#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Nada disso

Vitória VIT 72
x
81 Campo Mourão CMO
17
1ºQ
X
21
21
2ºQ
X
24
17
3ºQ
X
16
17
4ºQ
X
20

Gin. Poliesportivo de Cajazeiras

13 de abril de 2017
Por Liga Nacional de Basquete

Campo Mourão segura reação do Vitória, vence com propriedade em Salvador e se mantém vivo na série; Jogo 4 será domingo, no Paraná

DOCUMENTOS:
Súmula
72
X
81
72
PTS
81
7
A3C
12
20
A2C
14
11
LLC
17
30
RT
41
13
ASS
16

Pts: Pontos RT: Rebotes ASS: Assistências A3C: Arremessos de três certos A2C: Arremessos de dois certos LLC: Lances livres certos
(*) Colocação refere-se a rodada em que esta partida foi realizada

O Campo Mourão segue vivo no NBB CAIXA 2016/2017. Mesmo fora de casa e com a pressão de ter que vencer para não ser eliminado, o time paranaense bateu o Universo/Vitória, nesta quinta-feira (13/04), por 81 a 72, e garantiu seu primeiro triunfo no confronto válido pelas oitavas de final do campeonato nacional.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.

Agora é no Paraná: Depois do grande resultado em Salvador, o Campo Mourão terá a chance de empatar a série em 2 a 2 ao lado de sua torcida, neste domingo (16/04), às 11 horas, com transmissão ao vivo dos canais SporTV.

Desta vez, não! Após sofrer grande virada no Jogo 2, a equipe do Paraná se segurou firme na liderança durante praticamente todo o jogo e venceu a partida de “vida ou morte” com propriedade. O Vitória esteve à frente no placar apenas em duas rápidas oportunidades no terceiro quarto.

Peças chave: Douglas Nunes e Leandro foram cruciais para o triunfo mourãoense. Com 20 e 16 pontos, respectivamente, os jogadores apareceram muito bem nos momentos importantes da partida, principalmente no terceiro quarto – a dupla marcou 14 dos 16 pontos da equipe na parcial.

Fala aí: “No último jogo não tivemos cabeça no finalzinho, mas a gente sabia que tinha chance de ganhar aqui dentro. Não só eu, mas como o todo o grupo teve grande atuação. Sabemos que temos totais condições de fazer um bom basquete e foi isso que aconteceu hoje”, disse o experiente ala/pivô Leandro, de 36 anos, que teve sua melhor atuação na temporada.

Top scorer: O ala Isaac Thornton foi outro nome importante pelo time visitante, especialmente no primeiro tempo. Com direito até a cesta de 3 pontos seguida de falta, o norte-americano marcou 21 de seus 22 pontos nos 20 minutos iniciais e foi o cestinha da equipe na partida. Na primeira metade do jogo, o camisa 0 teve quatro acertos em cinco arremessos de três pontos.

Fala aí: “Estávamos com 2 a 0 de desvantagem e muita gente já nos contava como carta fora do baralho. Mas nosso time estava muito focado e estou muito satisfeito com nossa atuação hoje. Fizemos um grande jogo e agora vamos com tudo para o jogo lá em Campo Mourão”

Comandou o início: Em noite inspirada, Isaac marcou 13 dos primeiros 19 pontos do Campo Mourão no jogo. Depois, no segundo quarto, o camisa 0 seguiu atundo em alto nível, marcou mais oito pontos e foi fundamental para que os visitantes fossem para o intervalo com a liderança de ponta a ponta (45 a 38).

Segurou a pressão: No terceiro quarto, o Vitória se apresentou melhor e reagiu. Com destaque para Dawkins, a equipe baiana assumiu a liderança duas vezes seguidas no meio do período (50 a 49 e 52 a 51), mas Campo Mourão deu respostas rápidas com a dupla Douglas e Leandro e chegou após dez minutos finais vencendo por 61 a 55.

Teve tranquilidade: Na parcial final, o time do técnico Emerson de Souza não deu qualquer chance de reação ao Vitória. Atuando de maneira muito tranquila, a equipe dominou completamente as ações e garantiu o resultado positivo com folga nos minutos finais.

Números comprovam: Um dos grandes trunfos do Campo Mourão foi o domínio no garrafão. A equipe pegou 41 rebotes, sendo 16 deles ofensivos (dez no segundo tempo), contra 30 do Vitória. Sete jogadores diferentes contribuíram com quatro ou mais rebotes cada, Douglas (8), Cauê (5), Leandro (5), Isaac (5), Brown (4), Wesley (4) e Pastor (4).

Fala aí: “Nosso time tem uma das melhores defesas do campeonato e não conseguimos repetir esse desempenho nos dois últimos jogos. Estamos cometendo algumas falhas, principalmente nos rebotes. Temos que analisar os erros e estar pronto para próxima partida”, lamentou o pivô Coimbra, do Vitória.

Bem que tentou: Do lado do Vitória, o destaque ficou por conta de Kenny Dawkins. Com 26 pontos, o armador foi o cestinha da partida e ainda registrou cinco assistências e quatro bolas recuperadas.

Força, Betinho: Quarto maior cestinha da fase de classificação, Betinho sofreu uma lesão no cotovelo na primeira partida da série e precisará passar por cirurgia. Desta maneira, o atleta está fora do restante da temporada e sua recuperação deve durar cerca de quatro mesas.

Duplo desfalque: O Vitória mais uma vez não contou com os serviços do norte-americano Chris Hayes e do ala Edu Mariano, ambos lesionados.

Nr. Jogador JO Min Pts RD+RO RT AS 3P% 2P% LL% BR TO FC FR ET +/- EF
#14 Dawkins 1 38.5 26/49 (53) 0+0 0 5 3/9 (33) 7/9 (78) 3/4 (75) 4 0 2.00 3.00 4 -5 22
#34 Kurtz 1 20.0 11/17 (65) 3+3 6 1 0/0 (0) 4/6 (67) 3/5 (60) 0 0 1.00 4.00 0 1 14
#4 Arthur 1 33.3 11/28 (39) 7+0 7 1 2/6 (33) 1/3 (33) 3/4 (75) 0 0 4.00 5.00 5 -8 7
#3 Keyron 1 30.1 10/24 (42) 2+1 3 2 0/2 (0) 4/8 (50) 2/2 (100) 1 0 5.00 4.00 1 -2 9
#40 André 1 29.0 7/16 (44) 1+1 2 0 1/2 (50) 2/5 (40) 0/0 (0) 1 1 3.00 0.00 2 -6 5
#34 Coimbra 1 18.3 4/7 (57) 1+2 3 1 0/0 (0) 2/3 (67) 0/1 (0) 0 0 5.00 2.00 4 -7 2
#7 Renato 1 18.7 3/14 (21) 1+3 4 2 1/2 (50) 0/4 (0) 0/0 (0) 2 0 4.00 0.00 2 -6 4
#5 Murilo 1 6.7 0/3 (0) 1+0 1 1 0/1 (0) 0/0 (0) 0/0 (0) 0 0 1.00 1.00 0 -9 1
#8 Braga 1 5.6 0/2 (0) 1+1 2 0 0/0 (0) 0/1 (0) 0/0 (0) 0 0 0.00 1.00 0 -3 1
#13 Assunção 1 0.0 0/0 (0) 0+0 0 0 0/0 (0) 0/0 (0) 0/0 (0) 0 0 0.00 0.00 0 0 0
#10 Vitinho 1 0.0 0/0 (0) 0+0 0 0 0/0 (0) 0/0 (0) 0/0 (0) 0 0 0.00 0.00 0 0 0
Equipe 1 0.0 72/160 (45) 18+12 30 13 7/22 (32) 20/39 (51) 11/16 (69) 8 1 25.00 20.00 18 0 67
Nr. Jogador JO Min Pts RD+RO RT AS 3P% 2P% LL% BR TO FC FR ET +/- EF
#0 Thornton 1 39.0 22/55 (40) 2+3 5 2 4/10 (40) 3/9 (33) 4/7 (57) 3 0 3.00 7.00 2 10 15
#24 D. Nunes 1 34.8 20/38 (53) 5+3 8 4 2/7 (29) 4/5 (80) 6/7 (86) 1 3 2.00 3.00 2 7 27
#6 Leandro 1 20.3 16/22 (73) 2+3 5 1 4/6 (67) 2/2 (100) 0/0 (0) 1 0 3.00 1.00 0 12 21
#15 Pastor 1 20.9 9/14 (64) 2+2 4 1 1/2 (50) 3/4 (75) 0/0 (0) 0 0 2.00 0.00 1 8 11
#8 Cauê 1 29.1 8/11 (73) 4+1 5 4 1/1 (100) 0/0 (0) 5/8 (63) 1 0 3.00 6.00 9 6 6
#2 Brown 1 31.0 6/19 (32) 2+2 4 2 0/1 (0) 2/6 (33) 2/4 (50) 2 0 3.00 4.00 3 3 4
#45 Romário 1 5.0 0/0 (0) 0+0 0 0 0/0 (0) 0/0 (0) 0/0 (0) 0 0 2.00 0.00 0 -1 0
#10 Taddei 1 0.1 0/0 (0) 0+0 0 0 0/0 (0) 0/0 (0) 0/0 (0) 0 0 0.00 0.00 0 0 0
#12 Atílio 1 0.0 0/0 (0) 0+0 0 0 0/0 (0) 0/0 (0) 0/0 (0) 0 0 0.00 0.00 0 0 0
#14 Wesley 1 18.7 0/4 (0) 3+1 4 2 0/0 (0) 0/2 (0) 0/0 (0) 0 0 3.00 3.00 1 5 3
#13 Andrezão 1 1.1 0/0 (0) 1+0 1 0 0/0 (0) 0/0 (0) 0/0 (0) 0 0 0.00 0.00 0 -5 1
Equipe 1 0.0 81/163 (50) 25+16 41 16 12/27 (44) 14/28 (50) 17/26 (65) 8 3 21.00 24.00 19 0 92