Após perder a primeira partida da série, em casa, o Unitri/Magazine Luiza conseguiu se recuperar e venceu, nesta terça-feira, o Vivo/Franca, por 69 a 67. A vitória igualou o confronto das oitavas de final em 1 a 1.

A vitória do time mineiro não veio nem um pouco fácil. Os francanos lideraram o jogo durante todo os três primeiros quartos e só permitiram a virada no início da etapa final, após uma cesta de 3 do ala/pivô Leandro. Depois disso, a experiência da equipe da casa fez a diferença para sair de quadra com a vitória.

O ala norte-americano do Uberlândia, Robert Day, foi o cestinha do jogo com 23 pontos. Além dele, o armador Valtinho também se destacou pelo time mineiro com 15 pontos e nove assistências. Pelo Franca, a dupla de pivôs formada por Lucas Mariano e Paulão Prestes teve bom desempenho. O primeiro anotou 15 pontos, enquanto outro terminou com 14.

“Estamos tentando, mas parece que as coisas não estão dando certo. Mas o mais importante é que a equipe se soltou mais no segundo tempo e no final do jogo conseguimos virar e segurar a vitória”, afirmou Valtinho. “Vamos para Franca e trabalhar agora esse psicológico para tentarmos virar a série”, completou.

As duas equipes partem agora para o interior de São Paulo, quando se enfrentarão duas vezes no Ginásio Pedrocão, em Franca. O primeiro confronto será no dia 12 (sábado) às 16h, com transmissão do SporTV, e o segundo será no dia 14 (segunda-feira) às 20h.

Motivados com a vitória no Jogo 1 da série, o Franca voltou para a segunda partida com o ritmo acelerado. Explorando bem o garrafão com os pivôs Paulão Prestes e Lucas Mariano, os francanos abriram 11 a 5 no primeiro quarto. O ala Robert Day respondeu rápido e matou duas bolas de 3 seguidas para diminuir a vantagem (13 a 11). Porém, o time visitante manteve o bom momento e, com um arremesso de Lucas Mariano da cabeça do garrafão, fechou a etapa na frente, 17 a 13.

O time comandado pelo técnico Lula Ferreira voltou a abrir boa diferença no placar no início do segundo período (27 a 19). Depois desse placar, no entanto, o Franca ficou quase quatro minutos sem pontuar. Situação excelente para o Uberlândia, que chegou a ficar apenas dois pontos atrás, após uma cesta de contra-ataque de Robert Day (27 a 25). Só que no minuto final, a equipe paulista teve dois lances livres convertidos por Paulão e mais um arremesso no estouro do cronômetro de Cauê Borges, segurando a vantagem por seis pontos (31 a 25).

Logo na volta do intervalo os mineiros ficaram novamente bem próximos do adversário. Após dois lances livres do armador Valtinho, a diferença caiu para um ponto (39 a 38). Assim como nos quartos anteriores, o Franca soube trabalhar bem a posse de bola e segurar a liderança. Mas dessa vez, o empate veio, faltando menos de um minuto para o final do terceiro quarto. Após duas bolas de 3 consecutivas de Day, o jogo ficou igual (47 a 47) e permaneceu assim até o fim do período (49 a 49).

O Uberlândia insistiu e conseguiu a virada na metade do último quarto, com um arremesso de fora do ala/pivô Leandro (55 a 54). E a partir daí, as duas equipes trocaram a liderança no placar diversas vezes e o jogo foi se encaminhando para ser decidido nos minutos finais.

Faltando menos de um minuto para o final da partida, os mineiros venciam por 66 a 64 e o Franca desperdiçou o ataque, com uma falta ofensiva do pivô Lucas Mariano. No ataque seguinte, Leandro acertou dois lances livres e ampliou a vantagem para o Uberlândia (68 a 64). Com 34 segundos no cronômetro, os francanos ainda tentaram se recuperar no marcador, mas Lucas errou o arremesso, que praticamente, acabou com as possibilidades do time no jogo.

“Faltou um pouco de poder ofensivo hoje. Bem ou mal, nós tivemos um bom desempenho defensivo, segurando Uberlândia a menos de 70 pontos. Mas a falta de efetividade no ataque nos prejudicou na partida, principalmente, no final”, lamentou o técnico do Franca, Lula Ferreira.