#JOGAJUNTO

NBB CAIXA / Seleção Brasileira

Líder dageração

27-07-2018 | 04:27
Por Douglas Carraretto

Idade de garoto, bagagem de adulto: saiba porque Yago Mateus é a referência da Seleção Brasileira Sub-21 para Sul-Americano da categoria

Talento e currículo: Yago tem os requisitos necessários para ser o líder da geração Sub-21 (Douglas Carraretto/LNB)

Não há dúvidas de que a safra Sub-21 do basquete brasileiro veio repleta de talento e potencial. No entanto, essa geração possui uma referência em especial, que apesar da pouca idade, tem bagagem suficiente para ser um líder do grupo que disputará o Sul-Americano da categoria. Estamos falando de Yago Mateus.

Aos 19 anos, o “mostrinho”, como é conhecido, carrega um currículo que muito jogador adulto não tem, com títulos e convocações para Seleção Adulta e eventos internacionais. Ele sabe o tamanho da responsabilidade na Seleção Sub-21, mas mostrou empolgação pelo desafio.

“Acredito que as coisas que aconteceram na minha carreira são prova de que eu posso ser um líder, sim, mas conquistei tudo isso através de muito trabalho. Esse Sul-Americano Sub-21 será um grande desafio para eu mostrar isso. Estou muito feliz por ter esse papel no grupo, é a primeira vez que terei essa função de líder em uma Seleção e espero fazer um bom trabalho”, disse Yago.

Quer saber por que o currículo de Yago é tão respeitável a ponto de lhe dar a liderança da Seleção Sub-21? Confira a trajetória do “monstrinho” de apenas 19 anos e 1,75m de altura.

Temporada campeã

Depois do inédito título do Campeonato Paulista 2018, Yago foi um dos protagonistas de mais uma conquista do Paulistano/Corpore, desta vez no NBB CAIXA, mesmo aos 19 anos.

Com média de 8,7 pontos e 3,0 assistências, o baixinho cresceu nos momentos decisivos e foi o cestinha do time alvirrubro na partida que decretou a histórica conquista do CAP contra o Mogi, com 21 pontos.

Sem contar que, na temporada anterior, quando tinha apenas 18 anos, ele também havia explodido nos playoffs do nacional, quando ninguém o conhecia, e por pouco não foi campeão – perdeu a final para o Bauru e terminou com o vice.

+Estatísticas completas da carreira de Yago no NBB CAIXA

Na temporada 2017/2018, também chamaram a atenção algumas atuações impressionantes do garoto. Uma delas foi contra o Bauru, em que saiu do banco e registrou incríveis 31 pontos. Outra foi contra o Botafogo, em que ele acertou nada menos que sete bolas de 3 pontos e totalizou 25 pontos. Mas o que marcou mesmo foi o crossover desconcertante em cima de Alexei, do Vasco. Que jogada…

Nike Hoop Summit

Antes do título do NBB CAIXA, Yago havia se tornado o nono brasileiro na história a participar do Nike Hoop Summit, que reúne os principais jovens talentos do basquete mundial para uma partida entre estrangeiros e americanos.

Não é qualquer um que é chamado para tal experiência. Antes dele, foram convocados apenas oito brasileiros na história: Guilherme Giovannoni (1999), Marquinhos (2004), Rafael Hettsheimeir (2006), Raulzinho e Lucas Bebê (2011), Georginho (2015), Wesley Mogi (2016) e Felipe dos Anjos (2017).

No meio dos maiores prospectos do mundo, como o canadense RJ Barrett, cotado para primeira posição do Draft de 2019, além dos norte-americanos Zion Williamson e Bol Bol, Yago foi titular do Time Mundo e registrou quatro pontos, três rebotes, três assistências em 16 minutos.

Seleção Brasileira Adulta

O sucesso de Yago chamou a atenção do técnico da Seleção Brasileira, o croata Aleksandar Petrovic, que o convocou para todos os jogos do Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019, em que tem médias de 5,4 pontos e 2,8 assistências.

+Estatísticas completas de Yago pela Seleção nas Eliminatórias 

Ainda por cima, o treinador ainda o colocou como titular em três dos seis jogos da equipe. Contra o Chile, inclusive, Yago deixou a quadra como atleta mais eficiente da partida, com 10 pontos, seis assistências e dois rebotes (18 de eficiência).

Chegar na Seleção Adulta aos 19 anos já não é para qualquer um. Ser titular, então, nem se fala. Ainda há dúvidas de que esse garoto é diferenciado?

LDB? Sim!

Poucos se lembram, mas Yago disputou a LDB 2015 (competição nacional Sub-22) pelo Palmeiras, quando tinha apenas 16 anos. Logo no primeiro jogo, adivinhem? Foram 20 pontos, com 6/6 nas bolas de 3. Relembre aqui. Isso deixou claro que esse baixinho era diferente…

Nós da LNB produzimos um quadro #EuSouOFuturo, que apresentou algum dos grandes talentos daquela edição da LDB. Yago foi um dos exibidos. Quer dar uma conferida de como era o “monstrinho” com 16 anos? Aperta o play!

Curiosamente, seu técnico no Palmeiras era Felipe Santana, o “Filé”, que hoje é um dos auxiliares técnicos de César Guidetti na Seleção Brasileira Sub-21.

Para ele, a personalidade forte e a coragem (características marcantes de Yago) predominam desde os 13 anos, e a LDB foi uma etapa importantíssima no desenvolvimento do “monstrinho”.

“O Yago já era diferenciado desde os 13 anos, quando ele chegou no Palmeiras. Nossa grande preocupação foi ir moldando ele, fazendo com que ele amadurecesse e adquirisse as coisas que ele ainda não tinha. Ele já tinha muitas coisas, e coisas que já eram dele, como ímpeto de jogo, coragem de entrar no garrafão mesmo sendo baixo, arremessar bolas em final de jogo, isso já era dele. Só tivemos  que prepará-lo para amadurecer no momento certo e com certeza a LDB foi um passo importantíssimo na carreira dele”, disse Felipe Santana.

“Ele tinha 16 anos, me lembro que era um dos atletas mais novos a jogar uma LDB. Nosso desempenho foi de menos de 50% na LDB, mas a competição foi muito importante para o desenvolvimento de todos os atletas ali, tanto que fomos campeões Sub-19 daquele mesmo ano. Foi aí que o Yago despontou, então nosso mérito foi cuidar da formação dele e e com certeza a LDB cumpriu um papel importante nisso”, completou o assistente técnico da Seleção.

Evolução meteórica

Não há como negar que Yago é uma joia rara no basquete brasileiro que explodiu de maneira incrível nos últimos dois anos. É só pensar que, até o final de 2016, seu nome era ainda desconhecido no cenário nacional do basquete.

De maneira rápida, virou destaque do Paulistano nos playoffs do NBB CAIXA 2016/2017 (vice-campeão) e seguiu crescendo na temporada 2017/2018. Títulos, Nike Hoop Summit, Jogo das Estrelas, Seleção Adulta… Agora, virou nome conhecido até internacionalmente.

De dois anos para cá, Yago saiu de desconhecido a estrela e agora liderará sua geração no Sul-Americano Sub-21 (Fotojump/LNB)

Mas, apesar de todo esse sucesso aos 19 anos, Yago tem a noção de que ainda tem muito a evoluir.

“Cada campeonato que eu disputo me mostra um novo aspecto que preciso evoluir. Na Seleção Adulta venho sofrendo com a força física, mas estou buscando evoluir. Sei que também vão tentar explorar no Sub-21, mas não será tão intenso quanto no adulto e vou conseguir defender melhor. A estatura eu compenso em outras partes, mas acredito que esse seja o principal ponto a melhorar para atingir um nível acima”, declarou Yago.

Sonhos

Ainda garoto, Yago Mateus é daqueles moleques cheio de sonhos, tanto de curto quanto longo prazo. Ele revelou para nós qual é sua ambição e reforçou que lutará diariamente para concretizá-la.

“Hoje, meu sonho é chegar nesse Sul-Americano Sub-21 e fazer o melhor pelo Brasil. Pensando a curto prazo, é a Seleção Sub-21 e agora estou focado nisso”, disse Yago, que completou sua resposta dizendo sobre os planos a longo prazo.

“Pensando a longo prazo, meu sonho é jogar fora do país. A verdade é que meu maior sonho é jogar na NBA. É um nível diferente lá. Fui para o Nike Hoop Summit e pude sentir um pouco essa experiência. Sou apaixonado por basquete e lá nos Estados Unidos só se fala em basquete, então estar lá com certeza é o meu maior sonho e é para isso que luto todos os dias”, finalizou o armador.

I have dreams 👀💪🏽

A post shared by Yago Mateus (@yagomateus02) on