O Unitri/Universo conseguiu acabar com o maior tabu de sua série quartas de final contra o Pinheiros/SKY: a primeira vitória como mandante; resultado que proporcionou aos mineiros, nesta quinta-feira, o último e decisivo triunfo, por 92 a 85, para fechar as quartas de final por 3 a 2. Essa será a primeira vez que o time de Uberlândia avançou para as semifinais do NBB.

O armador da equipe do Triângulo Mineiro, Valtinho, foi o grande nome dessa conquista ao anotar 22 pontos e seis assistências. O pivô Cipolini também se destacou pelo time da casa, com 21 pontos, um a mais que o destaque do Pinheiros, o ala/armador Paulinho Boracini.

“Foi uma grande vitória! Nosso time teve muitos problemas de lesão, então foi uma vitória da superação. Todo o time e nossa torcida que hoje deu um show estão de parabéns”, comemorou o técnico do Uberlândia, Hélio Rubens.

A partida começou muito corrida, com os dois times buscando o jogo de transição. Apoiado pela torcida, que lotou o Ginásio Sabiazinho, o Uberlândia se aproveitou melhor da alta velocidade dos minutos iniciais e logo de cara abriu 7 a 2. O Pinheiros voltou ao jogo pelas mãos de André Bambu que, jogando aberto, conseguia fugir da forte marcação uberlandense na área pintada. Mas aos poucos os donos da casa foram reestabelecendo seu domínio e fecharam a primeira parcial com 9 pontos de frente, 23 a 14.

O segundo período começou truncado, com as defesas das duas equipes se sobressaindo em relação aos ataques. O técnico Cláudio Mortari mudou seu time e com Fernando Penna, Paulinho Boracini e Bruno Fiorotto em quadra, conseguiu cortar a vantagem  para 6 pontos (29 a 23). Mas aí a resposta do Uberlândia também veio do banco, Audrei entrou em quadra e mudou o ritmo da partida. A defesa dos donos da casa cresceu muito com a entrada do camisa 22 e o jogo de contra-ataque voltou a aparecer. Com isso, o Uberlândia voltou a se distanciar no marcador e chegou a sua maior vantagem em toda a partida, 38 a 24. Com 100% de aproveitamento nos triplos (4/4), o time mandante venceu a segunda parcial por 23 a 22 e foi para o intervalo com 10 pontos de vantagem, 46 a 36.

Logo no início do terceiro quarto, o ala do Pinheiros, Shamell, interceptou um passe no meio da quadra e foi para a bandeja sozinho. Era uma mostra de que a equipe paulista vinha para o segundo tempo com outra atitude defensiva. A diferença no placar caiu para apenas cinco pontos (57 a 52). A torcida sentiu que seu time precisava de apoio e aumentou ainda mais o barulho no Sabiazinho. A resposta veio dentro de quadra, com um lindo triplo de Robby Collum, que devolveu a diferença para a casa dos dois dígitos (62 a 52). As equipes trocaram cestas até o final do quarto que terminou com o placar de 70 a 59 a favor do Uberlândia.

O período derradeiro começou bastante equilibrado. O Pinheiros apostava nas bolas de fora, enquanto o Uberlândia se mantinha a frente com grande atuação dos seus pivôs. Uma cravada monstruosa de Cipolini, com pouco mais de 3 minutos jogados, colocou fogo no Sabiazinho e parecia que a diferença se manteria na casa dos dez pontos. Mas só parecia, com cinco pontos consecutivos, o time paulista voltou a encostar, 79 a 74, e colocou mais emoção ao jogo.

A vantagem se manteve na casa dos cinco pontos. Poucos minutos depois foi a vez do outro pivô uberlandense aparecer bem, Léo Waskiewicz deu toco em Paulinho Boracini e, na sequência, completou o passe de Valtinho com uma bela ponte aérea que deu um respiro aos donos da casa (87 a 78). Com Smith e Shamell chamando o jogo, o Pinheiros foi para o abafa nos minutos finais e chegou a cortar a vantagem pra somente três pontos (88 a 85). Mas foi a vez de Valtinho aparecer, fazer uma linda bandeja em jogada individual e praticamente decretar a vitória dos donos da casa.

“Sinceramente não sei qual foi o diferencial pra vencermos esta série e este jogo. Foi uma série muito dura, o time deles é muito bom, tem muitas armas ofensivas e é muito difícil de ser marcado. Talvez hoje a atuação dos nossos pivôs tenha sido essencial, Cipolini, Gruber e Léo fizeram um grande jogo e foram fundamentais pra vitória”, disse o ala norte-americano do Uberlândia, Robert Day.

Para o Pinheiros, ficou a sensação de que dava para ir mais longe, mas a certeza de que a temporada foi história para o time da capital de São Paulo.

“Faltou ganharmos em casa né. Vencer dois jogos aqui contra esse grande time é um grande feito, mas pecamos nos dois jogos em São Paulo. De qualquer forma valeu pelo nosso ano, ganhamos o título mais importante do continente, foi uma grande temporada do Pinheiros”, comentou o Paulinho Boracini.