Na noite desta segunda-feira, o experiente time do Unitri/Universo mostrou personalidade e tranquilidade para vencer o Paschoalotto/Bauru, fora de casa, no Ginásio Panela de Pressão lotado, por 89 a 75. Com o triunfo, a equipe de Hélio Rubens saiu na frente na disputa pela vaga na grande final do NBB.

Agora, os mineiros terão a chance de ampliar a vantagem na série, jogando diante de sua torcida, na próxima quinta-feira (16/05), no Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG), às 19h30.

“Ganhar aqui é muito difícil. Essa vitória serviu para mostrar que nosso time é experiente, que temos um grupo muito forte. Conseguimos fazer aquilo que nos propusermos a fazer, e com isso, as coisas deram certo hoje”, comentou o ala Audrei.

Para sair vencedor neste jogo de abertura da inédita série semifinal, o Uberlândia demonstrou um grande aproveitamento nos arremessos de quadra (60,5%). Além disso, o time do Triângulo Mineiro contou com excelente desempenho de Audrei, que saiu do banco, e foi o cestinha da partida, com 23 pontos. O pivô Cipolini também teve boa atuação, e registrou 20 pontos e oito rebotes. Pelo lado do Bauru, o destaque foi o ala Pilar, responsável por 22 pontos.

“Foi um ótimo jogo, as coisas deram certo hoje. Temos um jogo coletivo muito forte, mas hoje quem apareceu fui eu. Mas nosso time tem excelentes jogadores, qualquer um pode fazer os pontos e ser cestinha. Mas isso não importa, o que importa é que ganhamos o jogo”, completou o cestinha do jogo.

Com um nervosismo aparente por se tratar de uma partida tão importante, as equipes cometeram muitas precipitações nos ataques. Porém, o Uberlândia conseguiu encontrar o ritmo certo nas tramas ofensivas e através de Robert Day e Cipolini chegou a abrir nove pontos de frente (15 a 6). O placar final da primeira etapa só não foi maior pois os dois times esbarraram no baixo aproveitamento nos arremessos. Desta forma, os mineiros levaram a melhor por 19 a 13.

No segundo período, as duas equipes colocaram a mão na forma, mas, melhor para o time comandado por Hélio Rubens, que abriu sua maior vantagem no confronto, até então: 11 pontos (29 a 18). Uma série de ataques seguidos convertidos pelos bauruenses deixou o jogo totalmente em aberto, e a diferença do placar em apenas três pontos (34 a 31). O Uberlândia vencia por quatro pontos, mas no último segundo, o armador Valtinho acertou um arremesso de 3 pontos, totalmente marcado, no estouro do cronômetro, que deixou seu time na frente por 42 a 35 ao final da primeira metade da partida.

A mão dos uberlandenses continuou quente na volta dos vestiários, quando eles chegaram a colocar a maior diferença no jogo, até então (49 a 37). O pivô Cipolini seguia impossível no confronto, e somado com a eficiência de Audrei, que saiu do banco e teve ótimo desempenho, o time de Minas Gerais abriu 14 pontos de frente (60 a 46). Os bauruenses até tentaram, mas não conseguiam obter sucesso, pois o aproveitamento dos visitantes estava muito alto. Assim, o jogo foi para a última etapa com dez pontos a favor dos mineiros.

A mão do Uberlândia continuou fervendo nos arremessos, e desta forma, a equipe mineira foi administrando o jogo e mantendo a vantagem na casa dos dez pontos. Rodando a bola de um lado para o outro, envolvendo o adversário, mostrando toda sua experiência, os mineros só confrmaram a boa vitória e a abertura de 1 a 0 na série semifinal.

“Sentimos um pouco o cansaço, mas não fizemos um jogo ruim. Uberlândia que contou com um ótimo aproveitamento e jogou muito bem. Temos mais duas partidas lá para vencer uma e trazer a série de volta para Bauru”, afirmou o técnico bauruense, Guerrinha.

Confira o calendário completo da série:

(3º) Unitri/Universo  1 x 0 Paschoalotto/Bauru (4º)
13/05 (segunda-feira) – Bauru 75 x 89 Uberlândia
16/05 (quinta-feira) – Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG), às 19h30
18/05 (sábado) – Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG), às 21h45
21/05 (terça-feira)* – Ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP), às 21 horas
24/05 (sexta-feira)* – Ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG), às 20 horas

*Se necessário