#JOGAJUNTO

Liga Ouro / LNB / NBB CAIXA

Um passo à frente

11-07-2014 | 07:41
Por Liga Nacional de Basquete

Com presença de treinadores e assistentes de equipes do NBB, Liga Nacional de Basquete realiza reunião técnica visando melhorias para próxima temporada

A Liga Nacional de Basquete promoveu, nesta sexta-feira, uma reunião técnica entre todos os treinadores e assistentes das equipes que participarão da sétima edição do NBB. O encontro, que acontece anualmente, serviu para os envolvidos debaterem melhorias em todos os aspectos das competições organizados pela entidade na próxima temporada (NBB, LDB e Liga Ouro).

Os envolvidos fizeram uma avaliação geral sobre a temporada passada e aproveitaram para dar novas sugestões de aprimoramento de cronograma, eventos e regulamento dos próximos campeonatos. O tema ‘Associação dos Treinadores’ também foi levado à tona durante o encontro.

“Uma reunião como essas é crucial. Quanto mais cabeças pensantes melhor. Aqui nessa reunião tivemos de tudo, técnicos da nova geração, técnicos mais experientes, alguns dirigentes vieram também, técnicos que não estão no NBB no momento mas já vivenciaram o campeonato. Tivemos de tudo e essa troca de experiências é muito rica. Quando você abre para esse tipo de discussão você minimiza a possibilidade de erro. Erros sempre vão acontecer, mas eles são minimizados, e muito, com esse debate democrático, ainda mais a diversidade de técnicos que tivemos hoje. Essa diversidade faz com que essa discussão seja mais completa pois temos mais pontos de vista, às vezes até divergentes, para serem debatidos e chegarem em um ponto em comum no final”, comentou o gerente técnico da Liga Nacional de Basquete, Paulo Bassul.

Reunião contou com a presença de treinadores, assistentes e alguns dirigentes de times do NBB (Divulgação/LNB)

Reunião contou com a presença de treinadores, assistentes e alguns dirigentes de times do NBB (Divulgação/LNB)

A reunião contou com a presença de Alberto Bial e seu assistente Espiga, do SKY/Basquete Cearense, Guerrinha, do Paschoalotto/Bauru, José Neto e seu assistente Rodrigo Silva, do Flamengo, Lula Ferreira e seu auxiliar Paulão Berger, do Vivo/Franca, Rinaldo Rodrigues, da Liga Sorocabana, Dedé Barbosa e Renato Lamas, da Winner/Kabum/Limeira, Flávio Davis e Demétrius Ferracciú, representando o Minas, os irmãos Léo e Pablo Costa, pelo Macaé Basquete, o assistente Danilo Padovani, representando Mogi das Cruzes/Helbor, Gustavo De Conti e Diego Jeleilate, do Paulistano/Unimed, Cláudio Mortari e o auxiliar técnico César Guidetti, pelo Pinheiros, e Marcelo Tamião, pelo Rio Claro.

Além dos técnicos em atividade, a Liga Nacional de Basquete ainda convidou para o encontro treinadores que no momento não dirigem nenhuma equipe, como Régis Marrelli, ex-São José, Ênio Vecchi, que comandou o Espírito Santo na reta final do NBB6, e o lendário Chuí, técnico do Araraquara no NBB2 e do Uberlândia no NBB3 e no NBB4.

“Essa reunião é parte de uma filosofia da LNB. A LNB é dos clubes, então nada melhor do que oferecer essa oportunidade, dar voz aos clubes para poder tomar decisões futuras. Acho que isso é fundamental para que a LNB continue evoluindo. Temos que somar todos os esforços, vir e participar, e agregar esses valores, essas ideias que os técnicos têm. Que isso ganhe força para que possa melhorar ainda mais o NBB que é um produto que está sendo cada vez mais valorizado”, falou o técnico do Flamengo, José Neto.

Antes assistente e agora promovido a técnico principal do Limeira, Dedé Barbosa teve sua primeira experiência na reunião como treinador, e o balanço feito por ele foi totalmente positivo. “Eu participei das outras vezes como assistente aqui, mas agora como técnico você tem uma voz um pouco mais ativa. Acho super positivas essas reuniões, que são feitas no mundo inteiro. A Euroliga acabou de fazer isso. Com certeza são muito bem vindos esses encontros entre os técnicos e a LNB”, disse Dedé.

A reunião serviu também para os treinadores e assistentes elegerem os membros do Conselho Técnico da entidade das próximas duas temporadas. Os escolhidos foram Lula Ferreira (Franca), Guerrinha (Bauru), Flávio Davis (Minas), José Neto (Flamengo), Gustavo De Conti (Paulistano), Régis Marrelli e Chuí. O conselho tem como objetivo debater ideias e soluções para o avanço da modalidade no Brasil e de todos os campeonatos organizados pela LNB.

“Sem dúvidas isso é fundamental. Eu lembro que a primeira vez que participamos de uma reunião dessa foi em Rio Claro há uns cinco ou seis anos. E vejo o quanto o basquete cresceu de lá pra cá, o quanto a LNB tem aceitado nossas opiniões. Isso é muito legal e fortalece demais. É uma coisa muito importante que tem acontecido. Fiquei muito contente por eles terem colocado meu nome para o Conselho Técnico. É muito legal essa troca de experiência, todo mundo falando tudo que passou, o futuro, para nós evoluirmos e melhorarmos. Acho que é por isso que a LNB é diferenciada e a cada ano o NBB tem sido melhor”, analisou Régis Marrelli.