#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Aprovados

05-06-2013 | 06:00
Por Liga Nacional de Basquete

Em reunião realizada nesta quarta-feira, Conselho de Administração da LNB avaliou e aceitou projetos de Fluminense e Goiânia; equipes poderão disputar NBB6

Fluminense e Goiânia se enfrentaram em uma das semifinais da Super Copa Brasil deste ano (Divulgação)

O Conselho de Administração da Liga Nacional de Basquete aprovou, nesta quarta-feira, em reunião realizada na sede da entidade, em São Paulo, os pedidos de Fluminense e Universo/Goiânia para pleitearem uma vaga na próxima edição do NBB.

Agora, as equipes ainda deverão passar pelas avaliações técnicas, estruturais e financeiras, para serem confirmadas na próxima temporada da maior competição de basquete do país.

Tradicional equipe da modalidade da bola laranja no início da última década, o esquadrão do Estado de Goiás poderá ter a chance reviver os grandes momentos que viveu. Entre os anos de 2001 e 2005, o time se sagrou pentacampeão goiano e campeão da Super Copa Brasil (2001), vice-campeão da Liga Sul-Americana de Clubes (2005) e figurou durante seis anos no Campeonato Nacional de Basquete, na época organizado pela Confederação Brasileira de Basketball (CBB).

Enquanto isso, o Fluminense é um dos clubes mais tradicionais e famosos do Estado do Rio de Janeiro. No basquete, a agremiação das Laranjeiras possui uma longa história, que teve início na década de 20, além de ter sido berço de grandes personalidades do esporte no país, como o ala Marcelinho Machado e o técnico Alberto Bial.

Sendo assim, o NBB 2013/2014 poderá contar com a participação de 21 equipes. A LNB possui 18 clubes associados, mais o Macaé, que conquistou sua vaga via triangular de acesso, além dos já citados Fluminense e Goiânia.

A LNB esclarece que o regulamento da competição está sendo integralmente cumprido, já que a entidade firmou um compromisso com a CBB, em que as equipes oriundas da Super Copa Brasil teriam acesso garantido ao NBB, como são os casos de Tijuca, Liga Sorocabana, Helbor/Mogi das Cruzes, Palmeiras e agora Macaé.

Devido a seu estatuto, a LNB sempre teve a prerrogativa de aceitar clubes que venham a agregar valores ao campeonato, fato que ocorreu com o SKY/Basquete Cearense, na última temporada, assim como na origem da entidade.

Junto a essa decisão, a LNB também ratificou a criação da segunda divisão do NBB já para esta temporada. Enquanto isso, a Super Copa Brasil passará a ser uma competição de acesso à segunda divisão.