com bastante tempo entre as partidas. Os ajustes, a criação de fatos novos foram importantes para se chegar até aqui. O campeonato merecia terminar com esse quinto jogo”.

– Destaque individual na série:

“Não tivemos um comportamento retilíneo nas atuações, um jogador que tenha se destacado em todos os jogos. Os destaques estão acontecendo jogo a jogo. Pelo Franca, o Lucas Dias conseguiu fazer bons jogos, assim como o Alexey. No Flamengo, o Marquinhos se destaca, fez um grande Jogo 4, além do Varejão”.

– O que pode decidir um Jogo 5?

“O Jogo 5 é decidido através de uma soma de fatores: a determinação e entrega dos jogadores, a inteligência do jogo, além dos aspectos técnicos. Os treinadores procuram fazer os ajustes necessários para maximizar os pontos fortes da sua equipe e minimizar os do adversário”.

– Favoritismo?

“Não acredito que exista um favorito. Jogar em casa é sempre melhor, mas não acho que seja determinante para a vitória nesse caso. Espero que essa decisão seja decidida pelos aspectos técnicos das duas equipes”.

Equipe do NBB na Web está presente em programetes pré e pós-jogo nas Finais, oferecidos pela Budweiser (Fotojump/LNB)

Ricardo Bulgarelli – #NBBnoFacebook

– Fatores decisivos na série:

“Defesa agressiva das duas equipes, principalmente a do Flamengo, que é a melhor do campeonato e se mostrou intransponível nos dois jogos em casa. A qualidade das equipes em tomadas de decisão e escolhas de arremesso. Um fator fundamental na série também é a participação dos armadores, nisso o Flamengo tem levado vantagem, já que o Elinho está bem abaixo e o Balbi tem levado vantagem. Outro fator é o rebote ofensivo, pontos de segunda chance e os homens grandes do Flamengo, que tem se comportado melhor dentro do garrafão. Franca tem sofrido com a ausência do Hettsheimeir, não tendo seu jogo completo, praticamente ausente nos arremessos de meia e longa distância. Defesa do Flamengo no perímetro é fantástica em cima do Jackson, mas por outro lado ele tem é bom o suficiente para ganhar e criar espaço no poste baixo e levar vantagem na marcação”.

– Destaque individual na série:

“Não vi um cara regular nos quatro jogos, vi um cara importante para Franca nas duas vitórias, que é o Alexey. Ele dá um dinamismo a mais para o time e foi o responsável pela virada no Jogo 3, apesar do Lucas Dias ter feito dois duplos-duplos nas vitórias. Não consigo enxergar um cara eficiente nos quatro jogos. Pelo lado do Flamengo, acho que o Varejão faz uma série brilhante até aqui, por todas as circunstâncias. Foi muito bem nos jogos em Franca, mesmo vaiado. Foi muito bem no Jogo 4 quando o time estava com as costas na parede. Mas não sei, o prêmio de MVP das Finais está bem aberto. Tudo vai se resumir ao Jogo 5”.

– O que pode decidir um Jogo 5?

“Um pouco de tudo. A parte emocional pesa, com certeza, assim como a experiência de jogar esse tipo de partida. O fato de ficar muito tempo sem conquistar um título nacional pode pesar contra Franca, e a responsabilidade é maior para quem joga em casa. A vontade de vencer que o Flamengo mostrou nos dois jogos no Rio de Janeiro também é um fator. Quem quiser mais, quem brigar mais pelas bolas, sem dúvidas vai levar vantagem.

Mas acho que o que vai decidir mesmo é o início do jogo. Não vejo o Flamengo levando uma nova virada se abrir 17 pontos, por exemplo. Você começar bem a partida traz o torcedor para o seu lado, no caso do Franca. Para quem nunca venceu o NBB e está há 20 anos sem título nacional, começar bem é fundamental. Para Franca é importantíssimo se manter à frente do placar, jogar com o torcedor ao seu lado, já que é um torcedor que cobra muito, entende de basquete, e pode ser uma arma desfavorável caso o time tenha um apagão como teve no primeiro quarto do Jogo 3”.

– Favoritismo?

“Disposição e vontade de vencer vão fazer a diferença nesse Jogo 5, mas acredito em um ligeiro favoritismo do Franca por jogar em casa. O time teve a melhor campanha justamente para chegar em um momento desse e decidir em casa. A série está totalmente aberta, mas apostaria em 52% x 48% em porcentagem de título, mesmo achando que Franca sofreu mais nos jogos em casa do que o Flamengo nos jogos no Rio”.

Fábio Balassiano – #NBBnoFacebook

– Fatores decisivos na série:

“O principal fator nessa série até agora é a defesa. O time que melhor defendeu e conseguiu ter vantagem sobre o outro nesse sentido acabou tendo vantagem nas partidas. Acredito muito pouco na questão de vontade, porque todo mundo quer ganhar na Final. Os ajustes que Franca fez para atacar o Olivinha no Jogos 2 e 3 deram certo, principalmente com o Lucas Dias. Já no Jogo 4 nem tanto, porque o Flamengo começou a explorar o jogo interno com o Anderson Varejão contra o próprio Lucas, que foi um bom ajuste do Gustavo De Conti (treinador). Então, acho que a defesa ou a ausência dela ou a forma como os times estão atacando estão fazendo a diferença na série”.

– Destaque individual na série:

“Coloco dois destaques de cada lado. Quando o Marquinhos consegue jogar em sua zona de conforto é o grande destaque do Flamengo, no Jogo 4 ele fez uma grande partida e salvou a equipe. Além do Anderson Varejão, que tem jogado muito bem, sendo agressivo, intenso, jogando bem na defesa e tendo vantagem no ataque. Pelo Franca, destaco Alexey e Lucas Dias. O único jogo que o Alexey não foi bem foi no último e foi o pior de Franca na série. Nas duas vitórias da equipe ele acabou sendo eleito o MVP da Galera, jogando muita bola. E o Lucas Dias também, foi decisivo nas duas vitórias francanas. Coloco esses quatro no mesmo balaio”.

– O que pode decidir um Jogo 5?

“Acho que o emocional decide e ajuda, mas acredito muito na estratégia para o Jogo 5. Não acredito que os técnicos ainda tenham alguma coisa que não fizeram na série, até porque os dois times já estiveram pressionados, mas eles devem fazer um ajuste ou outro para tentar ter vantagem no último jogo da série. Além do fator torcida para Franca, que pesa muito a favor da equipe. Eles tiveram uma energia muito grande nos Jogos 2 e 3 e terão agora no Jogo 5 também”.

– Favoritismo?

“Na minha opinião, o favorito de Jogo 5 é sempre o time da casa. Se o time visitante, nessas Finais, não fosse o Flamengo, eu diria que o Franca era o favorito. Mas o Flamengo é um time muito experiente, com jogadores acostumados a jogar o Jogo 5 e com um treinador que já venceu algumas vezes jogos decisivos lá em Franca. Então não tem favorito mesmo. Franca tem o fator casa e é um timaço, e o Flamengo é experiente, com um técnico muito bom”.

Bruno Laurence – #NBBnoFacebook

– Fatores decisivos na série:

“Difícil apontar um fator decisivo, porque a série já teve dois jogos em que os mandantes abriram boas vantagens, depois o Flamengo abriu fora e o Franca recuperou e o Flamengo dominou o último jogo, principalmente da metade do segundo quarto até o final. O mando de quadra é clichê, mas faz diferença. Mas acho que não exista um fator que fez tanta diferença assim, o garrafão do Flamengo é mais dominante, as bolas de 3 pontos do Franca têm pesado mais. Enfim, o único fator determinante que consigo apontar é o mando de quadra, pois ninguém conseguiu vencer fora”.

– Destaque individual na série:

“O cara mais constante até aqui, para mim, foi o Anderson Varejão, que foi bem em todos os jogos. O Alexey foi bem no primeiro jogo, com cinco bolas de 3, explodiu na série nos dois jogos em Franca, depois ele caiu um pouquinho no último. Então, para mim, são esses dois. O Alexey vindo do banco causa um impacto ainda maior, mas o Varejão está muito constante nos confrontos”.

– O que pode decidir um Jogo 5?

“No Jogo 5, acho que é muito difícil você aprontar alguma surpresa tática, pois está tudo muito estudado. Acredito muito no combo do talento individual dos jogadores mais decisivos com o emocional forte, caras que têm a cabeça pronta para esse momento de decisão, que já viveram essa situação e estão habituados a isso. Acho que isso faz muita diferença dentro ou fora de casa. O Jogo 5 será totalmente diferente de tudo que vivemos nessa série”.

– Favoritismo?

“Se a gente apontar o mando de quadra como diferença, Franca estará na frente pois terá a torcida a favor, mas o Flamengo já mostrou que pode ganhar lá dentro, como foi na Copa Super 8. Era um jogo único, não um final de série, mas com características muito próximas do que teremos no sábado. Franca tem um ligeiro favoritismo, mas não dá para subestimar o Flamengo, por ser um time muito acostumado a viver decisões. Embora tenha mudado o elenco, quem chegou já viveu isso, como o Jhonatan e o Deryk, campeões com o Paulistano, o Varejão é campeão de tudo, Marquinhos e Olivinha permaneceram da dinastia do Flamengo, o Balbi conhece muito do jogo. Então, Franca tem o favoritismo por jogar em casa, mas não possui a mesma experiência que o Flamengo”.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com os patrocínios oficiais da CAIXA, Budweiser, INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Pátria Amada Brasil e Governo Federal.

Leia também:

Franca e Flamengo decidem título no maior jogo da história do NBB CAIXA

Fator casa pesa? Veja as curiosidades da história dos Jogos 5 do NBB CAIXA

+ Estilo, conforto ou superstição? Veja quais tênis Nike serão usados no Jogo 5

Os segredos de Gustavo De Conti para vencer Jogos 5