O Paulistano/Unimed está na Final da sexta edição do NBB. Jogando em casa, diante de um Ginásio Antonio Prado Jr completamente tomado e pintado de vermelho e branco, o clube da capital paulista chegou à sua primeira decisão em toda sua trajetória no maior campeonato de basquete do país ao bater o São José/Unimed, nesta sexta-feira, por 81 a 68, e fechar a série semifinal em 3 a 2.

Para sair da quadra com a vaga na decisão assegurada, os comandados de Gustavo De Conti contaram com atuação inspirada do ala norte-americano Desmond Holloway, principal nome da partida, com um duplo-duplo de 30 pontos e 10 rebotes. Além do camisa 22, outros destaques do clube da capital foram o experiente armador Manteguinha e o ala/pivô Renato Carbonari, ambos com 12 pontos.

Com o resultado positivo, o Paulistano fechou a série semifinal em 3 a 2 e classificou-se para sua primeira decisão de NBB em toda história. O adversário na disputa pelo título será o atual campeão Flamengo, que eliminou o Mogi das Cruzes/Helbor na outra semifinal, por 3 a 1. A grande Final será no sábado (31/05), na HSBC Arena, no Rio de Janeiro (RJ), às 10 horas (de Brasília), com transmissão ao vivo através da TV Globo e do SporTV.

“Chegar à essa Final representa muito para cada um de nós e para o clube. Todo mundo desacreditava na gente, desacreditaram no nosso segundo lugar na fase de classificação. Agora estamos na Final, primeiro contra o segundo. Agora queremos ganhar lá no Rio de Janeiro, e o Flamengo que se cuide”, declarou o ala/pivô Pilar, do Paulistano.

Além disso, a equipe da cidade de São Paulo garantiu lugar entre os dois primeiros colocados e, com isso, confirmou presença na próxima Liga das Américas, a “Libertadores do Basquete”, competição que dá ao campeão o acesso a Copa Intercontinental contra o campeão da Euroliga.

O São José, por sua vez, se despede da sexta edição do NBB com o terceiro lugar e, além da medalha de bronze, também garantiu uma vaga na Liga das Américas, pois como o outro finalista Flamengo é o atual campeão da mesma e já está garantido entre os dois primeiros do NBB, mais uma vaga é aberta para um clube brasileiro, que no caso, fica com o terceiro colocado do nacional.

“Tivemos muitas mudanças na temporada, tivemos quatro treinadores diferentes. Mas apesar de tudo isso, nós corremos atrás e surpreendemos muitas equipes. Fomos superando a lesão do Fúlvio com a chegada do Quezada, depois tivemos a lesão do Caio, só que mesmo assim o time continuou jogando de cabeça erguida e lutando até o fim. Nós estamos de parabéns, é um time maravilhoso. Foi um trabalho brilhante de superação”, disse o ala/pivô e capitão do São José, Jefferson William, que deixou a quadra com um duplo-duplo de 11 pontos e 12 rebotes.

Depois da partida, o comandante do Paulistano, Gustavo De Conti, recebeu o Troféu Ary Vidal de Melhor Técnico da temporada 2013/2014 do NBB. O treinador, de apenas 34 anos, foi o mais votado em eleição realizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB) e se tornou o treinador mais jovem da história a faturar o prêmio.

O período inicial foi jogado a mil por hora e durante sua primeira metade, foi jogado “lá e cá”. Melhor para o São José, que orquestrado por Manny Quezada, chegou a abrir nove pontos de frente (16 a 7), e fechou o primeiro quarto levando a melhor por seis pontos, placar de 19 a 13.

Já na segunda etapa, o Paulistano começou com mão quente nas bolas de fora e emplacando uma incrível sequência de 9 a 2, corrida que os deixou em vantagem pela primeira vez no duelo (24 a 21). Depois do rápido empate dos joseenses em 24 a 24, a partida ficou extremamente movimentada e cheia de alternâncias de placar.

Mas no fim, não teve jeito, pois a equipe da casa contou com três bolas de 3 pontos seguidas e uma bandeja  do norte-americano Holloway nos dois minutos finais (11 pontos) para vencer o segundo período por 27 a 11 e ir para os vestiários com 40 a 30 de frente.

Assim como na parcial anterior, o Paulistano teve um início arrasador e ampliou sua vantagem para 17 pontos ao começar o quarto com um imponente 7 a 0 (47 a 30). Porém, o esquadrão do Vale do Paraíba não jogou a toalha e, com boa participação do ala Dedé, reduziu a frente dos donos da casa para apenas dez pontos (53 a 43). Porém, a reação joseense não teve combustível para seguir em frente e o clube da capital paulista recuperou sua boa diferença, caminhando para os dez minutos finais com 61 a 44 à seu favor.

A tônica da parcial foi a mesma durante todo o tempo restante: São José correndo atrás e Paulistano se segurando na frente. A equipe do Vale do Paraíba chegou a estar na casa dos dez a estar com oito tentos atrás, restando dois minutos para o fim da partida (72 a 64). Porém, os joseenses não mantiveram o bom ritmo e a vitória ficou mesmo do lado do Paulistano, que conquistou a vaga na Final do NBB pela primeira vez na história.

Confira os resultados da série semifinal entre Paulistano e São José:

Jogo 1 – Paulistano 88 x 71 São José
Jogo 2 – Paulistano 78 x 83 São José
Jogo 3 – São José 74 x 80 Paulistano
Jogo 4 – São José 96 x 68 Paulistano
Jogo 5 – Paulistano 81 x 68 São José