Pois é, o Pinheiros/SKY conseguiu mais uma vez. Assim como na temporada passada, a equipe da capital paulista perdia a série por 2 a 0, mas venceu três jogos seguidos e virou de forma espetacular. Diante de quase mil pessoas que tomaram o Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim, os pinheirenses dominaram o jogo do começo ao fim, e confirmaram sua classificação para as quartas de final com uma imponente vitória sobre o Winner/Kabum/Limeira, por 97 a 77. Agora, o adversário dos comandados de Cláudio Mortari será o Unitri/Universo.

O norte-americano Shamell foi o grande nome da partida, com um expressivo duplo-duplo de 28  pontos e dez rebotes, além de distribuir seis assistências. O ala Márcio foi responsável por 22 pontos, mesma pontuação de Joe Smith, que ainda deu sete assistências. Pelo Limeira, o ala Diego e os estrangeiros, Ronald Ramon e Omar Carter, terminaram o jogo com 14 pontos cada.

“Era uma coisa que a gente acreditava. Não foi fácil, mas não foi fácil mesmo. Entramos com uma pegada diferente, e conseguimos virar. O mais importante de tudo é o começo do jogo, pois nos jogos que perdemos, começamos o jogo atrás, hoje foi diferente. Entramos muito concentrados, e isso foi muito importante. Esse momento de virada, sabe, eu já vivo isso, eu sei como é, por isso eu deixei todo mundo com a cabeça boa, tranquila. Parabéns para as duas equipes, mas hoje foi ‘nóis’ (sic)”, declarou o herói do jogo, Shamell.

As duas equipes iniciaram o confronto na base dos arremessos de longa distância. O norte-americano Omar Carter estava com a mão quente pelo lado do Limeira (três bolas de 3 pontos), mas do lado dos donos da casa, a dupla também nascida nos Estados Unidos, Shamell e Joe Smith estavam pegando fogo. Juntos, eles converteram cinco arremessos de 3 pontos no primeiro quarto, e ajudaram a equipe da capital paulista a abrir 27 a 18.

Os comandados de Cláudio Mortari continuaram com a pontaria certeira no início do segundo quarto, mas principalmente Shamell, que estava literalmente “on fire”. A grande atuação do camisa 24 levantou o Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim, e o Pinheiros chegou a abrir 19 pontos (41 a 22). O ala/armador fechou a primeira metade da partida com 21 pontos na conta, e o sua equipe, vencendo por 20 pontos de diferença (56 a 36).

A torcida continuou empurrando o Pinheiros na partida, e a vantagem foi mantida na casa dos 20 pontos. Ronald Ramon bem que tentou reverter a situação do Limeira no confronto, mas sua liderança não adiantou muito, pois o time da casa foi para a etapa fnal na frente por 78 a 61.

No último período, o Pinheiros foi administrando a vantagem e dando um show aos quase 1.000 espectadores presentes no ginásio. Porém nos três minutos finais, o Limeira esboçou uma reação, e reduziu a diferença para 12 pontos (88 a 76), mas nada que estragasse a festa pinheirense, que tornou a abrir boa vantagem e venceu por 97 a 77.

“Nós conquistamos. Nossa equipe demonstrou força, demonstrou reação e teve tranquilidade nas horas difíceis. Estamos de parabéns”, comentou de forma emocionada o treinador do Pinheiros, Cláudio Mortari.