#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Festa de gala

21-06-2017 | 12:34
Por

Em evento realizado em São Paulo (SP), vencedores de todos os troféus individuais do NBB CAIXA são conhecidos; confira a lista completa

Os melhores do NBB CAIXA 2016/2017 foram conhecidos. Na noite desta terça-feira (20/06), em São Paulo (SP), foi realizada a Festa de Premiação dos Melhores do Ano e os destaques individuais da nona edição da competição nacional receberam seus prêmios. O evento contou com transmissão ao vivo pelo Facebook Live.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, Nike e Avianca e o apoio do Ministério do Esporte.

A festa, realizada em uma casa de eventos na zona sul capital paulista, teve Felipe Andreoli como mestre de cerimônias. O apresentador da TV Globo anunciou e recebeu no palco os vencedores de todas as categorias (confira a lista completa abaixo).

O mais premiado da noite foi Desmond Holloway, vencedor de três troféus. O norte-americano do EC Pinheiros foi eleito o MVP (Jogador Mais Valioso) da competição e ficou com o prêmio mais cobiçado da noite. Os outros dois foram de Melhor Estrangeiro e de Melhor Ala. No entanto, po questões pessoais, o jogador não compareceu ao evento.

Ao lado de Holloway no quinteto ideal foram nomeados dois atletas do campeão Gocil/Bauru Basket e outros dois do Brasília. Pela sétima vez em nove anos, Alex ficou com o outro prêmio de Melhor Ala, enquanto que seu companheiro Jefferson foi eleito para o time dos sonhos pela segunda vez.

“Todo ano é uma grande felicidade para nós atletas estar nessa festa. Todo nosso esforço da temporada é reconhecido com esses troféus e sempre fico muito feliz com essa conquista individual. Foi uma linda festa mais uma vez”, disse Alex.

O troféu de Melhor Armador ficou nas mãos de Fúlvio pela quarta vez e o jogador se isolou ainda mais como ao maior vencedor deste prêmio na história. Outro atleta do Brasília no Quinteto Ideal foi o pivô Lucas Mariano, que faturou seu primeiro troféu individual no NBB CAIXA.

“Estou muito, muito feliz. Os três candidatos poderiam ganhar, o Kendall e o Dawkins fizeram grandes temporadas. De nove NBB’s, joguei sete, e destes sete eu ganhei quatro prêmios de Melhor Armador e cinco de Líder em Assistências. Então o que me deixa mais feliz é que em todos os anos eu estou no páreo. Passa ano, entra ano, e meu rosto está ali”, declarou Fúlvio.

Vice-campeão do NBB CAIXA 2016/2017, o Paulistano/Corpore teve três premiados. Gustavo De Conti foi eleito o Melhor Técnico Cestinha (Troféu Ary Vidal) – pela segunda vez na carreira –, Arthur Pecos ficou com o prêmio de Melhor Sexto Homem e Georginho faturou o troféu de Jogador Que Mais Evoluiu.

“Evolução é uma palavra que define muito bem o meu momento. Tenho que agradecer muito ao Paulistano pela oportunidade e esse prêmio fecha a temporada de uma grande maneira. Trabalhei duro durante toda a temporada e ter meu esforço reconhecido com esse prêmio é uma alegria imensa”, disse Georginho, que está inscrito no Draft da NBA.

Até então vencido apenas por Alex Garcia, o posto de Melhor Defensor teve um novo premiado. Finalista nas duas últimas temporadas, o ala Jimmy, do Mogi das Cruzes/Helbor, desbancou o “Brabo” e garantiu o inédito prêmio em seu currículo. Já o troféu de Destaque Jovem (Melhor Atleta Sub-22) ficou nas mãos do armador Alexey, do Sesi-SP/Franca Basquete.

Confira todos os vencedores dos prêmios individuais do NBB CAIXA 2015/2016:

MVP (Jogador Mais Valioso): Holloway (EC Pinheiros)
Melhor Armador: Fúlvio (Brasília)
Melhores Alas: Alex Garcia (Gocil/Bauru Basket) e Holloway (EC Pinheiros)
Melhores Pivôs: Jefferson Gocil/Bauru Basket) e Lucas Mariano (Brasília)
Melhor Técnico (Troféu Ary Vidal): Gustavo De Conti (Paulistano/Corpore)
Melhor Estrangeiro: Holloway (EC Pinheiros)
Destaque Jovem: Alexey (Sesi-SP/Franca Basquete)
Melhor Sexto Homem: Arthur Pecos (Paulistano/Corpore)
Jogador que Mais Evoluiu: Georginho De Paula (Paulistano/Corpore)
Melhor Defensor: Jimmy (Mogi das Cruzes/Helbor)

Cestinha (Troféu Oscar Schimdt):  Kendall Anthony (Macaé Basquete) – média de 20,6 pontos por jogo
Líder em rebotes: Olivinha (Flamengo) – média de 9,5 por jogo
Líder em assistências:  Fúlvio (Brasília) – média de 7,4 por jogo

Melhor ataque: Flamengo – média de 87,7 pontos por jogo
Melhor defesa: Gocil/Bauru Basket – média de 75,6 pontos sofridos por jogo
Equipe Fair Play: Solar Cearense

Melhor árbitro: Cristiano Maranho (SC)
Melhor Trio de Arbitragem: Cristiano Maranho (SC), Fabiano Huber (GO) e Marcos Benito (SP)
Árbitro revelação: Bruno da Costa Oliveira (RS)