Veja também:

Feed RSS

NBB7 ratifica a questão do equilíbrio e pela primeira vez na história do campeonato as oitavas de final não terão nenhuma varrida (3-0)

Seja da boca de técnicos ou de jogadores, a palavra que mais se ouve quando se fala sobre NBB no meio basqueteiro é equilíbrio!

E não é à toa, ano após ano esta é mesmo a tônica da competição.

No NBB7 não podia ser diferente e as 8as de Final estão aí para provar, ou pelo menos mostrar isto mais uma vez.

O triunfo do Palmeiras sobre o Franca por 80-73 nesta terça-feira, 14 de abril, acabou com as chances de termos uma varrida nas 8as do NBB7. Agora, em todas as 4 séries, temos pelo menos uma vitória para cada equipe, impossibilitando que tenhamos um 3-0 sequer nesta fase.

placarplayoffs14abr15
Algo inédito na história do NBB!

Desde que as 8as de Final foram adotadas pela LNB, na 2ª edição do campeonato, sempre tivemos pelo menos uma varrida nesta etapa da competição. Só para que fique claro, no NBB1 os playoffs começavam já nas 4as de Final.

O recorde aconteceu justamente na temporada de estreia das 8as de Final. No NBB2, 3 das 4 séries das 8as terminaram com varrida.

(5º) Joinville 3-0 Vila Velha (12º)
(6º) Pinheiros 3-0 Paulistano (11º)
(8º) Bauru 3-0 Assis (9º)

Nas duas edições seguintes, duas séries de 8as terminaram de vassoura na mão! No NBB3 tivemos (5º) Bauru 3-0 Paulistano (12º) e (6º) Uberlândia 3-0 Araraquara (12º). Já no NBB4 tivemos novamente o Bauru, desta vez como 6º colocado, desbancando a Liga Sorocabana (11º) com um 3-0, da mesma forma que o Franca (10º) fez com o Paulistano (7º).

Já no NBB5 e no NBB6, apenas uma série de 8as – em cada uma das edições – terminou em apenas 3 partidas. Na 5ª edição do campeonato o Franca (5º) fez 3-0 na Liga Sorocabana (12ª), já na temporada seguinte foi a vez do Bauru (8º) varrer o Basquete Cearense (9º).

Mas no NBB7 não teremos 3-0 nas 8as de Final.

Então pode guardar sua vassoura e preparar o copo de água com açúcar porque, sem varrida, o que vai sobrar é emoção nas 8as de Final do NBB7!

brooms_sml2Imagem: LNB e The Discreet Witch

Após salvar bola e ligar o contra-ataque com grande assistência, Pitico, do Minas, fatura 1º lugar entre os melhores da Semana 19 do NBB7

Os playoffs da sétima edição do NBB já estão pegando fogo! Oito das 12 melhores equipes da fase de classificação se enfrentam na fase oitavas de final e com tanto time bom jogando, a seleção do Globoesporte.com das cinco melhores jogadas da semana continua com lances sensacionais.

A seleção das cinco melhores jogadas da primeira semana dos playoffs está bastante eclética, tem bastante cravada, assistência plástica, passe de longe e também dois tocos seguidos!

Quer ver o Top 5 da Semana 19 do NBB7? Clique no play e confira!

-
A quinta melhor jogada da primeira semana dos playoffs do NBB7 ficou com o pivô Lucas Cipolini, do Brasília. No Jogo 1, contra o Pinheiros, o líder histórico do NBB em cravadas aplicou enterrada nervosa e garantiu uma das melhores jogavas da primeira semana dos playoffs.

Mais cravada no Top 5! Desta vez na série entre Paulistano e São José, o ala Holloway aproveitou o contra-ataque, invadiu a área pintada e cravou com raiva, ignorando a tentativa de toco do defensor joseense.

Novamente no duelo entre Pinheiros e Brasília, o armador Fúlvio deu assistência magistral por trás das costas para o pivô Ronald e ficou com a terceira melhor jogada do Top 5.

A segunda colocação ficou com a defesa do Macaé, principalmente com Eddy e George, que aplicaram dois tocos seguidos em cima do Minas.

A melhor jogada da semana foi protagonizada pelo jovem armador Pitico, do Minas, que salvou uma bola na defesa e já deu a assistência de costas para o contra-ataque mineiro.

Danilo Siqueira explode nos dois primeiros jogos dos playoffs e se torna o destaque do Minas na série 8as de Final do NBB7 contra o Macaé

Nascido em Uberaba e com passagem pelo basquete italiano ainda na base, Danilo Siqueira apareceu para o grande público na Copa América Sub18 de 2012, disputada em São Sebastião do Paraíso, interior de Minas Gerais.

Ainda utilizando o sobrenome materno, Fuzaro, ele foi um dos destaques do vice-campeonato da Seleção Brasileira que bateu o Canadá de Andrew Wiggins, Trey Liles e Tyler Ennis na semifinal, e só caiu na decisão diante dos Estados Unidos de Marcus Smart, Sam Dekker e Julius Randle.

Pouco após a competição continental, Danilo chegou ao Minas!

Na temporada passada resolveu mudar de nome, ou melhor, usar o sobrenome paterno, Siqueira. Ganhou minutos e seus números melhoraram.

Mas quem esteve em Paraíso naquele junho de 2012 esperava mais, esperava um passo além do garoto de jogo tão intenso e que tão bem marcou Andrew Wiggins na pacata cidade do interior de Minas Gerais.

Na temporada regular do NBB7, Danilo, agora Siqueira, manteve seus números muito próximos da edição passada. Mas aí vieram os playoffs!

E nas primeiras duas partidas da temporada o jogo de Danilo Siqueira simplesmente explodiu!

No 1º confronto da série contra o Macaé ele saiu do banco pra mudar a cara do duelo! Com muita força e intensidade nos dois lados da quadra, o camisa 29 incendiou o time minastenista e sua entrada no 2º período foi fundamental para a virada dos donos da casa que, a partir daí, tomaram conta do jogo. O Minas venceu por 90-78 e Danilo fechou a partida com 20 pontos (até então sua melhor marca no NBB7), 3 roubos de bola, 3 assistências, dois rebotes e 21 de eficiência. Com um jogo muito agressivo ele sofreu 6 faltas nos 25 minutos em que esteve em quadra, bateu 8 lances livres e converteu 7 (aproveitamento de 87,50%). Ele também acertou 60% dos arremessos de quadra (5/9 nas bolas de 2 pontos e 1/1 nos triplos).

Na 2ª partida da série o Macaé venceu por 81-80, mas mesmo assim Danilo Siqueira teve uma brilhante atuação. O Minas chegou a ficar 23 pontos abaixo do placar no início do 3º quarto, mas conseguiu buscar e com dois triplos do camisa 29 no minuto final levou o jogo para a prorrogação. Os macaenses venceram o tempo-extra por 10-9, mas Danilo registrou sua maior pontuação na história do NBB, 26 pontos, além de sua melhor marca de roubos de bola na atual edição, 4 recuperações. Ele ainda contribuiu com 5 assistências, 3 rebotes e fechou o jogo com 29 de eficiência. Nos arremessos Danilo obteve 66,67% de aproveitamento nas bolas de 2 pontos com 6 conversões em 9 chutes, 60% nos triplos com 3 acertos em 5 tentativas, além de 71,43% nos lances livres com 5 convertidos em 7 batidos.

A evolução dos números de Danilo Siqueira da temporada regular para os dois primeiros jogos dos playoffs é impressionante, veja na imagem abaixo!

danilonumerosregularplayoffs

Vindo do banco sempre com muita energia e intensidade, Danilo Siqueira despontou nestes dois primeiros jogos das 8as de Final como uma das principais armas do Minas na série contra o Macaé.

Até aqui ele é o atleta mais eficiente, o que rouba mais bolas, o que converte mais arremessos de 2 pontos e o 2º maior pontuador dos playoffs do NBB7, além de aparecer em 7º no ranking de assistências e ser o 5º que mais converte lances livres e o 9º em bolas de 3 pontos na pós-temporada.

Tudo bem que são apenas duas partidas, mas os números de Danilo Siqueira neste início de 8as de Final do NBB7 realmente impressionam!

Imagem: LNB

Hoje começam as 4as de Final da Euroliga, competição que definirá o adversário do Bauru no Mundial de Clubes do basquete

O Bauru terminou a fase de classificação do NBB7 em 1º lugar e por isto ganhou o privilégio – junto com Limeira, Flamengo e Mogi – de estrear nos playoffs da competição nacional somente na fase 4as de Final. Um merecido descanso para os 4 primeiros colocados da temporada regular.

Além da pausa nos jogos, este é um momento em que a comissão técnica bauruense pode se debruçar ainda mais sobre os adversários, não só os que disputam as 8as de Final do NBB, mas também os rivais europeus que começam hoje (14 de abril) a disputa das 4as de Final da Euroliga.

Não podemos nos esquecer que Guerrinha e seus comandados faturaram a última edição da Liga das Américas, o que garante ao Dragão o direito de enfrentar o campeão europeu na Copa Intercontinental, o Mundial de Clubes de Basquete.

tibor-pleiss-fc-barcelona-eb14

As 4as de Final do torneio europeu começam hoje com duas partidas; o poderosos CSKA (Rússia) recebe o tradicional Panathinaikos (Grécia) em Moscou, enquanto o atual campeão Maccabi Tel Aviv (Israel) vai até Istambul enfrentar o estelar Fenerbahce (Turquia).

Já na quarta-feira será a vez dos gigantes espanhóis entrarem em quadra. O Barcelona recebe o sempre forte e perigoso Olympiacos (Grécia), enquanto o Real Madrid pega o principal azarão das 4as, os turcos do Anadolu Efes.

Esta é a única etapa de playoffs da Euroliga e os confrontos acontecem em melhor de 5 jogos. Fenerbahce, CSKA, Real Madrid e Barcelona têm o mando de quadra e, por isto, fazem 3 destas 5 partidas diante de seus torcedores.

Este ano o Final Four da Euroliga acontece em Madrid, uma chance a mais para o Real – maior vencedor da competição com 8 títulos, mas que não levanta o caneco de campeão há exatos 20 anos – soltar o grito preso na garganta.

Para você, quem leva a melhor nas 4as de Final da Euroliga? E projetando ainda mais à frente, quem será o adversário do Bauru no Mundial de Clubes?

Imagem: Euroliga

13
abril / 2015

Com duas partidas realizadas em todas as séries das 8as de Final do NBB7, somente os francanos não tiveram o mando de quadra quebrado

Os playoffs do NBB7 começaram com tudo!

Grandes jogos, muito equilíbrio e, sobretudo, muita emoção!

Com os 4 primeiros colocados da fase de classificação ganhando um merecido descanso, a disputa nas 8as de Final reúne as equipes classificadas entre a 5ª e a 12ª colocação.

E realizadas duas partidas em cada uma das 4 séries, somente o Franca conseguiu abrir 2-0 e, por consequência, manter o tão estimado mando de quadra.

Nos demais confrontos, uma vitória para cada lado nas duas primeiras pelejas.

Começando pelo duelo entre o 5º e 12º colocado da fase de classificação, respectivamente Minas e Macaé. O time de BH abriu a série vencendo por 90-78 com grande partida de Danilo Siqueira e Ralfi Ansaloni, ambos saindo do banco. Já no 2º jogo o Macaé contou com um inspirado Jamaal para vencer por 81-80 (com 10-9 na prorrogação) e empatar a série que agora terá duas partidas no litoral norte-fluminense.

Danilo Siqueira, do Minas, e Márcio Dornelees e Ian Young, do Macaé

Já nos confrontos Paulistano (6º) X São José (11º) e Pinheiros (7º) X Brasília (10º), o time de pior campanha na 1ª fase saiu na frente.

No duelo entre paulistas, os joseenses contaram com um triplo de Jimmy Baxter a 13 segundos do fim para vencer o jogo 1 em São Paulo pela diferença mínima, 76-75. Ainda em casa o Paulistano se recuperou na 2ª partida com direito à virada no último período, venceu por 72-67 e agora terá que vencer pelo menos um jogo no temido caldeirão Lineu de Moura, casa do São José.

Renato, do Paulistano

A série entre Pinheiros e Brasília segue a mesma toada. Os candangos abriram a disputa com vitória por 95-91 em São Paulo em um jogo onde 5 atletas pontuaram em dígitos duplos. Na sequência o time paulista contou com uma soberba atuação de Jason Smith na 2ª etapa (30 pontos na partida, 24 deles no 2º tempo) para vencer por 96-90 e rumar para a capital federal com a série empatada em 1 a 1.

skypinheirosXBSB_26

Já no duelo que era apontado por 9 em cada 10 basqueteiros brasileiros como o mais equilibrado das 8as de Final, temos o único 2 a 0 até aqui. O Franca soube aproveitar a força de sua torcida e abriu 2-0 diante do Palmeiras.

Sob a batuta do experiente Helinho, os francanos venceram o jogo 1 no Pedrocão por 79-74 com grande exibição no último período, 26-17. Ainda na capital nacional do basquete, a 2ª vitória foi conquistada de uma forma bem mais tranquila, 81-64 com Mata inspirado (22 pontos anotados em 30 tentados) e a defesa atuando no melhor estilo francano.

Mas se engana quem acha que tudo está definido na série entre 8º e 9º colocados da fase de classificação. O Palmeiras também tem seu caldeirão e os visitantes costumam sofrer no Palestra Itália. Ou seja, ainda devemos ter muita emoção nesta série.

Aliás, só nesta não, em todas as séries das 8as de Final do NBB7!

E pra você que não quer perder nenhum lance, os playoffs do NBB7 prosseguem nesta segunda com a 3ª partida da série entre Paulistano e São José!

Hoje o duelo é no Lineu de Moura e você vê esse jogão ao vivo em nosso site! A partir das 20 horas, não perca!

Imagens: LNB