#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

É o cara!

27-10-2015 | 03:23
Por Liga Nacional de Basquete

Grande ícone da história recente do basquete do Flamengo, Marcelinho Machado coleciona títulos, marcas históricas e agora está no hall de lendas do clube carioca

Comemoração Marcelinho Machado, do Flamengo

Marcelinho Machado comemorando é uma cena que a torcida do Flamengo está bastante acostumada a ver (Luiz Pires/LNB)

É impossível olhar para Marcelinho Machado e não associá-lo ao Flamengo. São oito anos de uma parceria que já conquistou todos os títulos possíveis e atingiu marcas históricas no basquete brasileiro. Com tanto tempo dedicado a só uma equipe e com tanta história obtida, não tem como não falar que Marcelinho Machado é ‘o cara’ da trajetória recente do Flamengo no esporte da bola laranja.

“Eu me sinto muito honrado de poder fazer história no clube que eu amo. Quando eu comecei a jogar basquete eu tinha diversos sonhos. O primeiro era de me tornar um jogador de sucesso, viver do basquete e isso eu consegui. Depois vem os sonhos maiores, como atuar com a camisa da Seleção Brasileira, fazer história no Flamengo e também tive sucesso”, comentou Marcelinho.

E toda essa dedicação do ala de 40 anos foi compensada na partida entre Flamengo e Orlando Magic, válida pelo NBA Global Games 2015. Durante um dos intervalos da partida, Marcelinho Machado recebeu uma homenagem do clube carioca e foi colocado no grupo das lendas da história do basquete flamenguista.

Agora, o camisa 4 flamenguista está em um hall que também conta com o ex-alas Pedrinho Ferrer, que atuou na equipe rubro-negra por 21 anos seguidos, e Algodão, que conquistou 13 títulos do campeonato carioca em 14 temporadas vestindo a camisa do clube carioca.

“O Flamengo possui muitos ídolos e me senti muito prestigiado em estar ali dentro de quadra ao lado de gente importante para história do clube. Fico feliz com o reconhecimento de um trabalho não só meu, mas sim de todo um grupo. Eu como capitão, como jogador mais experiente acabo ficando como símbolo da equipe, mas isso é de todo o grupo. Marcar o nome na história de um clube do tamanho do Flamengo é para poucos e isso tem que ser muito comemorado mesmo”, declarou o ídolo da torcida rubro-negra.

???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Marcelinho foi homenageado pelo clube carioca e agora está no grupo dos maiores jogadores da história do basquete flamenguista (Divulgação/Inovafoto)

Mas não é à toa. Mesmo com nove times em seu currículo antes de chegar no clube rubro-negro, em 2007, a imagem do jogador Marcelinho Machado é total identificada com o Flamengo. Isso porque o jogador nascido no Rio de Janeiro levantou desde que chegou na equipe da Gávea 16 troféus: nove do campeonato estadual do Rio de Janeiro, um da Liga Sul-Americana (2009), um da Liga das Américas (2014), um da Copa Intercontinental da FIBA (2015) e quatro do NBB (2008/2009, 2012/2013, 2013/2014 e 2014/2015).

Comemoração do Flamengo

Na temporada passada, Marcelinho Machado levantou o 4º título da história do Flamengo no NBB (João Pires/LNB)

No assunto NBB, Marcelinho também é soberano. Após o título da última edição do campeonato nacional, além do Flamengo se tornar a equipe mais vencedora da história do NBB, Marcelinho Machado agora é o jogador mais vencedor do principal campeonato do Brasil, com quatro conquistas, e detém os recordes individuais de pontos em só uma partida (63), arremessos certos para 3 pontos (16) e eficiência em um jogo de fase de classificação (60) além das duas melhores atuações ofensivas em Finais do NBB (41 e 35 pontos anotados).

Além disso, o camisa 4 do Flamengo também já colocou seu nome na história do NBB ao ser cestinha e jogador mais eficiente das três primeiras edições do NBB, ao ser eleito duas vezes o melhor ala do campeonato e conquistar dois prêmios de MVP (2008/2009 e 2009/2010), e ao vencer duas vezes seguidas o torneio de 3 pontos do Jogo das Estrelas do NBB (2013/2014 e 2014/2015).

“Eu tive a sorte de chegar no Flamengo em um momento que a diretoria viu que o basquete era uma boa modalidade para se investir. Participei de nove dos dez títulos seguidos no campeonato carioca, ganhei cinco títulos nacionais, uma Liga Sul-Americana, uma Liga das Américas e uma Copa Intercontinental. Fico muito feliz em ajudar o clube na conquista de tantos torneios importantes para história e continuo querendo vencer cada vez mais”, disse Marcelinho.

Durante a temporada 2014/2015, o papel de Marcelinho Machado mudou dentro do Flamengo. Usando o campeonato nacional como exemplo, Marcelinho era dono de médias superiores a 30 minutos por jogo em todas as temporadas do campeonato nacional (exceto em 2012/2013, temporada em que Marcelinho se machucou no primeiro jogo), mas na sétima edição da competição sua média caiu para apenas 22 minutos em quadra.

Mesmo com menos tempo em quadra e papel diferente para o time, a importância da experiência do jogador de 40 anos só cresceu dentro do elenco flamenguista, principalmente em partidas decisivas e importantes. Na temporada passada, Marcelinho Machado foi o grande protagonista da série de três jogos válidos pela pré-temporada da NBA contra franquias norte-americanas que o Flamengo participou. 

“É um prazer sempre jogar contra equipes da NBA, tem essa oportunidade é única e tentei aproveitar o máximo. Não sabemos quando iremos ter outras oportunidades como essas, então encaramos as quatro partidas contra times da NBA na forma mais séria possível. É claro que existem diversas diferenças, mas quando entramos em quadra a gente só pensou em vitória”, analisou Marcelinho.

Com respectivos 16, 20 e 17 pontos anotados partidas contra o Phoenix Suns, Orlando Magic e Memphis Grizzilies, Marcelinho Machado fechou a excursão da equipe rubro-negra nos Estados Unidos, em 2014, com alta média de 17,6 pontos por jogo e sendo o cestinha da equipe carioca em todas as três partidas. Nesta temporada, no novo encontro entre Flamengo e Magic, desta vez realizado no Brasil, o ídolo da torcida rubro-negra voltou a se destacar e fechou o jogo com 17 pontos, cestinha do Flamengo.

“Na última partida contra o Orlando, não conseguimos fazer uma grande partida, mas lutamos até o final. Tecnicamente nosso desempenho não foi dos melhores, porém fiquei feliz com o rendimento da nossa equipe durante toda a partida. E espirito de luta que tivemos foi muito satisfatório”, completou Marcelinho.

???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Marcelinho foi cestinha do Flamengo em todos os quatro duelos contra equipes da NBA durante a última temporada e nesta também (Divulgação/Inovafoto)

Depois de mais uma pré-temporada de luxo, o Flamengo se prepara para dar início a temporada 2015/2016. Com algumas peças diferentes, porém base do elenco mantida, o time comandado pelo técnico José Neto busca novamente brigar por todas as competições que disputar no ano, já que terá pela frente a oitava edição do NBB e também a disputa da Liga das Américas 2016. 

Defendendo seus três títulos consecutivos no maior campeonato de basquete do Brasil, o clube rubro-negro estreia no NBB na próxima segunda-feira (02/11), às 19 horas (de Brasília), na reedição da final da última temporada contra o Paschoalotto/Bauru. O duelo terá transmissão ao vivo dos canais SporTV. 

“É muito difícil projetar algo para a nossa temporada logo no início de um trabalho. Tivemos algumas mudanças no elenco e o nosso time ainda está se conhecendo. Mesmo assim, tenho tenho certeza que seremos competitivos mais uma vez e vamos brigar forte pela conquista de mais títulos”, concluiu o camisa 4 do Flamengo.