Com a presença de mais de 7 mil torcedores na HSBC Arena, o Flamengo superou o São José/Unimed, neste domingo,  por 106 a 86, e virou a série semifinal do NBB para 2 a 1. O amplo resultado foi conseguido no último quarto, quando o São José perdeu seus dois principais jogadores: o pivô Murilo, lesionado, e o armador Fúlvio, excluído da partida com cinco faltas. A ausência desses atletas foi fundamental para que o time carioca ficasse, agora, a apenas uma vitória da final.

O ala/pivô Olivinha foi o cestinha do Flamengo no jogo, com 18 pontos. Além dele, o pivô Caio Torres também se destacou com um duplo-duplo de 14 pontos e 10 rebotes. Pelo São José, o cestinha foi o pivô Murilo, com 20 pontos, seguido pelo ala Dedé e o ala/pivô Jefferson, que anotaram 16.

“A presença da torcida hoje foi incrível e eles nos deram toda a força para conseguirmos mais essa vitória. Fizemos nosso dever de casa e jogamos toda a responsabilidade para São José no Jogo 4”, afirmou o ala Duda Machado, autor de 15 pontos.

O Flamengo entrou em quadra com muita vibração e isso refletiu em pontos no início do primeiro quarto, quando a equipe abriu 8 a 0 no placar. O São José não deixou que os cariocas continuassem impondo o jogo e, rapidamente, encostaram no marcador. Com menos de três minutos para fim da etapa inicial, o ala Dedé acertou três lances livres e colocou o time paulista na liderança (19 a 18). Porém, o rubro-negro voltou reagiu e com uma bola de 3 do armador Gegê, no estouro do cronômetro, fechou o período em 26 a 22.

A empolgação da equipe e da torcida carioca se manteve no segundo quarto. O Flamengo chegou a abrir 10 pontos de vantagem (34 a 24), após uma bandeja seguida de falta do ala/armador Duda, que foi comemorar com os torcedores sentados próximos a quadra de jogo. Os visitantes não se intimidaram com a pressão dos donos da casa e encostaram novamente no placar, 43 a 40. Só que a equipe da Gávea voltou a abrir frente antes do intervalo (50 a 42).

O terceiro quarto continuou bastante intenso e, mais uma vez, o São José voltou a ficar colado na liderança do Flamengo, após uma cesta de fora do ala/pivô Jefferson (57 a 56), mas deixou que os cariocas voltassem a ampliar a vantagem. A equipe rubro-negra levou 11 pontos de diferença para o último e decisivo quarto (81 a 70).

No início do quarto período, o São José se preparava para buscar o placar, mas sofreu uma baixa importante no confronto. O pivô Murilo foi para o toco e acabou caindo de mau jeito no chão. O jogador sentiu dor na bacia e foi retirado de maca da quadra. Para piorar a situação, o armador Fúlvio cometeu sua quinta falta pessoal e também teve que sair do jogo.

A saída dos principais nomes da equipe joseense dificultou as coisas para o time paulista e os cariocas aproveitaram para crescer no jogo. Após uma linda ponte aérea de Olivinha para Marquinhos, o Flamengo colocou 22 pontos de vantagem no placar (97 a 75). E sem tirar o pé, o rubro-negro continuou aumentando a diferença no placar e ganhando moral para o Jogo 4 da série, que será nesta quinta-feira, às 19h, no Ginásio Lineu de Moura, em São José dos Campos.

“Nosso time é de guerreiros e não desiste nunca. Já passamos por várias dificuldades na temporada e essa vai ser mais uma que vamos superar diante de nossa torcida”, disse o ala/pivô do São José, Jefferson.