#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Um novo Franca

12-07-2018 | 04:06
Por Liga Nacional de Basquete

Com coletiva de imprensa e jogo contra o vôlei do Sesi, Franca apresenta elenco para temporada 2018/2019 no “ultramoderno" CT Hélio Rubens Garcia

O Sesi Franca Basquete versão 2018/2019 foi apresentado de uma maneira um tanto quanto diferente. Na manhã desta quinta-feira, o clube da Capital do Basquete usou o recém-inaugurado CT Hélio Rubens Garcia para realizar uma coletiva de imprensa e também um jogo festivo contra o time de vôlei do Sesi-SP para apresentar o novo elenco.

O evento contou com a presença de todos os atletas, comissão técnica e diretoria do Sesi Franca Basquete, além dos atletas do time de vôlei do Sesi e o público em geral, que pôde acompanhar de perto os primeiros movimentos da equipe que disputará o Campeonato Paulista e o NBB CAIXA.

“Para mim é uma alegria enorme, um dia especial, lugar especial. Tudo que vem acontecendo só virou realidade pelo engajamento de tantas pessoas que gostam, vivem e trabalham cada dia mais o basquete de Franca. Posso garantir que vamos lutar e trabalhar muito em busca dos nossos objetivos”, comentou o técnico do Sesi Franca Basquete, Hélio Rubens Garcia.

Apresentação do Sesi Franca Basquete contou com a presença da imprensa e do público da cidade (Everton Amaro/FIESP)

Durante a coletiva, tiveram a palavra o presidente do Franca, Luis Prior, o diretor do Magazine Luiza, Carlos Donzelli, o técnico do Sesi Franca Basquete, Helinho Garcia, Murilo Endres, jogador do time de vôlei do Sesi-SP, e Alexandre Pflug, diretor da divisão de qualidade de vida do Sesi-SP.

“É motivo de muita alegria apresentar a nova equipe para a nova temporada. Fizemos uma grande reformulação no elenco, tendo o cuidado de que todos os jogadores tenham o espírito de Franca, que já tem uma história de 60 anos. Com isso, temos a certeza de que teremos uma ótima temporada, com grandes conquistas”, disse Luis Prior, presidente do Franca Basquete.

“A união desses dois gigantes, Franca Basquete e o Sesi, é algo que muito nos orgulha. Depois de tudo que passamos recentemente, é um casamento que vem dando muito certo e com certeza durará muitos anos, com muitas conquistas”, completou o presidente do Franca Basquete.

O elenco

Vice-campeão Paulista e quinto colocado do último NBB CAIXA, o Sesi Franca Basquete entrará na temporada 2018/2019 com um elenco para lá de reformulado e cheio de reforços de altíssimo nível.

Foram contratados o armador Elinho, ex-Paulistano/Corpore, eleito Melhor Armador do último NBB CAIXA, o ala/armador André Góes, ex-Universo/Vitória, os alas Jimmy, vindo do Mogi, eleito Melhor Defensor das duas últimas temporadas, o ala/pivô Lucas Dias, e os pivôs Big, ex-Minas, e Rafael Hettsheimeir, que estava no Sendi/Bauru, dono do prêmio de Melhor Pivô do ano passado.

+Vai e Vem Avianca: veja todas as transferências oficiais do mercado do NBB CAIXA

“Estou muito feliz por estar aqui em Franca. É um clube de mais de 60 anos de tradição e fico muito grato por fazer parte dessa história. O elenco mudou 90% em relação à temporada passada, são outros jogadores, mas tem muito talento nessa equipe. A cada ano que passa o NBB está mais equilibrado, é um campeonato difícil, equilibrado, mas com muito trabalho temos tudo para fazer uma grande temporada”, disse Hettsheimeir.

Esse é o Sesi Franca Basquete versão 2018/2019. Elenco contou com seis reforços até o momento (Everton Amaro/FIESP)

Dono do troféu de Melhor Armador do NBB CAIXA, Elinho também analisou o novo grupo.

“Apesar de ser um elenco novo, todo mundo já se conhece. Joguei com o Jimmy por três anos em Mogi, conheço Cipolini da base, conheço André de muito tempo, Lucas Dias, com quem gostei muito de jogar no Paulistano, o Hettsheimeir é um cara de elenco, Alexey é um cara de elenco. É preciso bastante tempo para ter uma química, mas é um grupo que tem tudo para dar certo”, falou.

Tiveram os contratos renovados os jovens armadores Alexey e Cassiano, os alas Didi e Gui Abreu, que estão em Praia Grande (SP) treinando com a Seleção Brasileira Sub-21 que disputará o Sul-Americano da categoria, o ala/pivô Cipolini e o técnico Helinho Garcia.

“Trouxemos atletas de alto nível técnico, bons de grupo e comprometidos. Fizemos uma mescla muito boa entre atletas jovens e experientes, e isso é muito bom. Com essa união podemos buscar o que estamos planejando para essa próxima temporada”, disse Helinho Garcia.

Além dos atletas confirmados e dos integrantes da base que ajudarão na composição do elenco, a diretoria do Franca confirmou que o grupo ainda terá mais um elemento. E será estrangeiro. A decisão foi tomada na semana passada pelo corpo diretivo do Sesi Franca em conjunto com os atletas, o que reforça a essência de união e democracia dentro do time.

+Último dia de votação: ajude a escolher qual foi a melhor Ponte Aérea Avianca do NBB CAIXA

Segundo a própria diretoria, três nomes estão em pauta para essa vaga, que muito provavelmente deve ser ocupada por um ala/armador, posição que hoje conta somente com André Góes. O anúncio do novo nome virá até o final deste mês.

Basquete ou vôlei?

Um dos atrativos da cerimônia de apresentação foi o amistoso do Sesi Franca Basquete contra o time de vôlei do Sesi-SP.

Com atletas consagrados como o ponteiro Lipe, o levantador William e o agora líbero Murilo Endres, multicampeão pela Seleção Brasileira, os atletas do vôlei tiveram que “se virar nos 30” com a bola laranja nas mãos e protagonizaram uma partida bastante divertida.

Em clima total de festa e muita interação do público presente, o basquete do Franca levou a melhor por 47 a 21 na partida que foi disputada em dois períodos de dez minutos.

Mais do que a vitória no placar, o duelo ficou marcada pelas ponte-aéreas, enterradas e cestas bonitas. Pelo lado do vôlei Sesi-SP, alguns atletas tentaram enterradas, cestas de 3 pontos e bandejas, mas no fim, deixaram ainda mais claro que o forte deles é no voleibol.

Sergio Pacheco e Renatinho e apitaram ao lado do garoto Matheus (Divulgação/SESI)

Um dos pontos mais legais do encontro foi o trio de arbitragem. No entanto, não foi tanto pela participação Os árbitros foram os consagrados e já aposentados Carlos Renato dos Santos e Sérgio Jesus Pacheco, que apitaram ao lado do garoto Matheus, de 17 anos, que sofreu um gravíssimo acidente de bicicleta no ano passado e ficou entre a vida e a morte. Recuperado de maneira milagrosa, ele foi um dos árbitros da partida e protagonizou um momento emocionante no ginásio.

Em novembro de 2017, a situação foi inversa, e os atletas do Sesi Franca Basquete foram até São Paulo (SP) para uma partida de vôlei contra o Sesi-SP. O confronto foi disputado em um set, com vitória dos atletas do vôlei, por 25 a 13. Relembre aqui.

O CT Hélio Rubens

Uma das grandes novidades do Sesi Franca Basquete para a nova temporada é justamente centro de treinamento, que será utilizado não só pela categoria adulta, mas também nas categorias de base (Sub-14, Sub-15, Sub-16, Sub-17 e Sub-19).

O local possui tudo que há de mais moderno em estrutura esportiva, batizado com o nome de uma das maiores lendas da modalidade, Hélio Rubens Garcia, que também esteve presente na cerimônia na manhã desta quinta-feira.

Quadra do Centro de Treinamento Hélio Rubens Garcia tem piso flutuante de primeira qualidade e 6 tabelas (Divulgação/SESI)

O Centro de Treinamento Hélio Rubens Garcia contém uma quadra com seis tabelas móveis, que podem ser utilizadas simultaneamente nos treinamentos. Além disso, o piso flutuante é o mais moderno que há para trabalhos de pliometria (saltos).

Anexo à quadra estão duas academias, sendo uma delas especializada em treinamentos funcionais, além de um centro de referência na área de fisioterapia e recuperação de atletas, uma pista de corrida, piscina e parque.

A estrutura do centro de treinamento foi elogiada, inclusive, pelo próprio Hélio Rubens Garcia. Figura lendária do basquete francano, o ex-jogador e técnico destacou a motivação que os atletas terão por trabalhar em uma estrutura de tamanha qualidade.

“Isso tudo aqui é uma demonstração o tamanho da tradição do Franca Basquete, que tem mais de 60 anos ininterruptos. Essa estrutura é impressionante. O atleta se sente realizado e motivado. As pessoas motivadas produzem muito mais. Fico muito gratificante por ter uma estrutura dessa em Franca”, comentou o lendário Hélio Rubens.

O DAADE

Outra excelente novidade do Sesi Franca Basquete para a próxima temporada é a criação de um departamento bastante inovador na modalidade da bola laranja no Brasil: o DAADE (Departamento de Análise e Avaliação de Desenvolvimento Esportivo).

O DAADE foi criado com o objetivo de aprimorar ainda mais a formação dos atletas do Sesi, desde sua idade inicial até o adulto. Essa área será responsável pelo planejamento de todas as categorias, de maneira toda integrada.

“A ideia surgiu de uma junção de fatores. Primeiro, a estrutura de primeira qualidade que o Sesi concedeu a nós. Segundo, o valor da nossa comissão técnica, que tem profissionais extremamente gabaritados tanto na parte técnica quanto na parte física. Além disso, temos excelentes atletas nas nossas categorias de base. Tudo isso nos conduziu a criar um departamento que apoiasse o trabalho dos técnicos, seguindo um modelo europeu de cuidar da técnica individual do jogador”, declarou Lula Ferreira, gestor do Franca Basquete.

DAADE cuidará do desenvolvimento dos atletas de todas as categorias, desde o Sub-14 até o adulto (Divulgação/SESI)

O DAADE selecionará 30 atletas entre todas as categorias para um grupo de “elite” que os treinadores consideram promissores para o futuro do basquete francano e do Brasil. Eles passarão por treinos individuais especializados de acordo com a necessidade de cada um, previamente estudada pelo departamento.

Além disso, todos os atletas da base francana passarão por análises e estudos e farão parte de uma metodologia de trabalho que não se limitará apenas ao Franca, mas também a todas as equipes de basquete do Sesi ao redor do Estado de São Paulo.

O corpo técnico do DAADE será liderado pelo técnico Jhonatan Cintra, contratado especialmente para dar os treinos individuais aos atletas selecionados. Além disso, como já foi dito, todos os outros treinadores das demais categorias seguirão a metodologia aplicada pelo departamento.

“Os técnicos das categorias de base do Sesi Franca Basquete não têm nenhuma obrigação de ganhar campeonato, mas sim de formar atletas, formar pessoas. Teremos protocolo de análise de fundamentos para os atletas, treinos particulares com horário determinado e obrigatório, com um planejamento de evolução para cada um”, comentou Lula Ferreira, que completou:

“É um trabalho a longo prazo, com planejamento integrado entre todas as categorias. Ao longo dos anos esperamos ter, no adulto, uma margem de 70 a 80% dos atletas vindas desse departamento e não necessariamente de contratações”, finalizou o gestor do Sesi Franca.