Está tudo pronto para o início da primeira edição da Liga Ouro. Criada nesta temporada, a competição que levará seu campeão diretamente ao NBB terá sua abertura oficial nesta terça-feira, às 20 horas (de Brasília), no Ginásio “Felipão”, na cidade de Rio Claro (SP), com o duelo entre o anfitrião Rio Claro Basquete (SP) e o Campo Mourão Basquete (PR).

Além das duas equipes, a Liga Ouro 2014 conta com a participação de Lins Basquete/PML/ABCEL (SP) e Sport Club do Recife (PE). Na fase de classificação, os quatro times jogarão entre si em quatro oportunidades, sendo duas vezes como mandante e outras duas como visitante. A agremiação de melhor campanha estará automaticamente classificada para a decisão da competição, enquanto que segundo e terceiro colocados se enfrentarão para decidirem o segundo finalista.

+ Clique aqui e confira a tabela completa da Liga Ouro 2014

A final da Divisão de Acesso, assim como a disputa para a definição da vaga na decisão, ocorrerá em uma melhor de cinco jogos, no mesmo formato dos playoffs do NBB 2013/2014. A equipe de melhor campanha fará os confrontos de número um, dois e cinco (se necessário) em seus domínios, enquanto que o time de pior campanha sediará as partidas três e quatro (se necessário).

Experiência marca elenco das equipes

As quatro equipes participantes da Liga Ouro 2014 contarão com atletas renomados e com passagens pelo NBB em seus elencos. Rio Claro tem em seu plantel dois atletas com larga passagem pela elite do basquete brasileiro: o armador Eric Tatu, ex-UniCEUB/BRB/Brasília e Winner/Kabum/Limeira, e o pivô Estevam, campeão do NBB 2009/2010 pelo Brasília e que estava no Unitri/Magazine Luiza no último ano.

Além da dupla, o time comandado pelo técnico Marcelo Tamião conta também com os alas Caio Ranches, ex-Mogi das Cruzes/Helbor, e Luisinho, que disputou as quatro primeiras edições do NBB pelo Araraquara, e o norte-americano Nafis Ricks, que chegou a disputar dois jogos pela Liga Sorocabana na atual temporada do NBB. Outros bons nomes da equipe do interior paulista são o jovem ala Vinícius Pastor e os alas/pivôs Mosso e Stábile.

“Já tínhamos uma base montada. Fomos campeões da Copa Sudeste em 2013 e também participamos do Campeonato Paulista 2013. Para a Liga Ouro, trouxemos alguns jogadores experientes e que serão muito importantes durante essa nossa caminhada para conseguir a tão sonhada vaga na elite do basquete brasileiro”, disse o técnico do Rio Claro, Marcelo Tamião.

Ex-Uberlândia, Estevam será um dos destaques do Rio Claro na Liga Ouro 2014 (Raphael Oliveira/EAZ)

Ex-Uberlândia, Estevam será um dos destaques do Rio Claro na Liga Ouro 2014 (Raphael Oliveira/EAZ)

Rival do Rio Claro na partida de abertura da competição, o esquadrão da cidade paranaense de Campo Mourão também possui um plantel recheado de atletas que já disputaram o NBB. Dos 12 jogadores pré-inscritos pela equipe na Liga Ouro, oito aturam no principal campeonato do basquete do país anteriormente. São eles: o armador Alexandre Pinheiro, os alas Soró, Castellon, Lima e Paulo Nery, o ala/pivô Ricardo Azevedo, e os pivôs Éder Araújo e Marcos Hubner.

“É um grupo experiente. Temos vários jogadores que já jogaram o NBB por outras equipes e que sabem da importância e da força desse campeonato que devolveu a credibilidade do basquete brasileiro. Então, com a possibilidade do Campo Mourão ser a primeira equipe do Estado do Paraná a disputar o NBB nossa motivação é muito grande na Liga Ouro. Sabemos das dificuldades, mas estamos com muita vontade de conquistar esta vaga na elite da modalidade no país”, declarou o técnico paranaense Emerson de Souza.

Paulo Nery disputou a última temporada do NBB pela equipe do Suzano (João Pires/LNB)

Paulo Nery disputou a última temporada do NBB pela equipe do Suzano (João Pires/LNB)

Outra equipe que não fica para trás no quesito “ex-NBB’s” é o Lins Basquete/PML/ABCEL (SP). Atual campeão do Campeonato Paulista – Primeira Divisão (Divisão de Acesso), o time do interior do Estado de São Paulo tem em seu elenco quatro jogadores que disputaram a última edição do NBB (2012/2013): o armador Ismar, ex-UniCEUB/BRB/Brasília), o ala Vinicíus Teló, que vestiu a camisa do Joinville, e os pivôs Casé e Cleiton Sebastião, que atuaram por Vila Velha e Suzano, respectivamente.

“O jogador mais novo do nosso time tem 25 anos. Temos um time ‘velho’, mas que conta com atletas experientes e que podem fazer a diferença neste campeonato. Lançamos um programa de sócio-torcedor recentemente e a cidade toda está abraçando essa equipe. Estrearemos em casa e vamos correr para começar com o pé direito esta intensa disputa na Liga Ouro”, disse o treinador do Lins, Rodrigo Magalhães.

Um dos destaques do Joinville no último NBB, Vinícius Teló defenderá o Lins na Liga Ouro (Newton Nogueira/Divulgação)

Um dos destaques do Joinville no último NBB, Vinícius Teló defenderá o Lins na Liga Ouro (Newton Nogueira/Divulgação)

Único participante da Região Nordeste na Liga Ouro, o Sport Club do Recife foge um pouco à “regra” e tem no ala/pivô cubano Amiel Vega, que vestiu as camisas de Saldanha da Gama (2009/2010) e Vitória (2010/2011) no NBB, seu atleta com mais experiência. Em compensação, a equipe pernambucana aposta na base que ficou com o décimo lugar na LDB 2013 para conquistar a vaga na elite do basquete brasileiro.

Destaque da campanha rubro-negra na competição Sub-22 e com bagagem no NBB, o ala/pivô Durval segue na equipe, assim como o armador Felipe, os alas Breno e Érick Vierne e os pivôs Arroz, Coutinho e João Martins. Além disso, o Sport reforçou seu plantel com três jogadores que também se destacaram no campeonato de base: o armador Carioca e o ala Luizinho, ambos ex-Ginástico (MG) e o ala Leandro, ex-Tijuca (RJ).

“Vamos jogar um campeonato super importante, que é a Liga Ouro, com jovens talentos do basquete brasileiro. Assim, além de dar continuidade ao trabalho feito no Sub-22 poderemos contribuir de fato com a renovação do basquete brasileiro. É uma aposta que fizemos e acho que temos condição de fazer frente às outras três equipes que vem para o campeonato com elencos repletos de jogadores rodados. É uma boa oportunidade para esta garotada, que tem muito talento”, explicou Ricardo de Oliveira, técnico do Sport na Liga Ouro e que também comandou a equipe na LDB 2013.

Com a camisa do Ginástico, Carioca é um dos grandes nomes da atual temporada da LDB (Bruno Spada/LNB)

Dono de ótimas atuações pelo Ginástico na LDB 2013, garoto Carioca defenderá o Sport na Divisão de Acesso (Bruno Spada/LNB)