#JOGAJUNTO

NBB

Seleção da históriaos técnicos

11-05-2020 | 03:43
Por Liga Nacional de Basquete

O quinteto já foi escolhido. Agora está na mãos do internauta escolher quem será o comandante do timaço histórico do NBB

Por conta do surto da Covid-19, que assola todo o mundo, a temporada 2019/2020 do NBB teve de ser cancelada. Mas isso não significa que estaremos sem atrações!

No último mês, a LNB lançou no Instagram do NBB a Seleção da História, em que os internautas elegeram o quinteto ideal da história da competição. A equipe titular já foi escalada: Valtinho (armador), Alex Garcia, Marcelinho Machado (alas), Guilherme Giovannoni e Shilton (pivôs) foram escolhidos pelo público. E agora chegou a ver de eleger o técnico que “comandará” esse timaço.

Como funciona a votação

Nesta segunda-feira (11/05), o Instagram do NBB liberou uma galeria dos treinadores em que o fã pode escolher um para compor a Seleção da História. Para votar pelo Instagram, basta comentar o nome ou @ do seu treinador escolhido. Cada menção vale um voto – ou seja, quanto mais comentários, maior são as chances do comandante ser selecionado.

Os seguidores terão exatamente sete dias para a definição do atleta em nosso time de gigantes. Na segunda-feira que vem (18/05), anunciaremos o escolhido pelo público em nossas redes e aqui no site.

Os técnicos

O NBB foi palco de técnicos experientes que fizeram história, assim como viu surgir coaches que se desenvolveram e colocaram seus nomes como os principais treinadores do basquete brasileiro. Sete comandantes estão concorrendo ao posto: Paulo Chupeta, Lula Ferreira, José Vidal, José Neto, Gustavo de Conti, Demétrius Ferracciú e Guerrinha.

Paulo Chupeta

Paulo Chupeta levou o Flamengo ao título do primeiro NBB da história

Paulo Chupeta é uma figura histórica. Campeão do primeiro NBB pelo Flamengo, ele também foi eleito o melhor treinador da edição 2009. No mesmo ano, ele levou a equipe rubro-negra ao título da Liga Sul-Americana. Logo depois, ele assumiu as categorias de base e venceu as edições da LDB de 2011 e 2013. Ele é o técnico com melhor aproveitamento em jogos do NBB, com 79,54% de vitórias.

Lula Ferreira

Campeão do NBB 09/10 pelo Brasília, Lula Ferreira é o atual supervisor do Sesi Franca Basquete (Newton Nogueira/Divulgação)

Um dos treinadores mais conhecidos do basquete nacional, Lula Ferreira também tem um histórico vencedor no NBB. Atual supervisor do Sesi Franca Basquete, ele levou o Brasília ao título do campeonato em 2010, sendo eleito o melhor técnico daquela edição. Em 2013, à frente do Franca, ele ganhou pela segunda vez o Prêmio Ary Vidal.

José Vidal

José Vidal conquistou dois NBBs pelo Brasília

Substituto de Lula, José Vidal não fez feio no Brasília. O treinador conduziu a equipe da capital aos títulos nacionais das temporadas 2010/11 e 11/2012. Além disso, ele também estava à frente da equipe brasiliense nos títulos da Liga Sul-Americana em 2010 e 2015. Ao todo, seu aproveitamento em jogos no NBB é de 65,58%.

José Neto

José Neto foi tetracampeão do NBB pelo Flamengo

Nenhum treinador ganhou tantos títulos nacionais nos últimos tempos como José Neto. Tetracampeão do NBB (2012/12, 2013/14, 2014/2015 e 2015/16), o atual técnico da seleção feminina do Brasil também levou o Flamengo aos títulos da Liga das Américas e Copa Intercontinental em 2014 e foi eleito o melhor treinador do NBB em 2016. Além disso, ele já foi assistente da Seleção Brasileira masculina nas Olimpíadas de 2012 e 2016, e no Mundial de 2014. Seu aproveitamento em partidas do NBB é de 75,27%.

Gustavo de Conti

Gustavo De Conti foi eleito o treinador do ano do NBB em três ocasiões

O substituto de José Neto no Flamengo também faz bonito há anos no basquete nacional. Campeão da última temporada com a equipe rubro-negra e do Super 8 em 2019, Gustavo de Conti havia levado o Paulistano ao título do NBB em 2017/18. Assistente técnico da Seleção Masculina de Basquete na Olimpíada de 2016 e no Mundial de 2014, Gustavinho é o recordista em troféus Ary Vidal, tendo sido eleito o treinador do ano no NBB em 2014, 2017 e 2018.

Demétrius Ferracciú

Demétrius Ferracciú, do Bauru, levou a equipe do interior paulista a título do NBB em 2016/2017

Jogador histórico da Seleção Brasileira, Demétrius também dá show na beira das quadras nacionais. Substituto de Guerrinha no Bauru Basket, equipe em que segue como treinador, ele venceu a temporada 2016/2017 do NBB. Seu rendimento fez com que ele fosse chamado por Rúben Magnano para ser auxiliar da Seleção Brasileira nas últimas duas Olimpíadas, e também no Mundial de 2014.

Guerrinha

Guerrinha, do Mogi, é o técnico que mais venceu jogos do NBB

Guerrinha é um dos treinadores mais emblemáticos da história da competição. Finalista em três edições do NBB, ele é o técnico com o maior número de vitórias no campeonato (239). Campeão da Liga das Américas em 2015 e da Sul-Americana em 2014 e 2016, o técnico do Mogi Basquete possui um aproveitamento de 63,39% no NBB.