Enfim, o Paulistano/Unimed conseguiu sair vencedor em uma partida válida pelas Finais do NBB. Depois de passar em branco nas quatro primeiras edições do campeonato, o clube da capital paulista venceu o primeiro confronto da série de oitavas de final da atual temporada diante do SKY/Basquete, por tranquilos 95 a 74, em duelo realizado na noite desta terça-feira, no Ginásio Antonio Prado Junior, em São Paulo (SP).

Com uma atuação de gala, a equipe da casa teve dificuldades apenas no primeiro quarto do jogo. A partida da segunda parcial, vencida por incríveis 35 a 7,o time comandado pelo técnico Gustavo De Conti assumiu o controle do jogo e encaminhou seu triunfo com tranquilidade para alegria do bom público que compareceu ao duelo. Os pontos altos do esquadrão paulista ficaram por conta de sua agressiva defesa e do alto aproveitamento nas bolas de três pontos: 14 acertos em 23 tentativas (60,9% de aproveitamento).

Concentrando a maior parte do seu ataque nos tiros de longa distância, a equipe da casa teve como destaques individuais o ala/armador Manteguinha, cestinha do jogo, com 20 pontos, o armador Elinho, autor de 13 pontos, cinco rebotes e três assistências, e o ala Pedro, que saiu do banco de reservas para marcar 17 pontos. Enquanto isso, o maior pontuador da agremiação de Fortaleza foram Jimmy e Drudi, com 22 e 18 pontos, respectivamente.

Agora, o confronto terá duas partidas seguidas em solo cearense. Na próxima sexta-feira, o duelo será realizado às 21h30 (de Brasília) e terá transmissão ao vivo para todo o Brasil através do canal SporTV. Depois, no dia seguinte, o jogo será realizado às 19 horas (de Brasília).

“A nossa preparação durante toda a semana foi justamente para isso. Tínhamos que parar os caras e conseguimos. Nosso foco estava todo voltado para este jogo e agora vamos mudar e nos concentrar para a segunda partida. Vamos passo a passo para conseguirmos nosso objetivo que é a classificação”, explicou Elinho.

A partida começou exatamente como um roteiro de um jogo decisivo manda. Muita entrega, disposição e boas jogadas dos dois lados marcaram os minutos iniciais do confronto. Disposto a diminuir o ímpeto ofensivo do time cearense, o treinador dos donos da casa resolveu surpreender e escalou apenas Wagner como jogador de garrafão, deixando Alex encarregado de fazer a marcação sob o rival Felipe. A tática até funcionou e o jogador mais eficiente da primeira fase anotou apenas três pontos na parcial inicial. Porém, o restante do esquadrão visitante, com destaque para os seis pontos de Drudi, supriu a atuação discreta do camisa 33 e empurrou a equipe a vitória, por 17 a 16, no primeiro quarto.

Mas, logo nos primeiros instantes do segundo período, a liderança mudou de lado. Com boas jogadas do armador Elinho, o clube da capital paulista encaixou uma ótima sequência de 12 a 0 e colocou oito pontos de frente no placar (28 a 17). Sem deixar com que os nordestinos tivessem liberdade para atacar, os comandados de Gustavo De Conti seguiram com seu bom momento e estenderam sua vantagem para 13 pontos (30 a 17). Depois de quatro minutos jogados no quarto, os cearenses conseguiram mexer no placar, com dois pontos do ala Jimmy.

Nem mesmo a interrupção do período que a equipe do Nordeste passou sem pontuar foi capaz de inverter o cenário. Com uma defesa alucinante, a equipe da casa não amoleceu e seguiu atuando com tranquilidade diante de sua torcida. Do outro lado da quadra, atuações inspiradas de Elinho e Pedro, precisos nos tiros de longa distância, permitiram que o Paulistano aumentasse cada vez mais a diferença a seu favor no placar. Depois de uma incrível vitória por 35 a 7 na parcial, o time de São Paulo levou a partida para o intervalo com uma ótima vantagem de 27 pontos: 51 a 24.

Na volta dos vestiários, o time comandado por Alberto Bial até chegou a melhorar seu desempenho ofensivo. Porém, do outro lado, os anfitriões não se intimidaram e seguiram soberanos no controle da partida, muito por conta do ótimo aproveitamento nos arremessos da linha de três pontos. Apesar da vitória parcial dos cearenses, por 30 a 23, o duelo chegou para seu último e decisivo quarto com a agremiação paulista ainda com uma confortável vantagem de 20 pontos a seu favor: 74 a 54.

O período final não teve muita emoção. Com a vitória praticamente garantida, De Conti optou por poupar seus principais jogadores e mandou à quadra um quinteto formado apenas por reservas, e o panamenho Muñoz chamou a responsabilidade. Sendo assim, a festa estava armada e a equipe confirmou sua primeira vitória na história das Finais do NBB em grande estilo.

“Não tivemos uma boa atuação, principalmente no segundo quarto. Tivemos alguns ataques precipitados e eles conseguiram dominar a partida. Mas não podemos nos abalar com a diferença no placar. Em uma série como essa, perder de 1 ponto ou de 20 pontos não faz diferença. Vamos voltar para casa e erguer a cabeça para vencer ao lado da nossa torcida”, disse o ala/pivô cearense Felipe Ribeiro, que não teve um bom desempenho individual e deixou a quadra com apenas seis pontos.

Confira os resultados e os jogos da série:

(8º) SKY/Basquete Cearense 0 x 1 Paulistano/Unimed (9º)
16/04 – Paulistano/Unimed 95 x 74 SKY/Basquete Cearense
19/04 – Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE), às 21h30 (Transmissão ao vivo do SporTV)
20/04 – Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE), às 19 horas
23/04* –  Ginásio Antonio Prado Junior, em São Paulo (SP), às 19 horas
26/04* – Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE), às 19 horas