Pelo jeito, o Vivo/Franca não se abalou por ter ficado de fora do G-4 e se classificou para as quartas de final do NBB 2012/2013. Após perder o segundo quarto por 18 a 1 e estar 16 pontos atrás, os comandado sde Lula Ferreira mostraram seu forte poder de reação e venceram a Liga Sorocabana, por 72 a 70, novamente diante de um Ginásio Pedrocão lotado. O triunfo deu números a série oitavas de final e decretou a “varrida” dos francanos sobre os sorocabanos, pelo placar geral de 3 a 0.

O dono do jogo da classificação para as quartas foi Teichmann, responsável por 24 pontos e oito rebotes. O pivô Lucas Mariano registrou um duplo-duplo, ao fazer 15 pontos e pegar 12 rebotes. Pelo lado da Liga Sorocabana, o norte-americano Desmond Holloway foi o destaque, com 24 pontos.

“Eles nos surpreenderam no segundo quarto, mas faz parte. Temos que aprender e melhorar a cada dia. Isso faz parte do nosso processo de aprendizado. Nas quartas de final teremos que jogar bem melhor”, comentou o capitão francano, Teichmann.

Os francanos começaram bem a partida e fizeram 7 a 1 no início. Porém, a Liga Sorocabana não se importou com a vantagem imposta pelo time da casa e chegou a virar a partida logo em seguida (8 a 7). A superioridade sorocabana se manteve até os segundos finais, em que Teichmann converteu uma bola de 3 pontos que deixou o Franca em vantagem (18 a 17).

Os visitantes foram com tudo para a segunda etapa. Os francanos estavam irreconhecíveis em quadra e não se encontraram no setor ofensivo, o que possibilitou as investidas do time de Sorocaba, que não só tomaram a liderança do placar, como venceram o segundo período por incríveis 18 a 1 e foram para os vestiários na frente por 16 pontos de diferença (35 a 19).

Obviamente, os francanos não se deram por satisfeitos com a péssima situação na partida e voltaram “fervendo” do intervalo. Empurrados pelo Pedrocão lotado, a equipe de Lula Ferreira acertaram seu ataque, fizeram 12 a 2 nos primeiros minutos da terceira parcial e reduziram a vantagem sorocabana para apenas seis pontos (37 a 31). A pressão francana continuou, e de forma espetacular, a equipe da casa virou o jogo (49 a 45). Franca venceu a terceira etapa por largos 30 a 10, e foi para o último quarto quatro pontos na frente.

O time da casa continuou em vantagem na etapa final e a diferença foi à casa dos dez pontos (60 a 50). Porém, a equipe de Sorocaba não se deu por vencida, e sob o comando de Kenny Dawkins, cortaram a diferença para quatro (60 a 56). Franca chegou a ficar folgado no placar, mas novamente, a Liga Sorocabana voltou a incomodar os donos da casa e diminuíram a diferença para três pontos, com dez segundos restantes (70 a 67).

Os francanos foram para a linha dos lances livres. O argentino Figueroa converteu apenas um lance e deixou sua equipe quatro pontos na frente (71 a 67). Mas no ataque dos sorocabanos, Holloway acertou uma milagrosa bola de 3 milagrosa que reduziu a diferença para um (71 a 70). Lucas Mariano também foi para os lances livres e acertou apenas uma das tentativas e aumentou um pouco a vantagem (72 a 70). A Liga Sorocabana tentou efetuar um arremesso, mas não obteve sucesso.

“Estou deixando a competição com a cabeça erguida, já que os nossos jogadores que estiveram em quadra se dedicaram e lutaram bastante”, falou o técnico da Liga Sorocabana, Rinaldo Rodrigues.

Confira todos os jogos da série:

(5º) Vivo/Franca 3 x 0 Liga Sorocabana (12º)

16/04 – Liga Sorocabana 69 x 72 Vivo/Franca
19/04 – Vivo/Franca 74 x 55 Liga Sorocabana
20/04 – Vivo/Franca 72 x 70 Liga Sorocabana