O Ginásio Lineu de Moura é definitivamente um “caldeirão”. Na noite desta segunda-feira, os fanáticos torcedores joseenses lotaram as dependências da casa do São José/Unimed, incentivaram a equipe do início ao fim e empurraram o time comandado pelo técnico Régis Marrelli a uma imponente vitória sobre o Uniceub/BRB/Brasília, por 84 a 70, no quarto jogo da série de quartas de final do NBB 2012/2013.

O triunfo do esquadrão do Vale do Paraíba colocou o placar do confronto que vale uma vaga nas semifinais da maior competição de basquete do país em dois a dois. Agora, as equipes decidirão quem segue vivo no campeonato na próxima quinta-feira, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília (DF), às 20 horas.

Apoiando a equipe do interior paulista desde minutos antes da partida começar, a torcida joseense assistiu a uma bela atuação de Murilo. O pivô acertou 25 pontos dos 34 que tentou (73,5%de aproveitamento),  ainda apanhou 11 rebotes para registrar um duplo-duplo e se consagrar como o grande nome do duelo. Jefferson e Dedé, que marcaram 16 e 13 pontos, respectivamente, também tiveram bons desempenhos individuais.

“Desde o momento em que saímos dos vestiários, a torcida deu um show. Jogo aqui há três anos e todo jogo eu fico arrepiado ao ver a festa que eles fazem na arquibancada. Soubemos aproveitar a força da torcida e logo no começo do jogo abrimos uma boa diferença no placar. Estamos felizes com a vitória, mas sabemos que não podemos comemorar muito para nos mantermos focados para o quinto jogo”, disse Murilo

Enquanto isso, pelo time candango, o maior pontuador foi o ala/pivô Guilherme Giovannoni, autor de 16 pontos. A equipe da região Centro-Oeste do país atuou desfalcada do ala Arthur, preservado pelo técnico José Vidal por conta de dores na região lombar.

Um dos jogadores mais aclamados pela fervorosa torcida joseense antes do início da partida, Murilo justificou o incentivo dos fãs logo nos minutos iniciais do duelo. O pivô foi responsável por dez dos primeiros 12 pontos da equipe paulista no jogo e liderou um ótimo começo dos anfitriões, que colocaram 12 a 4 de frente, com pouco mais de três minutos jogados. Logo na sequência, o norte-americano Andre Laws resolveu roubar a cena e com suas rápidas infiltrações, anotou seis pontos praticamente seguidos e ajudou os donos da casa a aumentarem sua vantagem para 21 a 10.

Diante de uma equipe pouco inspirada e com pouca eficiência nos tiros de longa distância, os comandados de Régis Marrelli aproveitaram para construir uma ótima diferença no placar. No final do primeiro, quem chamou a responsabilidade foi Dedé, que com dois arremessos de três pontos consecutivos foi fundamental para que o time local fechasse a parcial inicial com expressivos 16 pontos de frente: 30 a 14.

Com uma formação com três homens grandes (Giovannoni, Cipriano e Alírio), os representantes da capital federal voltaram com uma postura diferente para o segundo período. Sem deixar com que o esquadrão do Vale do Paraíba pontuasse nos cinco primeiros minutos da parcial, os atuais tricampeões do NBB colocaram uma sequência de 7 a 0 e baixaram o prejuízo no placar para 30 a 21. Depois do pequeno “apagão”, São José voltou a pontuar, com direito a belas jogadas de Murilo, e colocou novamente sua vantagem na casa dos dois dígitos (45 a 30) antes da chegada do intervalo.

Durante a pausa na partida, uma notícia animou ainda mais os fanáticos torcedores do time do interior paulista. Com a presença do prefeito de São José dos Campos, Carlinhos de Almeida, o locutor oficial do Ginásio Lineu de Moura anunciou que os investimentos no basquete da cidade serão mantidos no mesmo patamar para a próxima temporada.

Na volta dos vestiários, o time joseense seguiu no embalo de sua torcida. Com muito barulho vindo das arquibancadas, a dupla Murilo e Dedé continuou comandando as ações ofensivas da equipe e mesmo com uma melhora significativa do Brasília na partida, a vantagem subiu para 19 pontos ao final do terceiro quarto: 66 a 47.

A larga diferença no placar trouxe tranquilidade ao São José no último período. Sem deixar com que os visitantes equilibrassem a partida em nenhum momento e sempre com forte apoio das arquibancadas, os comandados de Régis Marrelli confirmaram a vitória sem sustos e levaram a decisão da vaga nas semifinais para o quinto jogo.

“A equipe do São José é a atual vice-campeã do NBB e tem muita qualidade em seu elenco. Hoje (segunda-feira), eles começaram muito bem o jogo e nós não conseguimos ameaçar a vantagem deles no placar em nenhum momento. Essa série passa muito pelos desempenhos dos armadores das equipes e hoje (segunda-feira), o Nezinho não esteve tão bem enquanto que o Fúlvio teve uma boa atuação. Além disso, joguei sem o Arthur, que é meu chutador, e as coisas não se saíram bem”, disse o técnico do Brasília, José Vidal

Confira o calendário completo da série:

Uniceub/BRB/Brasília (2º) 2 x 2 São José/Unimed (7º)
29/04 – São José 90 x 76 Brasília
01/05 – Brasília 100 x 79 São José
03/05 – Brasília 91 x 76 São José
06/05 – São José 84 x 70 Brasília
09/05 – Ginásio Nilson Nelson, em Brasília (DF), às 20 horas