#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Como o Francavirou esse jogo?

25-05-2019 | 06:29
Por Liga Nacional de Basquete

Após duro baque no primeiro quarto, Franca se recupera e vira de maneira incrível para cima do Flamengo; entenda como aconteceu

Começar um jogo de Finais vendo o adversário abrir 17 pontos logo no primeiro quarto em plena sua casa, sem dúvidas, é um baque muito grande. No entanto, isso não foi problema para o Sesi Franca Basquete.

Depois de perder o primeiro período por largos 32 a 15 – a maior diferença de um quarto na história das Finais do NBB CAIXA – em pleno Ginásio Pedrocão, a equipe reagiu de maneira incrível e mudou a história do Jogo 3, que terminou com vitória francana, por 77 a 71.

+Estatísticas, fotos e vídeos do Jogo 3: Franca 77 x 71 Flamengo

“Foi a atitude. Entramos mole, o Flamengo veio duro, e sabíamos que seria assim. No momento em que mudamos a atitude e todos entenderam o que era para ser feito, o que combinamos na sexta-feira, as coisas dão certo, é só cumprir o que foi combinado. Somos uma família e, quando todo mundo se junta, sabendo da sua função, nós vencemos”, disse Lucas Dias.

“Não começamos o jogo bem, muito longe do que fizemos no Jogo 2, mas a torcida nos apoiou desde o primeiro minuto. Eles (torcedores) fizeram uma grande festa e não desistiram da gente em momento algum. Isso é Franca”, concluiu o ala/pivô, que foi autor de um duplo-duplo de 18 pontos e dez rebotes na partida.

No primeiro período, o Flamengo imprimiu um ritmo alucinante e tomou conta das ações dos dois lados da quadra. Além disso, a mão estava calibradíssima. Foram sete bolas de 3 pontos convertidas em dez arremessadas (70% de aproveitamento), o que lhes rendeu uma larga vantagem de 17 pontos.

Até essa bola do armador Davi Rossetto, praticamente do meio da quadra, caiu no estouro do cronômetro. Essa foi para fechar a parcial com chave de ouro para os rubro-negros…

A recuperação francana depois do desastroso primeiro quarto veio logo na parcial seguinte. Mais intensa, a equipe do técnico Helinho Garcia contou com o brilho do armador Alexey, que saiu do banco e fez 11 pontos em 11 tentados e liderou a vitória do time no segundo quarto por 24 a 10.

+Alexey fatura pela 2ª vez seguida o prêmio de MVP da Galera, oferecido pela Budweiser

“A gente precisava de serenidade no ataque, sem perder a agressividade, e ser agressivo na defesa, sem cometer muitas faltas. Esse era o desafio. Os jogadores tiveram um empenho e uma personalidade incríveis. Tivemos um mérito grande nos rebotes, tanto de defesa quanto de ataque, para dar o segundo passo e ficar a uma vitória do título”, disse o técnico Helinho Garcia.

Depois de ir para o intervalo perdendo por apenas três pontos (42 a 39), o Franca seguiu pressionando e, empurrado por sua torcida, conseguiu liderar o placar pela primeira vez desde o primeiro ataque da partida somente restando 02:10 para acabar o terceiro período (55 a 54).


Com a liderança do marcador nas mãos, a equipe da casa soube segurar a vantagem, mesmo com incessante pressão dos rubro-negros, que chegaram a virar o jogo na metade do último quarto. No final, vitória francana por 77 a 71 e uma festa incrível no Ginásio Pedrocão.

“Ganhar do Flamengo já é muito bom, ganhar com essa virada é sensacional. É muito importante, nos dá confiança. Mas como disse para eles, demos apenas o segundo passo, precisamos do terceiro passo para sermos campeões”, acrescentou o técnico do Franca, Helinho Garcia.

 

View this post on Instagram

 

Festa linda no Pedrocão para o Jogo 3 das #FinaisNBB! 😍🏀

A post shared by NBB CAIXA (@nbb) on

Fazendo um balanço geral da partida, constata-se que a defesa, sem dúvidas, fez a diferença para o Franca mudar a história do duelo. A equipe  sofreu 32 pontos só no primeiro período, enquanto, sofreu 39 pontos nos três períodos seguintes.

“A defesa foi fundamental. Na hora que percebemos o que estávamos errando tivemos maturidade suficiente para fazer as coisas certas para reverter a desvantagem e sair com essa vitória que foi muito importante para nós”, analisou Lucas Dias.

Lucas Dias, grande destaque do Franca, apontou a importância da defesa para a mudança de cenário (Fotojump/LNB)

Agora, com 2 a 1 de vantagem, o Franca terá sua primeira chance de conquistar o título do NBB CAIXA no próximo sábado (01/06), no Ginásio Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, às 14h30, com transmissões ao vivo pela Band, Fox Sports, ESPN e Facebook do NBB CAIXA, este que ainda apresenta programetes de pré e pós-jogo de todas as partidas das Finais, com oferecimento da Budweiser.

“Sabemos que não acabou nada, só é campeão quem vencer três jogos. O Jogo 4 no Rio será o mais importante. Não podemos cometer os mesmos erros que cometemos hoje. Temos que mudar a atitude que tivemos no início da partida para o próximo sábado, pois será uma grande decisão”, ponderou Lucas Dias.

“Vamos pensar em um jogo de cada vez. Nosso foco agora é ir para o Rio buscar a terceira vitória e, consequentemente, o título. Sabemos das dificuldades, mas esse é um grande desafio, muito bom para nossa equipe, que assume e encara todos os desafios que tem pela frente de peito aberto”, finalizou o técnico Helinho Garcia.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com os patrocínios oficiais da CAIXA, Budweiser, INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL, Açúcar Guarani, Ministério do Esporte e Governo Federal.