Nesta terça-feira, foi dada a largada para o confronto das oitavas de final entre Icatu/Minas e São José/Unimed. Os mineiros mostraram a importância de vencer seus jogos em casa e abriram 1 a 0 na série melhor de cinco. Atuando na Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG), a partida foi disputada do começo ao fim, mas os comandados de Raul Togni conseguiram superar os joseenses, pelo placar de 70 a 68.

A dupla de pivôs do time de Belo Horizonte, Crosby e Mineiro, obteve grande destaque na primeira partida da série, com 21 pontos cada. O cestinha do duelo foi Álvaro Calvo, do São José, com 24 pontos. O ex-jogador do time mineiro, Murilo Becker, também teve boa atuação, ao totalizar 20 pontos e nove rebotes.

“Fizemos o dever de casa. Agora temos que ter muita tranquilidade no jogo de volta, pois o time deles é forte e tem uma torcida que empurra o time. Devemos ter calma e saber trabalhar o jogo”, destacou o pivô Mineiro.

No primeiro período, as duas equipes “amassaram o aro”, ou seja, apresentaram um baixo percentual de acerto nos arremessos de quadra. Tomando por base esta situação, o São José baseou seu jogo nas assistências de Fúlvio, e no garrafão, com Murilo e Jefferson William. Desta forma, os visitantes levaram a melhor na parcial inicial por 14 a 10.

A superioridade continuou do lado dos joseenses, com destaque para a boa atuação do espanhol Álvaro Calvo, que registrou 12 pontos no segundo período. Novamente, o time paulista explorou as jogadas de garrafão com Murilo, que também ajudou sua equipe a abrir sete de vantagem (33 a 26). Porém, os minutos finais, o Minas reagiu no confronto e, numa boa sequência do pivô Mineiro, chegou a virar o jogo (36 a 35), mas no segundo final, Calvo converteu dois lances livres que deixaram o São José em vantagem ao final da primeira metade do duelo (37 a 36).

O jogo se manteve igual durante todo o período. Na base das infiltrações, Álvaro Calvo continuou comandando o São José em quadra. Mas depois de muita persistência, o Minas conseguiu tomar a frente do placar (48 a 47), a partir daí, os dois times revezaram constantemente na liderança do marcador. O ala Betinho liderou os mineiros na terceira etapa, que terminou com 52 a 51 em favor dos donos da casa.

O período final foi marcado pela emoção. O Minas chegou a estar cinco pontos na frente (60 a 55), porém, Murilo, que estava no banco, entrou em quadra e mudou a história do jogo. Assim como nos três quartos anteriores, o espanhol do esquadrão joseense continuou fazendo a diferença com suas infiltrações, se mostrando novamente, perfeito na linha dos lances livres.

Com o bom desempenho de Calvo, o São José chegou a virar a partida (61 a 60), mas o time de Belo Horizonte tinha Crosby, que anotou sete pontos consecutivos e deixou sua equipe com seis pontos de frente (69 a 63). A boa diferença imposta pelo donos da casa não durou muito tempo, pois com um minuto restante, os joseenses encostaram novamente (69 a 68). Porém, o Minas conseguiu segurar o jogo até o final e venceu pelo placar de 70 a 68.

“Fizemos um jogo consciente, mas precisamos ter mais de atenção, principalmente no início do jogo. Não começamos bem e eles tiveram chance de abrir vantagem no primeiro tempo. Na segunda etapa do jogo mudamos muito, fomos mais agressivos e permanecemos mais tempo atacando. Precisamos trabalhar bem a bola para não ter dificuldades no final do jogo, como aconteceu hoje”, comentou o treinador do Minas, Raul Togni.

Confira os resultados e os jogos da série:

(7º) São José/Unimed 0 x 1 Icatu/Minas (10º)
16/04 – Icatu/Minas 70 x 68 São José/Unimed
19/04 – Ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos (SP), às 19 horas (Transmissão ao vivo do SporTV)
20/04 – Ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos (SP), às 18 horas
22/04* – Arena Vivo, em Belo Horizonte (MG), às 20 horas
25/04* – Ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos (SP), às 20 horas

*Se necessário