#JOGAJUNTO

NBB

De volta com olhar diferente

26-09-2012 | 01:09
Por Liga Nacional de Basquete

Depois de um ano fora do NBB, Ênio Vecchi retorna com uma análise mais profunda da competição e tenta implantar o que aprendeu no trabalho com o Joinville

Com a experiência de quem viveu um ano observando o NBB de longe, Ênio Vecchi quer usar tudo o que viu em sua nova equipe (Roberto Dias Borba/Divulgação)

Ênio Vecchi está de volta ao NBB. E quem acha que o técnico, agora no Cia do Terno/Romaço/Joinville, estará um pouco enferrujado em seu retorno, se enganará bastante. O tempo fora da principal competição de basquete no país serviu para o treinador, que se afastou da liga por um ano para comandar a Seleção Brasileira feminina em 2011, aprender novos conceitos de jogo, observando o campeonato de forma mais ampla.

Prestes a fazer o primeiro jogo como técnico do Joinville, contra APAB/FMD/FURB/Altenburg/Alta Papéis/Bom Jesus, em Blumenau (SC), nesta quarta-feira (26/09), às 19h00, Vecchi, que comandou o Vitória e o Londrina em edições passadas do NBB, se disse com uma visão diferente e mais profunda da liga após o ano longe da competição.

“Quando você trabalha de forma direta, está voltado ao seu time, aos jogos da sua equipe e aos confrontos dos próximos adversários. De fora, é possível ver coisas diferentes, vê mais jogos. Isso está me ajudando porque pude observar muitos aspectos de parte tática que estou tentando implantar aqui em Joinville”, afirmou o treinador.

No Joinville, Vecchi está fazendo o que chamou de “trabalho de reestruturação técnica”.  “Poucos atletas da temporada passada ficaram para essa. Então, temos priorizado o trabalho para que o elenco adquira conjunto, entrosamento e conhecimento do jogo”, declarou, elogiando o empenho do elenco do time catarinense para corrigir falhas e chegar na ponta dos cascos no NBB 2012/2013.

Vecchi está fazendo uma reestruturação técnica para que Joinville continue disputando o NBB de forma competitiva (Roberto Dias Borba/Divulgação)

“Temos jogadores dedicados e conscientes, o pessoal tem se empenhado, as atividades têm sido fortes. Nos últimos 15 dias, focamos bastante na parte tática. Estamos em um estágio muito importante da nossa preparação”, acrescentou.

A adaptação à cidade catarinense foi rápida, segundo Vecchi, por encontrar um povo que abraça o basquete, que teve um relativo sucesso nas edições passadas do NBB com os antecessores Alberto Bial e José Neto. “A gente percebe não só o carinho, mas como o respeito do povo de Joinville com o time de basquete é muito grande”, falou.

“A receptividade tem sido muito legal. A adaptação é tranquila em uma cidade que vive o basquete e o NBB. A semente foi plantada, agora queremos melhorar em todos os níveis”, concluiu.

A preparação do Joinville começa nesta quarta e deve ser intensificada com a disputa de mais amistosos e alguns torneios, como o Campeonato Sul-Brasileiro e os Jogos Abertos de Santa Catarina. Cerca de dez partidas devem ser feitas até a estreia no NBB 2012/2013, contra o Pinheiros/SKY, fora de casa, no dia 24 de novembro.