O São José/Unimed tinha oito pontos de desvantagem nos minutos inicias do último quarto, mas isso não impediu a equipe de vencer o UniCEUB/BRB/Brasília em pleno Ginásio Nilson Nelson, na capital federal, neste sábado, por 87 a 82, e “roubar” o mando de quadra logo na primeira partida da série de quartas de final do NBB 2013/2014.

Para sair vencedor, o time do interior paulista teve um desempenho brilhante na parcial final. Depois de os rivais colocarem 4 a 0 nos instantes inicias do período e abrirem 62 a 54 de frente, os joseenses fizeram impressionantes 33 pontos, contra 20 dos candangos, e conseguiram o importante triunfo como visitante.

O resultado positivo do São José contou com grande exibição do trio formado por Manny Quezada, Jefferson e Caio Torres, que anotou expressivos 81,6% pontos do time no jogo. Com direito a seis bolas certeiras de longa distância, o armador dominicano foi o cestinha, com 25 pontos, seguido pelo ala/pivô, autor de 24 tentos e que ainda garantiu seu 19º duplo-duplo na temporada, ao apanhar 13 rebotes. Enquanto isso, o MVP da última Final do NBB registrou 22 pontos.

Pelo lado do Brasília, o principal pontuador foi o ala Alex Garcia, autor de 24 tentos. Com a derrota, o time da capital federal, que iniciou o duelo por uma vaga nas semifinais com o mando de quadra, por ter feito melhor campanha na fase de classificação (terceiro contra sexto) terá agora que obrigatoriamente vencer ao menos uma partida na casa do adversário para se classificar.

O segundo jogo da série será disputado nesta segunda-feira, às 19 horas (de Brasília), novamente no Ginásio Nilson Nelson, com transmissão ao vivo do SporTV. Depois, o confronto rumará para o interior do Estado de São Paulo para a realização das partidas de número três e quatro (se necessária).

“Acho que a postura deve ser a mesma para o resto da série. Começamos muito bem a partida, mas cometemos alguns erros ofensivos e defensivos que deixaram o São José virar a partida. Agora é esfriar a cabeça e pensar no jogo de segunda-feira”, disse o capitão do Brasília, Alex.

 

A partida começou bastante equilibrada. Embalado por bons desempenhos de Quezada e Jefferson, os visitantes assumiram a ponta do placar, mas Alex, autor de dez pontos no primeiro quarto, manteve os candangos na cola nos minutos iniciais do duelo (11 a 10). Depois de uma rápida sequência, São José chegou a estender sua vantagem para seis pontos (16 a 10), porém os candangos conseguiram igualar as ações ainda na parcial inicial. Desta maneira, depois de muita intensidade, o período se encerrou com os times em igualdade no marcador: 18 a 18.

Com oito pontos seguidos nos minutos iniciais do segundo quarto, incluindo dois tiros certeiros da linha de três pontos, Nezinho roubou a cena e fez com que Brasília rapidamente assumisse a liderança do placar (26 a 22). Após a rápida e brilhante sequência de seu armador, o time da capital federal elevou seu nível de atuação, tanto na defesa quanto em seu ataque. Sem dar espaços aos principais jogadores do São José, os candangos reduziram a pontuação dos rivais. Enquanto isso, Osimani e Ronald saíram muito bem do banco de reservas e tiveram participação ativa na vitória parcial por 23 a 14, que fez com que os anfitriões fossem para os vestiários com nove pontos de frente: 41 a 32.

Logo no início do terceiro quarto, a diferença no placar desapareceu. Quezada e Alex acertaram bolas de longa distância, Caio apareceu bem no garrafão e, após uma sequência de 10 a 4, os joseenses reduziram a desvantagem para apenas um ponto (43 a 42). A partir de então, a partida ganhou em emoção e as equipes se revezaram na ponta do placar durante boa parte do período. No embalo de Quezada, autor de expressivos 12 pontos na parcial, São José até voltou a liderar a partida, mas Alex, Goree e Guilherme Giovannoni chamaram a responsabilidade e os comandados de Sergio Hernandez foram para os dez minutos finais do duelo com quatro pontos de vantagem: 58 a 54.

Com 4 a 0 nos instantes iniciais do último quarto, Brasília parecia que iria deslanchar e caminhar para a vitória. Mas não foi isso que aconteceu e São José, atrás por oito pontos (62 a 54), mudou o roteiro da partida. No embalo de Caio e Quezada, os paulistas impuseram uma incrível sequência de 11 a 0 e, em pouco menos de três minutos, viraram o jogo (65 a 62). Após a arrancada dos rivais, Brasília não conseguiu se encontrar em quadra. Após faltas técnicas de Nezinho e do banco candango, Jefferson acertou três dos quatro lances livres que direito e a diferença a favor dos joseenses pulou para oito pontos (72 a 64). Na sequência, os donos da casa até esboçaram reagir, mas Caio e Jefferson seguiram atuando em alto nível e o triunfo ficou mesmo com os visitantes.