#JOGAJUNTO

NBB CAIXA

Festa no Hugão!

10-01-2017 | 09:44
Por Liga Nacional de Basquete

Com boas atuações de Tyrone e Jimmy, Mogi domina Bauru, vence rival por 23 pontos de diferença e retorna ao G-4 do NBB CAIXA

O Ginásio Hugo Ramos foi palco de festa da torcida mogiana nesta terça-feira (10/01). Em vantagem desde o primeiro quarto, o Mogi das Cruzes/Helbor levou a melhor sobre o Gocil/Bauru Basket, pelo placar de 89 a 66, e conquistou um grande resultado positivo no NBB CAIXA 2016/2017.

Põe na conta: Com a vitória, o time mogiano retornou ao quarto lugar, agora com uma campanha de 60% de aproveitamento (seis triunfos em dez jogos). Do outro lado, Bauru conheceu sua sexta derrota em 13 partidas (53,9% de aproveitamento) e e agora divide a sétima posição com Franca e Campo Mourão, donos do mesmo desempenho.

Deram o tom: Os grandes nomes da partida foram Tyrone e Jimmy. O norte-americano foi o cestinha da partida, com 21 pontos, e ainda garantiu seis rebotes e três assistências para totalizar 22 pontos de eficiência. Já o camisa 18 deixou a quadra com 18 pontos e três rebotes e 20 pontos de eficiência na conta.

Fala aí: “Jogar contra Bauru sempre gera um sentimento diferente. Não só para o Mogi, mas para todas as equipes, já que eles são um time com muita história. Hoje conseguimos fazer um grande jogo e conquistamos uma grande vitória”, exaltou Tyrone.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.

A casa é minha: Mogi segue sem saber o que é perder no Ginásio Hugo Ramos nesta temporada. Somados Campeonato Paulista, Liga Sul-Americana e NBB CAIXA, a equipe disputou nesta terça sua 18ª partida no Hugão e colecionou a 18ª vitória. No NBB CAIXA 2016/2017 são quatro triunfos em casa.

Fala aí: “Foi uma vitória muito importante para nós. Tínhamos perdido contra Pinheiros e Campo Mourão, então o jeito que a gente ganhou foi muito bom também. Agora temos mais quatro jogos em casa, em frente à nossa torcida, e jogar aqui é sempre seis contra cinco”, disse Tyrone.

Sempre importante: Shamell foi outro personagem importante no triunfo mogiano. Com 16 pontos, sendo nove deles no segundo tempo, o camisa 24 também atingiu dígitos duplos na pontuação e ainda contribuiu com seis assistências e seis rebotes.

Não deu certo: Uma das grandes características do time bauruense é o arremesso de três pontos e a equipe lidera o fundamento no NBB CAIXA 2016/2017. Só que nesta terça, a equipe tentou 42 tiros de longa distância e teve apenas dez acertos (23,8% de aproveitamento).

Fala aí: “Não tivemos uma boa atuação defensiva no primeiro quarto e isso custou muito caro. Precisamos impor nosso ritmo de jogo nas partidas e manter nas partidas fora a mesma atuação que temos em casa”, disse Gui Deodato, cestinha do Bauru no jogo, com 14 pontos.

5 x 0: Este foi o quinto confronto entre Bauru e Mogi na temporada 2016/2017 e o time mogiano segue sem perder para um de seus principais rivais. Os outros quatro jogos aconteceram no Campeonato Paulista, sendo dois na primeira fase e dois na grande decisão.

Que começo: Os minutos iniciais da partida foram jogados em altíssimo nível e as equipes cometeram poucos erros. Somados, os dois times acertaram 15 dos 20 arremessos de quadra tentados e com pouco mais de seis minutos jogados o placar era de 22 a 20 para os mogianos.

Arrancada rápida: Nos minutos finais do primeiro quarto só deu Mogi. Mantendo o alto nível nas finalizações, a equipe passou também a se aproveitar de seguidos erros do Bauru para pontuar em contra-ataques. Desta maneira, após uma rápida sequência de 14 a 2, os donos da casa fecharam a parcial inicial com 36 a 22 de frente.

Segurou: No segundo período, Bauru tratou de diminuir a vantagem no placar. Após seguidos erros em tiros da linha de três pontos, a equipe visitante acertou seguidas bolas de longa distância e cortou o prejuízo para apenas seis pontos (48 a 42). Antes da pausa para o intervalo, Mogi marcou mais três pontos e levou nove pontos de frente (51 a 42).

Sem essa: Logo na volta para o terceiro quarto, Mogi tratou de deslanchar novamente e em pouco tempo colocou a vantagem em 15 pontos. Depois, no último período, a equipe fez a festa completa de sua torcida e colocou a diferença na casa dos 20 pontos.

E agora? As duas equipes voltarão à quadra na próxima quinta-feira (12/01). O Mogi atuará mais uma vez em casa e receberá o Franca Basquete, às 20 horas. Por sua vez, o Bauru irá até o interior do Estado do Paraná para enfrentar o Campo Mourão Basquete, em partida marcada para as 20h15.