Está tudo pronto para o início do NBB 2013/2014. Na manhã desta sexta-feira, na Arena HSBC, no Rio de Janeiro (RJ), a sexta edição do maior campeonato de basquete do país teve suas atividades abertas. Com a presença de todas as equipes, por meio de atletas, técnicos e dirigentes, foi realizada a cerimônia de abertura oficial da competição.

Para este ano, o NBB contará com a presença de 17 equipes, oriundas de seis Estados brasileiros mais o Distrito Federal. Em relação à última temporada, 15 times permanecem na disputa campeonato nacional: Flamengo, Unitri/Magazine Luiza (MG), Paschoalotto/Bauru (SP), São José/Unimed (SP), Uniceub/BRB/Brasília (DF), Vivo/Franca (SP), Pinheiros/SKY (SP), Paulistano/Unimed (SP), Minas Tênis Clube (MG), SKY/Basquete Cearense (CE), Winner/Kabum/Limeira (SP), Liga Sorocabana de Basquete (SP), Mogi das Cruzes/Helbor (SP), Espírito Santo Basquetebol (ES) e Palmeiras/Meltex (SP). Enquanto isso, Macaé Basquete (RJ) e Universo/Goiânia (GO) serão os estreantes da temporada 2013/2014.

O evento de abertura contou com a realização de uma coletiva de imprensa. Estiveram presentes na mesa Kouros Monadjemi, primeiro presidente e atual diretor institucional da LNB, e representantes das duas equipes que farão o primeiro jogo da temporada, Flamengo e Uniceub/BRB/Brasília. O técnico José Neto e o ala/armador Vitor Benite figuraram pelos atuais campeões, enquanto que o treinador argentino Sergio Hernandez e o ala Arthur marcaram presença pela equipe da capital federal.

“É uma satisfação estar representando o basquete em uma competição cercada de creaques. Lembro do dia em que o NBB começou, timidamente, mas com muita força e vontade. Gosto de dizer que o NBB se tornou essa realidade por conta da sensibilidade de todos em nunca perder a união. Tenho orgulho de dizer que a LNB (Liga Nacional de Basquete) nunca esteve tão unida. Estou mais uma vez muito enstusiasmado com o início da competição, ainda mais com a presença de tantos atletas qualificados. Tenho certeza de que vamos fazer um NBB maravilhoso”, disse Kouros.

O jogo que marcará o início do NBB 2013/2014 reunirá as únicas equipes campeãs da competição na história. Além do título na última temporada, o clube da Gávea venceu a primeira edição do campeonato nacional. Por sua vez, o esquadrão do Centro-Oeste do país ficou com o título por três vezes consecutivas, entre os anos de 2010 e 2012. Assim como a cerimônia de abertura, o duelo inicial será realizado na HSBC Arena, neste sábado, às 10 horas (de Brasília).

“Fico muito feliz de fazer parte deste grupo de pessoas que tem o mesmo objetivo, que é elevar o basquete brasileiro. Essa é a ideia da LNB e de todos nós, fazer um campeonato cada vez melhor. Tenho certeza de que o NBB 6 vai ser melhor do que os anteriores. Todas as equipes qualificaram seus elencos e isso é um atrativo ainda maior para a competição. Vai ser um campeonato duríssimo e queremos começar bem para dar início à nossa trajetória da melhor maneira possível”, disse Neto, comandante flamenguista.

Em sua primeira temporada no NBB, Sergio Hernandez está animado. Dono de um currículo recheado, que inclui a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 conquistada à frente da seleção argentina, o experiente treinador mostrou empolgação em poder disputar o maior campeonato de basquete do Brasil.

“Primeiro, muito obrigado pela recepção de toda a família do basquete brasileiro. O povo argentino tem admiração pelo Brasil há muitos anos. Nascia há 50 anos e lembro de ter visto muitas equipes brasileiras jogar. Para mim não é algo estranho jogar contra times brasileiros. Em clubes que dirigi e também na seleção enfrentei o Brasil muitas vezes e sempre foram confrontos muito competitivos. Sinto muita felicidade em estar aqui. A recepção dos treinadores foi uma maravilha e espero que todo mundo possa cumprir sonhos. Só um vai ser o primeiro, mas ganhar é diferente de êxito. O mais importante é você jogar o melhor que você pode e sempre buscar excelência”, disse o argentino.

Para fechar a rodada de apresentações, Benite e Arthur falaram sobre a expectativa de abrir a temporada com o grande clássico do basquete brasileiro. Pela primeira vez na história do NBB, a abertura da competição será transmitida ao vivo para todo o Brasil em TV aberta, através da TV Globo.

“Estou muito feliz de participar desse jogo. O NBB está crescendo e o apoio da Globo é sensacional. É um momento para nós jogadores estarmos mais unidos para fazer a modalidade crescer ainda mais. É um momento muito positivo para o NBB. O basquete cresce cada vez mais na mídia. Sou reconhecido na rua pelas pessoas e isso mostra que o basquete tem cada vez mais espaço. Espero que possamos fazer um jogo bonito e que as crianças voltem a ter o desejo de estar na quadra”, afirmou Benite.

“É um clássico que mexe com todas as emoções do nosso time. Uma partida histórica, que envolve os únicos campeões do NBB. Começar um campeonato forte como o NBB com um jogo como esse, ainda mais na Globo, é ótimo. Vai ser um grande jogo e espero que possamos fazer o melhor possível. O basquete está crescendo e temos que voltar a criar ídolos”, concordou Arthur.

- Fórmula de disputa do NBB 2013/2014

Os 17 clubes participantes do NBB 2013/2014 se enfrentarão entre si em dois turnos durante a fase de classificação. Os 12 melhores colocados avançam para os playoffs, sendo que os quatro primeiros se garantem automaticamente nas quartas de final da competição. As equipes que ficarem entre o quinto e o 12º lugares disputarão as oitavas de final e os quatro vencedores de suas respectivas séries se classificarão para as quartas.

Depois disso, os vencedores das quartas de final avançarão às semifinais e enfim serão conhecidos os finalistas do campeonato nacional. A decisão do NBB seguirá em jogo único e a equipe com melhor campanha na fase de classificação terá o direito de sediar a partida que definirá o campeão da sexta edição da competição.

Enquanto isso, as séries de oitavas, quartas e semifinal seguirão sendo disputadas em uma melhor de cinco jogos, mas com uma novidade. Para este ano, os confrontos serão realizados da seguinte maneira: as partidas de número 1, 2 e 5 ocorrerão nos domínios da equipe com melhor campanha na fase de classificação, enquanto que os jogos 3 e 4 acontecerão sob o mando do time com campanha inferior. Junto da alteração, também foi definida a extinção da reclassificação das equipes a cada etapa dos playoffs. A partir desta temporada, o chaveamento dos times até a Final já estará definido ao término da fase de classificação.

Outra novidade do NBB 2013/2014 fica por conta do novo critério estabelecido para o ascenso e descenso das equipes. Agora, os dois últimos colocados do campeonato na fase de classificação estarão automaticamente rebaixados para a Segunda Divisão, enquanto o campeão da divisão de acesso passará a fazer parte do quadro de equipes da principal competição de basquete do Brasil na temporada 2014/2015. A LNB definirá o regulamento completo da Segunda Divisão nas próximas semanas.

Além disso, o regulamento da competição contém um novo item: a janela de transferência de atletas dentro. Pela primeira vez no NBB, qualquer jogador que já tenha atuado por uma equipe na atual temporada poderá ser transferido para outro clube durante o campeonato. Para isso, o atleta não poderá ter atuado em mais do que oito jogos e deve ser transferido antes do final do primeiro turno, além de possuir uma carta liberatória do time. Um atleta só poderá utilizar a janela de transferência uma única vez durante a competição.