#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Marcelinho faz história e Flamengo vence no NBB

07-03-2010 | 03:46
Por Liga Nacional de Basquete

O ala quebrou os recordes de pontos e bolas de 3 na vitória do rubro-negro sobre o São José

O ala do Flamengo, Marcelinho Machado, entrou para a história neste domingo. O jogador foi responsável pela quebra de dois recordes do NBB na vitória de seu time sobre o São José/Unimed/Vinac, por 101 a 89, em partida válida pela sexta rodada do returno. Marcelinho marcou 63 pontos (38 no primeiro tempo) e acertou 16 arremessos de 3 pontos em 21 tentativas. Essa foi a décima quarta vitória dos cariocas no NBB, campeonato organizado pela Liga Nacional de Basquete, em parceria com a Rede Globo e patrocínio da Eletrobrás, Caixa e Spalding.

No dia 24 de janeiro deste ano, o ala do Flamengo já havia conseguido um grande feito. O jogador foi capaz de superar o recorde de pontos numa única partida do NBB, que pertencia ao ala do Paulistano/Amil, Dedé. Marcelinho superou os 42 pontos de Dedé marcando 45 na vitória do rubro-negro diante do Assis Basket, por 104 a 74. Dessa vez, além da pontuação, o atleta ainda quebrou o recorde de arremessos de 3 pontos convertidos, que pertencia ao armador do Ciser/Araldite/Univille/Joinville, Manteguinha, nove bolas.

Com a marca, Marcelinho supera recordes históricos do basquete mundial. Na Liga Espanhola (ACB), o maior número de arremessos de 3 pontos convertidos pertence ao brasileiro Oscar Schmidt, que acertou 11 de 19 tentativas na temporada 1993/1994. Na NBA, o ala do Los Angeles Lakers, Kobe Bryant, em 2003, e o ex-ala do Toronto Raptors, Donyell Marshall, em 2005, acertaram 12 arremessos numa única partida. “Outro dia, estava assistindo um jogo da NBA com a minha esposa e passou uma reportagem sobre os 81 pontos que o Kobe Bryant marcou uma vez. Aí eu falei brincando com ela que, num dia inspirado, de repente eu chegava aos 50 pontos. Hoje eu estava inspirado, muito feliz, e esse recorde foi fruto do ótimo trabalho da nossa equipe”, afirmou Marcelinho.

Vale ressaltar também os desempenhos dos jogadores do São José, Paulão e Fúlvio. Ambos conseguiram anotar duplos-duplos. O pivô terminou a partida com 20 pontos e 12 rebotes e o armador com 15 pontos e 14 assistências. Com o resultado, o São José não conseguiu alcançar os 50% de aproveitamento no NBB e ficou com uma campanha de oito vitórias e 10 derrotas.