#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Históriade sobra

19-04-2017 | 05:25
Por Douglas Carraretto

Reedições, largada decisiva e domínio dos mandantes: confira números históricos, recordes e outras curiosidades da história das quartas de final

Chegou a hora dos classificados das oitavas de final encontrarem as equipes que terminaram a primeira fase no G-4. Chegou hora das quartas de final. Na atual temporada, todos os confrontos já aconteceram pelo menos uma vez na história dos playoffs do NBB CAIXA.

Nesta matéria você ainda saberá sobre a importância dos Jogos 1 e 3 nas séries, informações sobre varridas, Jogos 5 e viradas, além de recordes individuais e de partidas. Tudo isso e outras informações você confere aqui.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.

Confira as curiosidades históricas das quartas de final do NBB CAIXA:

Velhos conhecidos (mesmo)

Todos os quatro confrontos destas quartas de final já aconteceram na história dos playoffs do NBB CAIXA pelo menos uma vez. Brasília e Bauru, por exemplo, estarão frente a frente pela fase de mata-mata da competição, duas pelas quartas e uma semifinal.

Flamengo x Pinheiros:
NBB CAIXA 08/09 – Quartas de final – (1º) Flamengo 3 x 0 Pinheiros (8º)

Mogi x Vitória:
NBB CAIXA 15/16 – Oitavas de final – (5º) Mogi 3 x 0 Vitória (12º)

Franca x Paulistano:
NBB CAIXA 11/12 – Oitavas de final – (7º) Paulistano 0 x 3 Franca (10º)
NBB CAIXA 13/14 – Quartas de final – (2º) Paulistano 3 x 2 Franca (10º)

Brasília x Bauru:
NBB CAIXA 09/10 – Quartas de final – (2º) Brasília 3 x 0 Bauru (7º)
NBB CAIXA 11/12 – Quartas de final – (1º) Brasília 3 x 1 Bauru (8º)
NBB CAIXA 15/16 – Semifinal – (2º) Bauru 3 x 0 Brasília (7º)

Bauru e Brasília já se enfrentaram 3 vezes em playoffs, sendo duas pelas quartas, como em 2011/2012 (Brito Júnior/UniCEUB)

15,6%
Somente cinco das 32 séries quartas de final foram vencidas pelo time de pior campanha, o que representa um aproveitamento de 10,7%. Duas delas aconteceram na temporada passada:

NBB CAIXA 12/13 – (2º) Brasília 2 x 3 São José (7º)
NBB CAIXA 13/14 – (3º) Brasília 0 x 3 São José (6º)
NBB CAIXA 13/14 – (4º) Limeira 2 x 3 Mogi (12º)
NBB CAIXA 15/16 – (3º) Paulistano 1 x 3 Brasília (6º)
NBB CAIXA 15/16 – (4º) Basquete Cearense 1 x 3 Mogi (5º)

Jogo 1 importante
Nada menos que 25 das 32 séries de quartas de final da história do NBB CAIXA foram vencidas pela equipe que ganhou o Jogo 1. Há duas temporadas, aliás, todas as séries de quartas tiveram como ganhador o time que começou a série vencendo. Confira os respectivos vencedores:

– NBB CAIXA 08/09 – 3
(1º) Flamengo 3 x 0 Pinheiros (8º)
(2º) Brasília 3 x 2 Franca (7º) – venceu os Jogos 1, 3 e 5
(3º) Minas 3 x 0 Bauru (6º)

– NBB CAIXA 09/10 – só varridas
(1º) Brasília 3 x 0 Bauru (8º)
(2º) Flamengo 3 x 0 São José (7º)
(3º) Franca 3 x 0 Pinheiros (6º)
(4º) Minas 3 x 0 Joinville (5º)

– NBB CAIXA 10/11 – 2
(1º) Franca 3 x 0 São José (8º)
(2º) Pinheiros 3 x 2 Joinville (7º) – venceu os Jogos 1,2 e 5

– NBB CAIXA 11/12 – 3
(1º) São José 3 x 0 Franca (10º)
(3º) Brasília 3 x 0 Bauru (6º)
(4º) Flamengo 3 x 2 Uberlândia (5º) – venceu os Jogos 1, 2 e 5

– NBB CAIXA 12/13 – 3
(1º) Flamengo 3 x 0 Paulistano (9º)
(2º) Brasília 2 x 3 São José (7º) – venceu os Jogos 1, 4 e 5
(3º) Uberlândia 3 x 2 Pinheiros (6º) – venceu os Jogos 1, 4 e 5

– NBB CAIXA 13/14 – 2
(2º) Paulistano 3 x 2 Franca (10º) – venceu os Jogos 1, 3 e 5
(3º) Brasília 0 x 3 São José (11º)

– NBB CAIXA 14/15 – 4
(1º) Bauru 3 x 2 Franca (8º) – venceu os Jogos 1, 3 e 5
(2º) Limeira 3 x 1 Brasília (10º) – venceu os Jogos 1, 3 e 4
(3º) Flamengo 3 x 2 São José (11º) – venceu os Jogos 1, 3 e 5
(4º) Mogi 3 x 2 Macaé (12º) – venceu os Jogos 1, 4 e 5

 – NBB CAIXA 15/16 – 4

(1º) Flamengo 3 x 0 Rio Claro (8º)
(2º) Bauru 3 x 1 Pinheiros (7º) – venceu os Jogos 1, 2 e 4
(3º) Paulistano 1 x 3 Brasília (3º)
(4º) Basquete Cearense 1 x 3 Mogi (6º)

Flamengo é o clube que mais aplicou ‘varridas’ nas quartas de final. Uma delas contra o Pinheiros, em 08/09 (Divulgação/LNB)

12 varridas

Na história das quartas de final do NBB CAIXA, 12 séries foram vencidas por 3 a 0, as famosas “varridas”. Destas, quatro vieram por parte do Flamengo. Brasília, Minas, Franca e São José vêm logo em seguida, com duas. A equipe que mais foi varrida na história foi o Bauru, três vezes eliminado sem vencer um jogo sequer. Confira a lista completa das séries terminadas em 3 a 0:

– NBB CAIXA 08/09: 2
Flamengo 3 x 0 Pinheiros
Minas 3 x 0 Bauru

– NBB CAIXA 09/10: 4
Brasília 3 x 0 Bauru
Minas 3 x 0 Joinville
Flamengo 3 x 0 São José
Franca 3 x 0 Pinheiros

– NBB CAIXA 10/11: 1
Franca 3 x 0 São José

– NBB CAIXA 11/12: 2
São José 3 x 0 Franca
Brasília 3 x 0 Bauru

– NBB CAIXA 12/13: 1
Flamengo 3 x 0 Paulistano

– NBB CAIXA 13/14: 1
Brasília 0 x 3 São José

– NBB CAIXA 14/15: nenhuma

– NBB CAIXA 15/16: 1
Flamengo 3 x 0 Rio Claro

Os dramas
Das 32 séries quartas de final do NBB CAIXA, 13 foram decididas apenas no Jogo 5, sendo três delas na última temporada. Destas 13 oportunidades, só duas foram vencidas pela equipe vinda das oitavas de final. Na temporada passada, porém, nenhuma das séries chegou ao quinto jogo. Confira a lista completa:

– NBB CAIXA 08/09:
Brasília 3 x 2 Franca
– NBB CAIXA 09/10:
todas as séries foram 3 a 0
– NBB CAIXA 10/11:
Pinheiros 3 x 2 Joinville
Brasília 3 x 2 Uberlândia
– NBB CAIXA 11/12:
Flamengo 3 x 2 Uberlândia
Pinheiros 3 x 2 Joinville
– NBB CAIXA 12/13:
Bauru 3 x 2 Franca
Brasília 2 x 3 São José
Uberlândia 3 x 2 Pinheiros
– NBB CAIXA 13/14:
Paulistano 3 x 2 Franca
Limeira 2 x 3 Mogi

– NBB CAIXA 14/15:
Bauru 3 x 2 Franca
Flamengo 3 x 2 São José
Mogi 3 x 2 Macaé

– NBB CAIXA 15/16: nenhuma

13 séries quartas de final foram decididas no Jogo 5 na história, assim como Paulistano e Franca de 13/14 (Luiz Pires/LNB)

Recuperações
Dez das 32 séries quartas de final já realizadas na história do NBB CAIXA, dez foram vencidas de virada pela equipe que iniciou a disputa perdendo ou esteve em desvantagem em algum momento das séries. O time que mais aplicou viradas foi o Flamengo, as duas sobre Bauru, as edições 2010/2011 e 2013/2014. Confira a lista completa das viradas em quartas de final:

-NBB CAIXA 08/09:
Joinville 3 x 1 Limeira – Perdeu o Jogo 1

-NBB CAIXA 09/10:
todas as séries foram 3 a 0

-NBB CAIXA 10/11:
Flamengo 3 x 1 Bauru- Perdeu o Jogo 1
Brasília 3 x 2 Uberlândia – Perdeu os Jogos 1 e 4

-NBB CAIXA 11/12:
Pinheiros 3 x 2 Joinville – Perdeu os Jogos 1 e 2

-NBB CAIXA 12/13:
Bauru 3 x 2 Franca – Perdeu os Jogos 1 e 4
Brasília 2 x 3 São José – Perdeu os Jogos 2 e 3
Uberlândia 3 x 2 Pinheiros –  Perdeu os Jogos 2 e 3

-NBB CAIXA 13/14:
Flamengo 3 x 1 Bauru
Limeira 2 x 3 Mogi – Perdeu os Jogos 1 e 2

-NBB CAIXA 14/15:
Mogi 3 x 2 Macaé – Perdeu os Jogos 2 e 3

-NBB CAIXA 15/16: nenhuma

Casa forte
Na história das quartas de final do NBB CAIXA foram realizadas 66 partidas na casa do time mais bem classificado na primeira fase, e somente 15 delas foram vencidas pela equipe visitante, o que gera um aproveitamento de apenas 22,6%. Confira o desempenho das equipes de pior de melhor campanha jogando fora de casa nas quartas de final:

– NBB CAIXA 08/09 – 1 derrota em 15 jogos:
(2º) Brasília 96 x 105 Franca (7º) – Jogo 2

– NBB CAIXA 09/10 – 0 derrotas em 8 jogos:
todas as séries foram 3 a 0 para o time de melhor campanha

– NBB CAIXA 10/11 – 1 derrota em 17 jogos
(2º) Pinheiros 103 x 105 Joinville (7º) – Jogo 3

– NBB CAIXA 11/12 – 2 derrotas em 10 jogos
(2º) Pinheiros 68 x 74 Joinville (8º) – Jogo 2
(4º) Flamengo 60 x 77 Uberlândia (5º) – Jogo 3

– NBB CAIXA 12/13 – 3 derrotas em 11 jogos
(3º) Uberlândia 97 x 103 Pinheiros (6º) – Jogo 2
(3º) Uberlândia 70 x 91 Pinheiros (6º) – Jogo 3
(2º) Brasília 81 x 98 São José (7º) – Jogo 5

– NBB CAIXA 13/14 – 5 derrotas em 10 jogos
(1º) Flamengo 70 x 74 Bauru (8º) – Jogo 1
(2º) Paulistano 67 x 87 Franca (10º) – Jogo 2
(3º) Brasília 82 x 87 São José (6º) – Jogo 1
(3º) Brasília 82 x 95 São José (6º) – Jogo 2
(4º) Limeira 70 x 75 Mogi (12º) – Jogo 5

– NBB CAIXA 14/15 – 4 derrotas em 11 jogos

(4º) Mogi 84 x 89 Macaé (12º) – Jogo 2
(3º) Flamengo 76 x 82 São José (11º) – Jogo 3
(1º) Bauru 71 x 74 Franca (8º) – Jogo 2
(2º) Limeira 83 x 95 Brasília (10º) – Jogo 2

– NBB CAIXA 15/16 – 3 derrotas em 8 jogos
(3º) Paulistano 88 x 100 Brasília (6º) – Jogo 3
(4º) Basquete Cearense 63 x 64 Mogi (5º) – Jogo 4
(2º) Bauru 88 x 92 Pinheiros (6º) – Jogo 3

Equipe de pior campanha venceu fora de casa apenas 15 vezes na história das quartas do NBB CAIXA (João Pires/LNB)

Jogo 3 decisivo!
O histórico dos playoffs do NBB CAIXA mostra que vencer o Jogo 3 de uma série quartas de final é fundamental para ganhar o confronto e ir às semifinais. Em toda a história, 26 das 32 das séries de quartas foram ganhas pelo time que venceu o terceiro jogo, aproveitamento de 81,2%:

– NBB CAIXA 08/09:
Flamengo 3 x 0 Pinheiros
Joinville 3 x 1 Limeira – venceu os Jogos 2, 3 e 4
Minas 3 x 0 Bauru
Brasília 3 x2 Franca – venceu os Jogos 1, 3 e 5

– NBB CAIXA 09/10:
Brasília 3 x 0 Bauru
Minas 3 x 0 Joinville
Flamengo 3 x 0 São José
Franca 3 x 0 Pinheiros

– NBB CAIXA 10/11:
Franca 3 x 0 São José
Flamengo 3 x 1 Bauru – venceu os Jogos 2, 3 e 4
Brasília 3 x 2 Uberlândia – venceu os Jogos 2,3 e 5

– NBB CAIXA 11/12:
São José 3 x 0 Franca
Brasília 3 x 0 Bauru
Pinheiros 3 x 2 Joinville – venceu os Jogos 3, 4 e 5

– NBB CAIXA 12/13:
Flamengo 3 x 0 Paulistano
Bauru 3 x 2 Franca – venceu os Jogos 2, 3 e 5

– NBB CAIXA 13/14:
Flamengo 3 x 1 Bauru  venceu os Jogos 2,3 e 4
Brasília 0 x 3 São José
Paulistano 3 x 2 Franca – venceu os Jogos 1, 3 e 5
Limeira 2 x 3 Mogi  venceu os Jogos 3, 4 e 5

– NBB CAIXA 14/15:
Bauru 3 x 2 Franca – venceu os Jogos 1, 3 e 5
Limeira 3 x 1 Brasília – venceu os Jogos 1, 3 e 4
Flamengo 3 x 2 São José – venceu os Jogos 1,3 e 5

– NBB CAIXA 15/16:
Paulistano 1 x 3 Brasília – venceu os Jogos 1, 3 e 4
Basquete Cearense 1 x 3 Mogi – venceu os Jogos 1, 3 e 4
Flamengo 3 x 0 Rio Claro

Flamengo 100%
O Flamengo é o único time da história do NBB CAIXA que nunca ficou de fora das semifinais. Sempre classificado entre os quatro primeiros da fase de classificação, o rubro-negro não perdeu uma série de quartas em toda sua trajetória na competição. O desempenho total do clube da Gávea em quartas é de 24 vitórias em 30 partidas (80% de aproveitamento). Confira o desempenho dos rubro-negros nas quartas de final:

NBB CAIXA 08/09 – 3 x 0 no Pinheiros
NBB CAIXA 09/10 – 3 x 0 no São José
NBB CAIXA 10/11 – 3 x 1 no Bauru
NBB CAIXA 11/12 – 3 x 2 no Uberlândia
NBB CAIXA 12/13 – 3 x 0 no Paulistano
NBB CAIXA 13/14 – 3 x 1 no Bauru
NBB CAIXA 14/15 – 3 x 2 no São José
NBB CAIXA 15/16 – 3 x 0 no Rio Claro

Líder da fase de classificação só perdeu Jogo 1 de quartas de final uma vez na história do NBB CAIXA (Luiz Pires/LNB)

Líder de respeito
A equipe que termina a fase de classificação na liderança costuma fazer belas estreias nas quartas de final do NBB CAIXA sempre com a mão direita. Em toda a história, o primeiro colocado só perdeu um Jogo 1 de quartas em uma temporada, em 2013/2014. A estreia do Flamengo, líder da atual edição, nas quartas de final será nesta sexta-feira (21/04), às 21 horas, em São Paulo (SP), ao vivo no SporTV. Confira todas as estreias dos líderes na história:

– NBB CAIXA 08/09:
(8º) Pinheiros 87 x 92 Flamengo (1º)

– NBB CAIXA 09/10:
(8º) Bauru 96 x 102 Brasília (1º)

– NBB CAIXA 10/11:
(8º) São José 79 x 86 Franca (1º)

– NBB CAIXA 11/12:
(8º) Franca 77 x 92 São José (1º)

– NBB CAIXA 12/13:
(9º) Paulistano 91 x 100 Flamengo (1º)

– NBB CAIXA 13/14:
(1º) Flamengo 70 x 74 Bauru (8º)

– NBB CAIXA 14/15:
(1º) Flamengo 85 x 62 São José (8º)

Recordes das quartas:
Confira os recordes registrados por um jogador em um só jogo de quartas de final do NBB CAIXA em diversos fundamentos:

– Pontos:
1º – Manny Quezada (São José) – NBB CAIXA 13/14 –Jogo 2 – Brasília 82 x 95 São José – 50 pontos (recorde dos playoffs e 2º maior do NBB CAIXA)
2º – Marquinhos (Pinheiros) – NBB CAIXA 10/11 – Jogo 3 – Pinheiros 103 x 105 Joinville – 43 pontos

-Rebotes:
1º – Shilton (Joinville) – NBB CAIXA 08/09 – Jogo 3 – Joinville 77 x 63 Limeira – 21 rebotes (recorde da história do NBB CAIXA)
2º – Caio Torres (São José) – NBB 13/14 – Jogo 3 – São José 72 x 70 Brasília – 19 rebotes

– Assistências:
1º – Figueroa (Franca) – NBB CAIXA 12/13 – Jogo 4 – Franca 70 x 62 Bauru – 14 assistências
2º – Fúlvio (São José) – NBB CAIXA 10/11 – Jogo 1 – São José 79 x 86 Franca – 12 assistências

Bolas de 3 pontos:
1º – Nezinho (Brasília) – NBB CAIXA 12/13 – Jogo 3 – Brasília 91 x 76 São José – 8 arremessos certos
2º – Robert Day (Uberlândia) – NBB CAIXA 12/13 – Jogo 2 – Uberlândia 97 x 103 Pinheiros – 7 arremessos certos

Eficiência:
1º – Manny Quezada (São José) – NBB CAIXA 13/14 –Jogo 2 – Brasília 82 x 95 São José – 49 de eficiência (recorde dos playoffs e 2º maior da história do NBB CAIXA)

Recordes de partidas
Confira alguns dos jogos com placares marcantes em diferentes quesitos da história das quartas de final do NBB CAIXA:

Maior diferença: Brasília 118 x 78 Bauru  40 pontos  NBB CAIXA 09/10 – Jogo 2

Maior placar: Uberlândia 108 x 110 Flamengo – 218 pontos – NBB CAIXA 11/12 – Jogo 1

Menor placar: Brasília 64 x 59 Franca – 123 pontos – NBB CAIXA 08/09 – Jogo 5

Maior marca de um time: Brasília 118 x 78 Bauru  40 pontos  NBB CAIXA 09/10 – Jogo 2

Menor marca de um time: Minas 74 x 47 Bauru – NBB CAIXA 08/09 – Jogo 1

Menor marca de um vencedor: Brasília 64 x 59 Franca – 123 pontos – NBB CAIXA 08/09 – Jogo 5, e Basquete Cearense 63 x 64 Mogi – NBB CAIXA 15/16 – Jogo 3