Depois de mais de 200 minutos de basquete, discussões, nervosismo e muita garra, numa série semifinal em que ambas as equipes tentaram de tudo para chegar à final, o Flamengo foi superior e venceu o quinto e decisivo confronto. Com a HSBC Arena lotada, os cariocas superaram, neste sábado, o São José/Unimed, por 88 a 76, e voltaram à decisão do NBB após dois anos.

O Flamengo fará uma final inédita do NBB diante do Unitri/Universo, que já havia conquistado a classificação para a decisão ao bater o Paschoalotto/Bauru nas semifinais.

O grande nome da partida foi o ala do Flamengo, Duda, cestinha com 26 pontos. Além dele, o ala Marquinhos também se destacou com um duplo-duplo de 13 pontos e 11 rebotes. Pelo São José, o pivô Murilo foi o principal pontuador, com 23.

“Chegar a uma final tem um sabor incrível. Depois de tanto treino, tanta dedicação e viagens, uma vitória como essa faz valer todo esse esforço”, comemorou o ala Marquinhos, que nas últimas duas temporadas foi eliminado na semifinal do NBB. “Sempre falei que nosso time, com o apoio da torcida, é muito difícil de ser parado. Está todo mundo de parabéns”, completou.

Sem se importar com a pressão da torcida adversária, o São José abriu o placar do jogo com dois lances livres do pivô Murilo. Logo em seguida, o Flamengo acertou a mão no ataque e assumiu o controle do primeiro quarto, chegando a abrir seis pontos de vantagem no marcador (14 a 8). Porém, Murilo, autor de 12 pontos na etapa inicial, contribuiu para a reação da equipe paulista, que diminuiu a diferença para apenas um ponto (23 a 22).

Com uma bola de 3 do ala/pivô Jefferson, o São José abriu o segundo quarto virando o placar (24 a 23). Mais tarde no período foi ele novamente que anotou mais um tiro de fora para colocar os joseenses com quatro pontos de vantagem (36 a 32). Os visitantes mantiveram a diferença por quase toda a etapa e foram para o intervalo vencendo por 42 a 39.

Gritando mais forte que no primeiro tempo, os mais de 12 mil torcedores do Flamengo entraram no jogo no terceiro quarto e ajudaram o time a se recuperar em quadra. Os flamenguistas ainda aproveitaram a quarta falta do pivô do São José, Murilo, para assumir o controle da partida. Sem a principal referência no garrafão, os joseenses tiveram dificuldades para manter o equilíbrio no confronto. Com oito pontos seguidos do ala Duda, os donos da casa abriram 66 a 58 no marcador. E para inflamar ainda mais o ginásio, Marquinhos matou um triplo da zona morta, no último segundo da terceira etapa, que levou os torcedores à loucura (69 a 58).

Motivados com o bom momento na partida, os flamenguistas continuaram colocando pressão em cima do São José. O técnico Régis Marrelli colocou o pivô Murilo de volta no jogo, mas o ataque do time paulista não conseguiu recuperar sua eficiência doas quartos anteriores. Com uma bola de 3 de Duda, o rubro-negro aumentou a vantagem para 17 pontos (86 a 69) e, assim, acabaram com qualquer chance de reação do adversário.

Mesmo com a derrota e a eliminação no NBB, o São José saiu do ginásio com a sensação de uma excelente temporada e de cabeça erguida.

“Tenho muito orgulho dessa equipe, que superou diversos problemas na temporada e chegou até aqui, no quinto jogo da semifinal contra a melhor equipe da fase de classificação”, comentou o capitão Fúlvio. “Infelizmente, nos playoffs, se você tem a pior campanha você precisa jogar menos partidas em casa e isso, com certeza, fez a diferença nessa série”.

A Final do NBB 2012/2013 entre Flamengo e Unitri/Universo será no dia 01 de junho (sábado), às 10h da manhã, na HSBC Arena, e terá transmissão ao vivo da TV Globo e do SporTV.