Depois de perder o primeiro jogo da série, o Vivo/Franca se recuperou nas quartas de final do NBB 2013/2014 após bater o Paulistano/Unimed, nesta terça-feira, em pleno Ginásio Antonio Prado Jr, em São Paulo (SP), pelo placar 87 a 67, resultado que deixou o confronto empatado em 1 a 1.

O principal destaque do time francano ficou por conta do ala Léo Meindl, cestinha do jogo, com 22 pontos, seguido pelo ala/pivô Lucas Mariano, autor de 19 pontos, mesma pontuação do pivô Paulão Prestes, que com mais 13 rebotes, totalizou um duplo-duplo. Pelo lado dos donos da casa, o maior pontuador foi o armador norte-americano Dawkins, com 14 pontos.

“São dois times que têm conjuntos muito bons, mas o nosso conjunto prevaleceu hoje. Conseguimos fazer uma defesa muito forte, e mesmo com alguns erros no primeiro tempo, conseguimos controlar o jogo. Essa série vai ser assim, quem conseguir manter o controle dos jogos sairá vencedor, esse será o nosso propósito nos próximos jogos”, comentou Léo Meindl.

Agora, após as duas partidas na capital paulista, a série entre Paulistano e Franca se transfere para a Capital do Basquete, em que as duas equipes farão pelo menos mais duas partidas. O próximo duelo será nesta domingo (04/05), no Ginásio Pedrocão, em Franca (SP), às 11 horas, com transmissão ao vivo através dos canais SporTV.

O primeiro quarto foi extremamente movimentado. Os ataques levaram ampla e nítida vantagem sobre as defesas, o que deixou o jogo pra lá de eletrizante. Melhor para o Paulistano, que se aproveitou da enorme quantidade de erros do Franca para levar a melhor na primeira etapa, por 24 a 19.

O time do interior paulista voltou melhor e com mais consciência no comando ofensivo. Com mão quente nos arremessos de 3 pontos, a equipe do técnico Lula Ferreira emplacou uma sequência de 11 a 2 e virou a partida para 30 a 26. O confronto passou a ficar mais físico, pegado e disputado, e o segundo período terminou com o placar igual, em 36 a 36.

Não foi a ida aos vestiários que esfriou os ânimos da partida. Muito pelo contrário. As equipes voltaram do intervalo pegando fogo, porém, o Franca conseguiu se distanciar e, através da atuação dominante de Paulão Prestes, chegou a abrir dez pontos (51 a 41), vantagem que se manteve até o final da terceira parcial, com placar de 62 a 52 em favor dos francanos.

O Paulistano foi com tudo pra cima do time do interior em busca da reação, porém, o máximo que conseguiu fazer foi reduzir a frente francana para quatro pontos (64 a 60). Depois disso, Franca não deu chances aos donos da casa e deslanchou de vez. Fervendo nas bolas de 3 pontos, a equié do técnico Lula Ferreira foi ampliando sua vantagem aos poucos e a cada minuto que passava ia consolidando sua vitória, que veio com diferença de 20 pontos, placar de 87 a 67.