#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Dono da noite

08-06-2015 | 11:50
Por Liga Nacional de Basquete

MVP, Melhor Ala e Melhor Defensor: Alex Garcia fatura três troféus do NBB 7 e é o mais vitorioso da Festa de Premiação dos Melhores do campeonato

Alex Garcia foi o cara da temporada 2014/2015 do NBB. Nesta segunda-feira, na Festa de Premiação dos Melhores da competição, realizada na Zona Sul da cidade de São Paulo (SP), o camisa 10 do Paschoalotto/Bauru faturou nada menos que três troféus na condecoração dos destaques do ano: o de Melhor Defensor, o de Melhor Ala e o tão desejado e inédito MVP (Jogador Mais Valioso).

Eleito Melhor Defensor pela sétima vez em sete temporadas, o ala, de 35 anos, manteve a hegemonia da premiação e se manteve como único atleta na história a levar este troféu. Já no quesito Melhor Ala, o “Brabo” ganhador pela quinta vez e segue como maior vencedor da categoria, ao lado do também premiado nesta noite Marquinhos, do Flamengo.

“Sempre gostei de marcar e isso sempre foi uma inspiração para mim. Assistia muito o Scottie Pippen, da época do Michael Jordan no Chicago Bulls. Ele era o cara que fazia o ‘trabalho sujo’ do time. Estamos em um país em que só valoriza quem faz cesta, quem faz o gol, e eu parti pra um lado que me faz feliz também e fico muito satisfeito em ter sido premiado mais uma vez”, comentou Alex.

Alex conquistou o 7º título de Melhor Defensor, o 5º de Melhor Ala e o 1º de MVP (João Pires/LNB)

Alex conquistou o 7º título de Melhor Defensor, o 5º de Melhor Ala e o 1º de MVP (João Pires/LNB)

No entanto, Alex Garcia acrescentou um prêmio inédito à sua coleção: o de MVP. Apesar de todos os troféus individuais já faturados em sua carreira, o prêmio de Jogador Mais Valioso do NBB era um dos poucos que ele ainda não tinha. Desta forma, o jogador repetiu o feito do norte-americano David Jackson, que levou três prêmios para casa na temporada passada, quando foi eleito o MVP, Melhor Ala e Melhor Estrangeiro do NBB 6.

Ainda nesta temporada, o atleta foi nomeado o MVP dos dois títulos internacionais do Bauru, na Liga Sul-Americana 2014 e na Liga das Américas 2015. Portanto, pode se dizer que o ala, que disputou quatro Copas do Mundo e uma Olimpíada pela Seleção Brasileira, foi “Tri-MVP” em 2014/2015, uma temporada para ficar marcada em sua tão vitoriosa carreira.

Alex foi o MVP da Liga das Américas e também da Liga Sul-Americana (Gaspar Nóbrega/Inovafoto)

Alex foi o MVP da Liga das Américas e também da Liga Sul-Americana (Gaspar Nóbrega/Inovafoto)

“Eu sempre almejo ser campeão. Já fui duas vezes indicado a MVP, mas é a primeira vez que ganho. Apesar de ser um reconhecimento do grupo, esse prêmio mostra que me dediquei, tentei fazer de tudo para o time vencer e acabei ajudando nessa temporada maravilhosa que o Bauru fez”, disse Alex.

Pivô da transferência mais bombástica da última temporada no basquete brasileiro, Alex Garcia fez uma temporada de gala com a camisa do Bauru e mostrou que mesmo aos 35 anos tem energia de sobra. Com médias de 14,3 pontos, 5,5 rebotes e 4,1 assistências, o “Brabo” ainda foi o atleta mais eficiente da histórica campanha do vice-campeonato do Dragão da Cidade Sem Limites no NBB 7, com 17,9 de valorização.

Natural de Orlândia (SP), Alex fez seu início de carreira no próprio interior paulista e acumulou passagens por Assis (SP), Santa Rita do Passa Quatro (SP), São José do Rio Preto (SP) e COC/Ribeirão Preto (SP), onde foi tricampeão estadual e campeão nacional. Depois, o jogador foi para a NBA, no qual defendeu o San Antonio Spurs e o New Orleans Hornets, entre 2004 e 2006.

Após voltar para o Brasil para atuar pelo COC/Ribeirão Preto e posteriormente o Brasília, Garcia foi para Israel na temporada 2008/2009 defender o Maccabi Tel-Aviv, clube em que conquistou o vice-campeonato da Euroliga e ainda um título nacional. Logo em seguida, retornou ao Brasília, onde ficou por seis temporadas e conquistou três NBB’s, duas Ligas-Sul-Americanas e uma Liga das Américas.

Para 2014/2015, Alex voltou ao interior paulista para defender o Paschoalotto/Bauru e fez talvez a temporada mais vitoriosa de sua carreira. Com título do Campeonato Paulista, Liga Sul-Americana, Liga das Américas e um vice-campeonato do NBB, a equipe bauruense ainda disputará o Mundial de Clubes contra o Real Madrid (ESP), atual campeão europeu, na próxima temporada.

“Foi uma temporada quase perfeita e precisamos valorizar muito isso apesar de não ter ganhado o NBB. Fiquei muito feliz com o convite do Bauru na temporada passada e estou muito feliz por estar nessa cidade e por fazer parte desta equipe. Foi só o primeiro ano. Fizemos história, mas vamos seguir trabalhando para chegar no final da temporada com o título de campeão do NBB”, finalizou Alex Garcia.

Vice-campeonato do NBB 7 finalizou a temporada gloriosa do Bauru (Fotojump/LNB)

Vice-campeonato do NBB 7 finalizou a gloriosa temporada 2014/2015 de Alex Garcia e do Bauru (Fotojump/LNB)