#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Cresceu demais

09-06-2015 | 12:16
Por Liga Nacional de Basquete

Médias recordes, posto de capitão e um patamar acima: armador Davi Rossetto, do Basquete Cearense, é o dono do prêmio de Jogador Que Mais Evoluiu do NBB 7

Davi Rossetto foi o vencedor do prêmio de Jogador Que Mais Evoluiu do NBB 7 (João Pires/LNB)

Davi Rossetto foi o vencedor do prêmio de Jogador Que Mais Evoluiu do NBB 7 (João Pires/LNB)

Davi Rossetto é baixinho – tem apenas 1,80m –, mas foi um verdadeiro gigante nesta temporada do NBB. Nesta segunda-feira, em evento realizado em São Paulo (SP), o armador do Basquete Cearense levou a melhor sobre o também armador Deryk Ramos,da Winner/Limeira, e o ala/armador Danilo Siqueira, do Minas Tênis Clube, e foi nomeado como Jogador Que Mais Evoluiu da sétima edição do maior campeonato do basquete brasileiro.

A melhora do atleta, de apenas 22 anos, em relação à edição anterior foi absurda. Capitão da equipe nordestina no NBB e homem de confiança do técnico Alberto Bial, Davi teve uma das maiores médias de minutos da competição – 32,19 por jogo, a oitava maior – e ainda teve 13,4 pontos, 4,5 assistências e 4,1 rebotes por jogo, totalizando 14,2 pontos de eficiência. Enquanto isso, no NBB 6, o jogador registrou 5,9 pontos, 3,1 assistências e 2,2 rebotes por partida, com apenas 6,9 pontos de eficiência.

Na atual temporada, Davi também teve participação fundamental no histórico e inédito título do Basquete Cearense na Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), conquistado de maneira invicta, sendo eleito o MVP (Jogador Mais Valioso) da decisão contra o Flamengo, no qual anotou 29 pontos e sete rebotes. No geral, Rossetto terminou a competição nacional Sub-22 com 13,2 pontos, 6,1 rebotes e 4,5 assistências por partida.

“Primeiramente minha evolução se deve a toda a confiança que o Bial e o Espiga depositam em mim. Mesmo quando eu não era tão produtivo eles sempre valorizavam o fato de eu ser dedicado, isso foi fundamental para mim. Meus companheiros de equipe sempre confiaram em mim também, na minha armação e no meu papel na equipe. E também talvez se o projeto continuasse igual, que se reformulou e fez com que eu tivesse mais oportunidades e me reformulasse também. Não tem como descrever a sensação de dever cumprido ao final de uma temporada”, disse Davi.

Capitão do Basquete Cearense, armador Davi Rossetto foi o MVP da Final da LDB (Luiz Pires/LNB)

Capitão do Basquete Cearense, armador Davi Rossetto foi o MVP da Final da LDB 2014 (Luiz Pires/LNB)

Nascido em São Paulo (SP), Davi Rossetto iniciou sua trajetória no basquete no Pinheiros, onde atuou por todas as categorias de base e chegou até a disputar a terceira e a quarta edições do NBB. Depois disso, na temporada 2012/2013, se transferiu para o Basquete Cearense, que na época surgia como novidade no NBB e fazia sua primeira participação na elite do basquete.

Em seu primeiro ano, o jovem armador ainda teve atuação mais discreta, pois ainda estava em processo de evolução. Na temporada seguinte, o camisa 5 já mostrou nítido crescimento e passou a ficar em quadra por 21 minutos em média, sendo que em sua primeira temporada na equipe jogava apenas 8,6 minutos.

“Para mim jogar basquete é um prazer. Quem me conhece sabe que o prazer que eu tenho em jogar basquete no parque é o mesmo que tenho em jogar no NBB contra Fischer, Laprovittola e etc. Sempre encarei tudo como desafio na carreira. Quando o projeto foi reformulado e o Bial e o Espiga passaram toda a confiança para mim, abracei a causa e pensei : ‘é agora, essa é a hora’. Todos os métodos, de alimentação, treinamento, deram certo, e agora estou sendo premiado por isso”, declarou Davi.

A confiança do técnico Alberto Bial em cima de Davi foi aumentado cada dia mais, até que o treinador deu ao jovem atleta o posto de titular na equipe. Em 2014/2015, o limitado orçamento do Basquete Cearense os obrigou a apostar na garotada. Foi aí que o armador despontou de vez e de quebra assumiu o posto de capitão do esquadrão nordestino.

Confira todos os vencedores do prêmio de Jogador Que Mais Evoluiu no NBB:

2008/2009 –
2009/2010 – Audrei (Joinville)
2010/2011 – Benite (Franca)
2011/2012 – Gui Deodato (Bauru)
2012/2013 – Gui Deodato (Bauru)
2013/2014 – Paulão Prestes (Franca)
2014/2015 – Davi Rossetto (Basquete Cearense)